Da escolarização à reinvenção de si: os sentidos da aprendizagem para o educando da EJA

Autores

  • Liliam Cristina Caldeira Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v13i52.8640255

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos. Aprendizagem. Sentidos

Resumo

CALDEIRA, Liliam Cristina OSÓRIO, Alda Maria do Nascimento(Orientadora)UFMS – Ano de defesa: 2011 Resumo deTese de Doutorado          O estudo realizadoteve como foco principal o sentido da aprendizagem para o sujeito educandoinserido na Educação de Jovens e Adultos – EJA, modalidade da Educação Básica.Para isso, desenvolvemos uma investigação fundamentada na abordagemHistórico-Cultural visando analisar os sentidos que esses sujeitos atribuem àaprendizagem no contexto escolar. Para abordar a perspectiva dos educandossobre a aprendizagem, o estudo partiu dos seguintes objetivos específicos:conhecer as trajetórias de vida dos educandos; identificar os motivos dessessujeitos estarem na EJA; conhecer a visão que possuem acerca da aprendizagem queocorre nos diferentes tempos da vida; compreender como diferenciam asaprendizagens desenvolvidas na escola e as que ocorrem fora dela, em outros contextos;conhecer a visão dos educadores da EJA sobre os processos de aprendizagem dosjovens e adultos presentes nessa modalidade da Educação Básica; conhecer aconfiguração do contexto de aprendizagem nas aulas. Os dados foram construídospor meio da realização de entrevistas semiestruturadas com professores e alunosda EJA, e de observações de aulas em duas escolas da rede pública de ensino deCampo Grande - MS. A análise dos dados foi realizada a partir da concepção deDiscurso de Bakhtin e do conceito de sentido presente na PsicologiaHistórico-Cultural. Os discursos analisados na pesquisa convergiram para duascategorias de sentidos atribuídos à aprendizagem. A primeira categoria é“inserção social” e a segunda “libertação”, sendo que esta última se relacionaà libertação das diversas formas de opressão a que os educandos foramsubmetidos ao longo de sua existência, nas relações e espaços em que seconstituíram. A pesquisa nos possibilitou compreender que ao processo deaprendizagem são atribuídos sentidos que não se resumem à certificação ou inserçãono mercado de trabalho, obtenção de um emprego, apesar de contemplá-los porvezes, mas, sobretudo, os sentidos se relacionam à possibilidade detransformações pessoais, de reinvenção de si. Relaciona-se a reinvenção dos sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liliam Cristina Caldeira, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

Profa. Dra. do Instituto Federal de Educação de Mato Grosso do Sul.Pesquisadora da Educação de Jovens e Adultos

Downloads

Publicado

2013-11-30

Como Citar

CALDEIRA, L. C. Da escolarização à reinvenção de si: os sentidos da aprendizagem para o educando da EJA. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 52, p. 463–463, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i52.8640255. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640255. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Resumo