Banner Portal
Da escolarização à reinvenção de si: os sentidos da aprendizagem para o educando da EJA
PDF

Palavras-chave

Educação de Jovens e Adultos. Aprendizagem. Sentidos

Como Citar

CALDEIRA, L. C. Da escolarização à reinvenção de si: os sentidos da aprendizagem para o educando da EJA. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 52, p. 463–463, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i52.8640255. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640255. Acesso em: 4 mar. 2024.

Resumo

CALDEIRA, Liliam Cristina OSÓRIO, Alda Maria do Nascimento(Orientadora)UFMS – Ano de defesa: 2011 Resumo deTese de Doutorado          O estudo realizadoteve como foco principal o sentido da aprendizagem para o sujeito educandoinserido na Educação de Jovens e Adultos – EJA, modalidade da Educação Básica.Para isso, desenvolvemos uma investigação fundamentada na abordagemHistórico-Cultural visando analisar os sentidos que esses sujeitos atribuem àaprendizagem no contexto escolar. Para abordar a perspectiva dos educandossobre a aprendizagem, o estudo partiu dos seguintes objetivos específicos:conhecer as trajetórias de vida dos educandos; identificar os motivos dessessujeitos estarem na EJA; conhecer a visão que possuem acerca da aprendizagem queocorre nos diferentes tempos da vida; compreender como diferenciam asaprendizagens desenvolvidas na escola e as que ocorrem fora dela, em outros contextos;conhecer a visão dos educadores da EJA sobre os processos de aprendizagem dosjovens e adultos presentes nessa modalidade da Educação Básica; conhecer aconfiguração do contexto de aprendizagem nas aulas. Os dados foram construídospor meio da realização de entrevistas semiestruturadas com professores e alunosda EJA, e de observações de aulas em duas escolas da rede pública de ensino deCampo Grande - MS. A análise dos dados foi realizada a partir da concepção deDiscurso de Bakhtin e do conceito de sentido presente na PsicologiaHistórico-Cultural. Os discursos analisados na pesquisa convergiram para duascategorias de sentidos atribuídos à aprendizagem. A primeira categoria é“inserção social” e a segunda “libertação”, sendo que esta última se relacionaà libertação das diversas formas de opressão a que os educandos foramsubmetidos ao longo de sua existência, nas relações e espaços em que seconstituíram. A pesquisa nos possibilitou compreender que ao processo deaprendizagem são atribuídos sentidos que não se resumem à certificação ou inserçãono mercado de trabalho, obtenção de um emprego, apesar de contemplá-los porvezes, mas, sobretudo, os sentidos se relacionam à possibilidade detransformações pessoais, de reinvenção de si. Relaciona-se a reinvenção dos sujeitos.
https://doi.org/10.20396/rho.v13i52.8640255
PDF

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.