Materialismo histórico dialético: epistemologia para educação campesina no Amazonas

  • Eunice Maciel Soeiro Universidade Federal do Amazonas
Palavras-chave: Educação libertadora. Materialismo histórico dialético. Proposta pedagógica. Trabalhador campesino

Resumo

Discute a possibilidade de construção, em processo, de um projeto educativo com fundamentação filosófica na epistemologia do Materialismo Histórico Dialético. Reflete sobre a importância da materialização da educação em uma proposta filosófica e epistemológica que tem na totalidade, ao mesmo tempo, ponto de partida e ponto de chegada. Analisa os reflexos sociais, políticos e econômicos da elaboração de uma concepção de educação comprometida com a superação da situação de submissão histórica dos trabalhadores campesinos ao modo histórico e social de produção capitalista, objetivando fundamentar, na teoria e na prática, as bases da educação libertadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eunice Maciel Soeiro, Universidade Federal do Amazonas

Professora credenciada do Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica – PARFOR – Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Amazonas e efetiva da rede Estadual de Ensino Médio em Manaus. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Amazonas.

Referências

BACON, Francis. Novum Organum. São Paulo. Martin Claret. Coleção Obra-Prima de cada Autor, 2004.

CRESPI, F. e FORNAR, F. Introdução à sociologia do conhecimento. São Paulo: EDUSC, 2000.

DESCARTES, René. O discurso do método. São Paulo: Martins Claret, 2005. (Coleção Obras-Primas de cada autor).

FERREIRA, Aurélio B. H. Mini Aurélio. Dicionário da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro, coordenação de edição Marina Baird Ferreira-8a edição. Curitiba: Editora Positivo, 2010.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Rio de Janeiro - Petrópolis: Paz e Terra, 1979.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro – Petrópolis: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro - Petrópolis: Paz e Terra, 2002.

FERREIRA, N. SC. Tecnologia educacional e o profissional no Brasil: sua formação e possibilidade de construção de uma cultura humana. Revista Tecnologia Educacional, ano XXVI, V. 26, No 141, Br. /mai./ jun. 1998.

GADOTTI, Moacir. (Org.). 3a Reimpressão. Paulo Freire: uma biobibliografia. São Paulo: Instituto Paulo Freire. Cortez Editora, 2001.

LOMBARDI, José Claudinei (org). Globalização, pós-modernidade: história, filosofia e temas transversais. São Paulo. Autores Associados: HISTEDBR: Santa Catarina: UNC, 2004.

MARX, Karl. O capital. Livro I. O processo de produção da Mercadoria. Tradução Maria Helena Barreto. São Paulo, Martim Fontes, 2006.

ROSSI, Wagner Gonçalves. Pedagogia do Trabalho: raízes da educação socialista. São Paulo: Moraes, 1981.

SACRISTAN, José Gimeno. Educar e Conviver na cultura global: as exigências da cidadania. Tradução: Ernani Rosa. Porto Alegre: Artimed, 2002.

SOEIRO, Eunice Maciel. Possibilidades para práticas pedagógicas nas Escolas Campesinas do Jaú: estruturas dialógicas para uma Educação Ambiental. Manaus: UFAM/PPGE, 2009.

VÁSQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da Práxis. 2a Edição. Buenos Aires: Consejo Latioamericano de Ciencias Sociales – Clacso: São Paulo: Expressão Popular, Brasil, 2011.

Publicado
2013-08-24
Como Citar
Soeiro, E. M. (2013). Materialismo histórico dialético: epistemologia para educação campesina no Amazonas. Revista HISTEDBR On-Line, 13(50), 264-274. https://doi.org/10.20396/rho.v13i50.8640307
Seção
Artigos