O pensamento educacional de intelectuais curitibanos na revista “A Escola” (1906)

Autores

  • Nilvan Laurindo Sousa Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v13i52.8640232

Palavras-chave:

Imprensa. Intelectuais curitibanos. Educação

Resumo

O presente artigo objetiva apresentar o pensamento educacional de  intelectuais curitibanos na revista “A Escola”. Esta revista apresentou-se ideologicamente como uma possibilidade de investigação de uma realidade aparente na busca da totalidade dos seus fatores determinantes ao contexto em que estava imersa, bem como dos seus agentes e do projeto educacional que estes defendiam. A intelectualide dos representantes da imprensa curitibana residiu essencialmente na realização de um projeto político e educacional, onde a imprensa desempenhou funções de dominação cultural, a qual procurou atingir grupos sociais emergentes, forjados com crescimento das forças produtivas e das relações sociais capitalistas. Nestes grupos de intelectuais ligados às burguesias urbanas ascendentes encontravam-se políticos, jornalistas, técnicos, professores e outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilvan Laurindo Sousa, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Integrante da Comissão de Avaliação Institucional e professora tutora do Projeto Gênero e Diversidade na Escola financiado pelo FNDE/MEC executado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa em Parceria com a Secretaria de Educação do Paraná.

Referências

ARAUJO, Silvete Aparecida Crippa. Professora Júlia Wanderley, uma Mulher-Mito (1874 – 1918). Dissertação de Mestrado da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

BASTOS, Tavares. A província: estudo sobre a descentralização do Brasil. São Paulo. Ed. Nacional, 1975.

BASBAUM, Leôncio. História sincera da República:de 1889 a 1930, 2. ed. São Paulo: Edições L. B., 1968.

CAPELATO, Maria Helena. Os arautos do liberalismo: imprensa paulista 1920-1945. São Paulo: Brasiliense, 1989.

CHAUI, Marilena. O que é ideologia. São Paulo: Brasiliense, 1980

CARVALHO, José Murilo. Formação das Almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

CARVALHO, M. M. C. A escola e a República. São Paulo: Brasiliense, 1989. (Coleção Tudo é História).

CAVAZOTTI, Maria Auxiliadora. O projeto republicano de educação nacional na versão de José Veríssimo. São Paulo: Annablume, 2003.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Civilização Brasileira, v. 2. 2001.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Ideologia e educação brasileira. São Paulo: Cortez & Moraes, 1978

GONÇALVES JUNIOR , Ernando Brito. A educação pelo livro: uma análise do compêndio de pedagogia de Dario Vellozo (1907) - Dossiê História e Educação - Volume 7, número 10, dezembro de 2010.

MARACH, Carolina Baron. Inquietações Modernas: Discurso Educacional e Civilizacional no Periódico A Escola (1906 a 1910). Dissertação de Mestrado Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2007.

MARX, Karl; O capital: crítica da economia política. Livro 1, Volume 1. São Paulo, DIFEL, 1982.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Crítica da educação e do ensino. Tradução do Francês. RABAÇA, Ana Maria.Primeira edição. Lisboa. Moraes Editores, 1978.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manuscritos econômicos e filosóficos e outros textos escolhidos. 2a ed. São Paulo: Abril Cultural, 2002.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia Alemã V.1. São Paulo, Martins Fontes, 1984.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia Alemã V.1. São Paulo, Boitempo, 2011.

Karl Marx e Friedrich Engels. Textos sobre Educação e Ensino. Campinas, SP: Navegando, 2011

NORONHA, O. M. Educação e trabalho no contexto histórico da formação da Primeira República. LOMBARDI, J. C.; SAVIANI, D. (Orgs.), 2009.

PEREIRA, Luís Fernando Lopes. Paranismo: o Paraná inventado. Cultura e imaginário no Paraná da Primeira República. Curitiba: Aos Quatro Ventos, 1997.

REIS FILHO, Casemiro dos. A educação e a ilusão liberal: origens do ensino público paulista. Campinas, SP: Autores Associados, 1995

SANTANA, Luis Carlos. Liberalismo, ensino e privatização: um estudo a partir dos clássicos da economia política. Campinas, SP: [s.n].1996

SOUSA, Nilvan Laurindo. O PROJETO REPUBLICANO PARA A EDUCAÇÃO NO PARANÁ E O PROCESSO DE (DÊS) MISTIFICAÇÃO DE JÚLIA

WANDERLEY, Dissertação de Mestrado Universidade Estadual de Ponta Grossa Curitiba, 2013.

TRINDADE, Etelvina Maria de Castro. Etelvina Maria de Castro. Clotildes e Marias: Mulheres Curitibana na Primeira República. Curitiba: Farol do Saber, 1996.

Downloads

Publicado

2013-11-27

Como Citar

SOUSA, N. L. O pensamento educacional de intelectuais curitibanos na revista “A Escola” (1906). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 52, p. 107–118, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i52.8640232. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640232. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)