Banner Portal
Profissão docente no Piauí no século XX
PDF

Palavras-chave

História. Memória. Profissão docente

Como Citar

SOUSA, J. B. de; INÁCIO FILHO, G. Profissão docente no Piauí no século XX. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 51, p. 187–199, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i51.8640272. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640272. Acesso em: 28 fev. 2024.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo investigar o ser e o fazer-se professora no Piauí no século XX. Mediante a história de vida da normalista Nevinha Santos (1910 a 1999) que escreveu suas memórias em caderno de anotações e as publicou no Jornal Meio Norte, Teresina (PI), foi definido o recorte cronológico e a estrutura deste artigo, que se constitui em três fases, a primeira, de 1922 a 1928; a segunda, de 1929 a 1957; a terceira, de 1957 a 1999. A análise desses períodos possibilitou a compreensão de que, no primeiro momento, ser professor tinha significado associado a missão, vocação e sacerdócio. No segundo momento, o professor era concebido como representante da disciplina, civismo e amor à pátria, tornando-se disseminador das ideias do Estado novo. Na terceira fase, a proletarização da profissão impulsionou a formação dos sindicatos e a luta pela profissionalização, que pudesse garantir um estatuto respeitoso, melhores rendimentos e autonomia profissional. As fontes da pesquisa concentrou-se nas memórias da professora Nevinha Santos, discursos e mensagens governamentais presentes na Casa Anísio Brito, e tem como referencial teórico de análise a Nova História, ancorados em conceitos e referências de Saviani (2007), Carvalho (2007) e Queiroz (2008).

 

https://doi.org/10.20396/rho.v13i51.8640272
PDF

Referências

BRITO, Itamar Sousa. História da Educação no Piauí. Teresina: UFPI, 1996.

CARONE, Edgar. O Estado Novo (1937-1945). São Paulo: Difel, 1977.

CARVALHO, Carlos Henrique. República e Imprensa: as influências do Positivismo na concepção de educação do professor Honório Guimarães; Uberabinha, 1905-1922. 2ed.Uberlândia: Edufu, 2007.

CARVALHO, Epifânio. Escola Normal Antonino Freire. O Piauí, n.422, Teresina, PI, 16 dez.1948.

EM PRATOS Limpos, O Apóstolo, Teresina, PI, 03 jul.1910, p.1.

GONÇALVES, Maria Cacilda Ribeiro Gonçalves. Educação Nacional. Diário Official, Teresina, PI, n 131, 12 jun.1936.p.4.

FREIRE, Antonino. A mulher na escola primária. In: NEVES, Abdias (org.). Litericultura. Teresina: Imprensa Oficial, 1913.

MENDES, Simplício. O problema da educação nacional. O Piauhy, n.526, Theresina, 24 nov.1921, p.1.

O MAGISTÉRIO, O Apóstolo, Teresina, 30 jun.1907, p.2.

PIAUHY, Governador, 1896-1900 (Raimundo Artur de Vasconcelos) Mensagem apresentada à Câmara legislativa, pelo Exmo. Sr.Governador do Estado, em 1899. Theresina: Piauhy, 1899.

PIAUHY, Governador, 1912-1916 (Miguel de Paiva Rosa) Mensagem apresentada à Câmara legislativa, pelo Exmo. Sr.Governador do Estado, em 04 de junho de 1914. Theresina: Typ. Paz, 1914.p.2.

PIAUHY, Governador, 1920-1924 (João Luiz Ferreira) Mensagem apresentada à Câmara legislativa, pelo Exmo. Sr.Governador do Estado, em 01 de junho de 1922. Theresina: Typ. O Piauhy,1922.

PIAUHY, Governador, 1925-1928 (Matyas Olympio de Melo) Mensagem apresentada à Câmara legislativa, pelo Exmo. Sr.Governador do Estado, em 01 de junho de 1928. Theresina, Piauhy, 1928.

PIAUHY, Diretoria da Instrução Pública. Relatório da Instrução Pública apresentado pelo director Martins Napoleão em 1932. Teresina, Caixa da instrução Pública, n.1, Arquivo Público do Estado do Piauí, 1932.p.2. [manuscrito]

PIAUHY, Governador, 1947-1951 (José da Rocha Furtado) Mensagem apresentada à Câmara legislativa, pelo Exmo. Sr.Governador do Estado, em 01 de junho de 1950. Theresina: Imprensa Oficial, 1950.

QUEIROZ, Teresinha. Educação no Piauí: (1889-1930). Teresina: Ètica, 2008.

SANTOS, Nevinha. Adorei e me sentia muito feliz em ser professora. Jornal Meio Norte, n. 1024, Teresina, 22 out.1997b. p.3. (Caderno Alternativo).

SAVIANI, Demerval. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.