Banner Portal
A criação do Grupo Escolar Silveira Brum e as relações entre matrícula, frequência e fluxo de promoção no ensino primário do educandário (1912-1930)
PDF

Palavras-chave

História da Educação. Grupo Escolar. Fluxo Escolar

Como Citar

CABRAL, T. E. M.; AZEVEDO, D. S. de; HOLLERBACH, J. D. G.; GOMIDES, W. L. T. A criação do Grupo Escolar Silveira Brum e as relações entre matrícula, frequência e fluxo de promoção no ensino primário do educandário (1912-1930). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 52, p. 138–154, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i52.8640234. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640234. Acesso em: 1 mar. 2024.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar alguns dos resultados obtidos através de um projeto de pesquisa realizado na Universidade Federal de Viçosa (UFV), a respeito da criação e primeiros anos de funcionamento do primeiro Grupo Escolar público fundado no município de Muriaé/MG. A investigação aqui problematizada, especificamente, aborda questões relativas à criação do educandário, dando ênfase às questões referentes à matrícula, frequência e fluxo de promoção no ensino primário dessa instituição, em suas duas primeiras décadas de funcionamento. O recorte temporal se justifica em virtude da data de fundação desse estabelecimento de ensino (1912) e o fim da Primeira República no Brasil (1930). Para a consecução da investigação, foram realizadas buscas no Arquivo Público Mineiro (APM), no acervo existente na atual Escola Estadual Doutor Silveira Brum, no Arquivo Público da cidade de Muriaé e na Fundação de Cultura e Artes de Muriaé (FUNDARTE). Através das pesquisas documentais realizadas foi possível localizar fontes primárias como as Atas de Instalação e Exames, os Termos de Assentamento e Posse, de Visitas Oficiais e Particulares, requerimentos, nomeações, decretos, ofícios e relatórios enviados à Secretaria do Interior do Estado de Minas Gerais no período.

https://doi.org/10.20396/rho.v13i52.8640234
PDF

Referências

Documentos pesquisados em Arquivos:

GRUPO ESCOLAR SILVEIRA BRUM. Atas de Instalação, posse, exames, etc. 1912-1924. (Arquivo Escola Estadual Doutor Silveira Brum).

GRUPO ESCOLAR SILVEIRA BRUM. Ofícios enviados e recebidos da Secretaria de Educação do Estado. 1912 a 1930. (Arquivo Escola Estadual Doutor Silveira Brum).

GRUPO ESCOLAR SILVEIRA BRUM. Termos de Visitas Oficiais; Termos de Visitas Particulares (1912-1927). (Arquivo Público Mineiro e Escola Estadual Doutor Silveira Brum).

GRUPO ESCOLAR SILVEIRA BRUM. Cadernos de avaliação e certificados de aprovação dos alunos. 1913-1916. (Arquivo Escola Estadual Doutor Silveira Brum).

GRUPO ESCOLAR SILVEIRA BRUM. Relatório do Diretor. 1913-1919. (Arquivo Escola Estadual Doutor Silveira Brum).

GRUPO ESCOLAR SILVEIRA BRUM. Atas de Instalação e Exames; Relatórios do diretor; Termos de Assentamento e Posse; Visitas Oficiais e Particulares; diplomas; requerimentos; nomeações; decretos; licenças; procurações; frequência dos professores e/ou alunos 1912-1930. (Arquivo Público Mineiro). Revista de Historiografia Muriaeense. Ano II, no 2 – Muriaé/MG. Maio, 1979.

Livros, artigos e periódicos:

ABREU JUNIOR, Laerthe de Moraes; GUIMARÃES, Paula Cristina David. A cultura material escolar como fonte de pesquisa das práticas escolares em São João Del-Rei (1930-1945). Revista Educação: Teoria e Prática, 2011.

AZEVEDO, Denilson Santos de; CARVAS, Giovanna Maria Abrantes. GRUPO

ESCOLAR ANTÔNIO MARTINS (1930-1945): CONSIDERAÇÕES ACERCA DAS RESTRIÇÕES NO FLUXO DE PROMOÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO. Disponível em: www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe6/conteudo/file/554.doc. Acesso em 19 de dezembro de 2011.

BENCOSTTA, Marcus Levy Albino. Grupos escolares no Brasil: um novo modelo de escola primária. In: BASTOS, M.H.C. & STEPHANOU, Maria (Orgs). Histórias e Memórias da Educação no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2005, p. 68–76.

BERGER, Miguel André & ALMEIDA, Anne Emile Souza de. A instrução pública em Sergipe na era da modernidade - analisando a trajetória dos Grupos Escolares. In: Congresso Brasileiro de História da Educação: A Educação Escolar em Perspectivas Históricas, 3, 2004, Paraná. Anais. CD – ROM.

BERNARDES, Ieda Pimenta; DELATTORE, Hilda.(Coords.). Gestão Documental Aplicada. São Paulo: Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2008. 54 p.

CABRAL, T. E. M.; & AZEVEDO, D. S. (2012). A instalação e constituição do Grupo Escolar nas cidades de Muriaé e Ponte Nova (1907 - 1930): análise de acervo e memórias. Viçosa. Relatório PIBIC/FAPEMIG

CARVALHO, Marta Maria Chagas de. A escola e a República. São Paulo: Brasiliense, 1989.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. Dos Pardieiros aos Palácios – Cultura escolar e urbana em Belo Horizonte na Primeira República. Passo Fundo: UPF, 2000.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de; VAGO, Tarcísio Mauro Vago. A Reforma João Pinheiro e a Modernidade Pedagógica. In: FARIA FILHO, Luciano Mendes de,

PEIXOTO, Ana Maria Casasanta (Orgs.). Lições de Minas: 70 anos da Secretaria da Educação. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais, 2000.

FARIA, Maria Auxiliadora de. O que ficou dos 178 anos da história de Muriaé. Muriaé, 1995.

GONÇALVES, Irlen Antônio. CULTURA ESCOLAR: práticas e produção dos grupos escolares em Minas Gerais (1891-1918). Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

GUEDES PINTO, Ana Lúcia; FONTANA, Roseli Aparecida Cação. As mulheres professoras, as meninas leitoras e o menino leitor: a iniciação no universo da escrita no patriarcalismo rural brasileiro. Uma leitura a partir de Infância de Graciliano Ramos. Cad. CEDES [online]. 2004, vol.24, n.63 [cited 2011-09-16], pp. 165-191 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010132622004000200004&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 16 de setembro de 2011, 15h10min.

PEREIRA, Jardel Costa. Cultura e Vida Escolar: O Grupo Escolar de Lavras (1907-1925). In: II Congresso de pesquisa e ensino em Historia da Educação em Minas Gerais. Uberlandia/MG, 2002. v. 1. p. 3-142.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.