Banner Portal
A trajetória da administração da educação pública no Brasil e a construção da democracia
PDF

Palavras-chave

Administração da educação. Políticas educacionais. Gestão

Como Citar

DRABACH, Nadia Pedrotti. A trajetória da administração da educação pública no Brasil e a construção da democracia. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 51, p. 42–53, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i51.8640262. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640262. Acesso em: 12 jul. 2024.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar os diferentes modelos de gestão educacional no Brasil, ao longo do século XX, relacionando-os com o contexto histórico e com as mudanças conjunturais. Para a materialização desta proposta o estudo buscou, em bibliografia pertinente, elementos que possibilitaram construir interpretações e relações entre si, de maneira a responder o propósito do trabalho. O modelo de administração da educação presente nas primeiras décadas do século XX se baseava nos princípios da administração geral e possuía uma estreita relação com o contexto socioeconômico da época. Os anos 1980 trouxeram novos discursos para o campo da administração da educação que se inseriram no movimento pela democratização da sociedade que acabava de sair do regime ditatorial. A inserção do princípio da gestão democrática da educação na Constituição Federal de 1988 significou um avanço significativo na construção da gestão democrática da educação. Entretanto, a década de 1990 não foi tão promissora em termos da construção da sociedade democrática almejada na década anterior o que trouxe reflexos para o campo da administração da educação.

 

https://doi.org/10.20396/rho.v13i51.8640262
PDF

Referências

ADRIÃO, T. Educação e produtividade: a reforma do ensino paulista e a desobrigação do Estado. São Paulo: Xamã, 2006.

ADRIÃO, T.; CAMARGO, R.B. A gestão democrática na Constituição Federal de 1988. In: OLIVEIRA, R. de O.; ADRIÃO, T. (Orgs). Gestão financiamento e direito à educação: análise da LDB e da Constituição Federal. 2. ed. São Paulo: Xamã, 2007, p.63 - 71 (Coleção Legislação e Política Educacional: textos introdutórios).

ARELARO, L.R.G. Resistência e submissão: a reforma educacional na década de 1990. In: KRAWCZYK, N.; CAMPOS, M.M.; HADDAD, S. O cenário educacional latino-americano no limiar do século XXI: reformas em debate. Campinas: Autores Associados, 2000, p 95 - 116 (Coleção Educação Contemporânea).

BRASIL. Constituição Federal, 1988.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e Bases para Educação Nacional.

CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da Administração. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1983.

COUTINHO, C.N. A democracia na batalha das idéias e nas lutas políticas do Brasil de hoje. In: FÁVERO, O. SEMERARO, G. (Orgs.). Democracia e construção do público no pensamento educacional brasileiro. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

CUNHA, L. A. ; GÓES, M. de. O golpe na Educação. 8a edição. Rio de Janeiro: Zahar. 1994.

DRABACH, N. P. Primeiros Escritos sobre Administração Escolar no Brasil aos escritos sobre gestão escolar: mudanças e continuidade. 2009. 81f. Monografia (Especialização em Gestão Educacional) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.

GIORGI, C. Di. Escola Nova. 3. ed.. São Paulo: Editora Ática, 1992.

LEÃO, A. C. Introdução à Administração Escolar. 2. ed.. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1945.

LEDESMA, M. R. K. Gestão escolar: desafios dos tempos. 2008. 157f. Tese (doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

LEMME, P. O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova e suas repercussões na realidade educacional brasileira. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília. v.86, n.212, p.163-178, jan./abr., 2005.

LOURENÇO FILHO, M. B. Organização e Administração Escolar: curso básico. 8a edição. Brasília: INEP/MEC, 2007.

PARO, V. H. O princípio da gestão escolar democrática no contexto da LDB. In: OLIVEIRA, R. P. de O.; ADRIÃO, T. (Orgs). Gestão financiamento e direito à educação: análise da LDB e da Constituição Federal. 2. ed. São Paulo: Xamã, 2007, p.73-81 (Coleção Legislação e Política Educacional: textos introdutórios).

RIBEIRO, J. Q. Ensaio de uma teoria da Administração Escolar. São Paulo: Saraiva, 1986.

SALERNO, S.C.E.K. Administração gerencial ou gestão administrativa? Foco no planejamento educacional. 2006. 178 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

SHIROMA, E.O. ; MORAES, M.C.M. ; EVANGELISTA, O. Política educacional. 4. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

SOUZA, A. R. De. Perfil da Gestão Escolar no Brasil. 2007. 302 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2007.

SOUZA, F.C. O ensino de História, a Lei de Diretrizes e Bases de 1971 e os Parâmetros Curriculares Nacionais (1998): continuidades e descontinuidades. In: ENCONTRO REGIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE HISTÓRIA – ANPUH/PR, 11., Jacarezinho. Anais... Jacarezinho: UFPR, 2008, p.1-8.

TEIXEIRA, A. Que é administração escolar? Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília. v. 36, n.84, p.84-89, 1961.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.