A multisseriação frente à profissionalidade docente na educação do campo

  • Wiama de Jesus Freitas Lopes UFCG
  • Luiz Bezerra Neto UFSCar
Palavras-chave: Profissionalidade docente no campo. Educação do Campo. Multissérie

Resumo

Este texto é parte da pesquisa da tese intitulada “O Desenvolvimento Profissional daDocência em Escolas Multisseriadas Ribeirinhas na Ilha do Marajó-PA” que objetivouanalisar o processo de constituição da profissionalidade docente na educação do campo emcomunidades ribeirinhas, na Ilha de Marajó PA, mais particularmente no Município deBreves. Teve como problema de pesquisa a questão: “De que modo se constitui aprofissionalidade docente em turmas multisseriadas na educação do campo?” Isto, sob aperspectiva de questões educativas estruturais que estão balizando a caracterização dostrabalhos, perfis e posturas de intervenção didática de educadores no processo deescolarização de seus discentes em prol das dinâmicas de formação humana e da qualidadede vida no campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wiama de Jesus Freitas Lopes, UFCG

Pedagogo. Mestre em Educação – UFPA e Doutor em Educação pela UFSCar. Membro do GEPERUAZ/UFPA e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ética, Planejamento e Gestão Educacional, da UFCG. Docente da Universidade Federal de Campina Grande – Campus Cajazeiras.

Luiz Bezerra Neto, UFSCar

Filósofo. Mestre e Doutor em Educação pela UNICAMP. Professor do Programa de Pós Graduação em Educação – PPGE. Departamento de Educação da UFSCar. Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação do Campo - GEPEC/UFSCar.

Referências

ARROYO, Miguel. Ofício de mestre. Imagens e auto-imagens. Petrópolis: Vozes, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Ensino Fundamental de 9 anos: orientações para a inclusão da criança de 6 anos de idade. 2. ed. Brasília, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Referências para uma política nacional de educação do campo: caderno de subsídios. Brasília, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Ensino Fundamental de Nove Anos – Orientações Gerais. Brasília, 2004.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/CEB no 1, de 3 de abril de 2002. Institui Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Diário Oficial da União, Brasília, v. 67, Sessão 1, p. 32, 9 abr. 2002. Disponível em: portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB012002.pdf Acesso em: 31 nov. 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Operacionais para a Educação Básica das Escolas do Campo. CNE/MEC, Brasília, 2002.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, v. 134, n. 248, p. 27833-41, 1996.

CALDART, Roseli Salete; PEREIRA, Isabel Brasil; ALENTEJANO, Paulo; FRIGOTTO, Gaudêncio (Orgs.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012.

CAREAGA, Adriana Ramirez. El desafio de ser docente. Montevidéu: Universidad de la República, 2007. Disponível em: http://www.medfamco.fmed.edu.uy/Archivos/pregrado/Ciclo_Introductorio/Materiales/Ser_docente.pdf. Acesso em: 31 jul. 2010.

D’AGOSTINI, A.; TAFFAREL, C. Z.; SANTOS JÚNIOR, C. de L. Escola Ativa. In: CALDART, R. S. et al. (Orgs.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012. p.315-326.

FRANCO, Creso. A organização da escolaridade em Ciclos: ainda um desafio para os Sistemas de Ensino. In: FRANCO, Creso (Org.). Avaliação, ciclos e promoção na educação. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 35-54.

FREITAS, Luiz Carlos de. A escola única do trabalho: explorando os caminhos de sua construção. Cadernos do ITERRA, Veranópolis, RS, v. 1, n. 15, p. 155-175, set. 2010.

FREITAS, Luiz Carlos de. Ciclo ou séries? O que muda quando se altera a forma de organizar os tempos-espaços da escola? Trabalho produzido para o GT 13 Educação Fundamental. 27a. Reunião Anual da ANPEd, Caxambu (MG) de 21 a 24 de novembro de 2004.

HAGE, Salomão Antonio Muffarrej; ALMEIDA, Luciane Soares. Movimentos sociais populares do campo e a afirmação do direito à educação: uma questão que envolve saber e poder. In: ENCONTRO DA REDE RURAL, 1. 2006, Niterói. Anais... Niterói- RJ: NEAD, 2006.

KRUG, Andréa. Os ciclos de formação: uma proposta transformadora. Porto Alegre: Mediação, 2001.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 10. ed. São Paulo: Autores Associados, 2011.

TAFFAREL, Celi Nelza Zülke. O sistema de complexos. Salvador, 2012. Texto no prelo.

XIMENES-ROCHA, Solange Helena. A aprendizagem da docência em salas multisseriadas. In. XIMENES-ROCHA, Solange Helena; COLARES, Maria Lília Imbiriba Sousa. Formação de professores: pesquisas com ênfase na escola do campo. Curitiba: CRV, 2012. p. 31-43.

Como Citar
Lopes, W. de J. F., & Bezerra Neto, L. (1). A multisseriação frente à profissionalidade docente na educação do campo. Revista HISTEDBR On-Line, 13(50), 77-89. https://doi.org/10.20396/rho.v13i50.8640295
Seção
Artigos