Banner Portal
História da educação e marxismo em duas trajetórias intelectuais do século XX: Brian Simon e Mario Alighiero Manacorda
PDF

Palavras-chave

História da Educação. Marxismo. Brian Simon. Mario Manacorda. Antonio Gramsci

Como Citar

BITTAR, Marisa. História da educação e marxismo em duas trajetórias intelectuais do século XX: Brian Simon e Mario Alighiero Manacorda. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 49, p. 7–18, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i49.8640317. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640317. Acesso em: 24 maio. 2024.

Resumo

Este artigo é resultado de pesquisa realizada no Instituto de Educação da Universidade de Londres focalizando a trajetória de dois intelectuais marxistas europeus do século XX e sua contribuição para a História da Educação: o inglês Brian Simon (1915-2002) e o italiano Mario Alighiero Manacorda (1914-2013). Ambos viveram e elaboraram suas obras no mesmo período histórico e aderiram ao marxismo como resposta à escalada nazi-fascista na Europa engajando-se em lutas políticas pela democratização da educação depois da Segunda Guerra Mundial. A pesquisa baseou-se em fontes bibliográficas, entrevistas e em documentos do arquivo “Brian Simon” que se encontra no Instituto de Educação da Universidade de Londres. Na Itália foi realizado um encontro com Manacorda e examinados documentos do Instituto Gramsci. Considerando a similitude das duas trajetórias, os objetivos da pesquisa foram: 1. Conhecer a interpretação marxista empregada pelos dois autores; 2. Averiguar a relação de suas obras  com o pensamento de Antonio Gramsci; 3. Estudar a contribuição de ambos para a circulação do conhecimento e a internacionalização da História da Educação. A pesquisa foi financiada pela FAPESP (2011-2012).

https://doi.org/10.20396/rho.v13i49.8640317
PDF

Referências

CHITTY, Clyde. Depoimento. Londres, 30 de janeiro, 2012.

ENTWISTLE , Harold. Antonio Gramsci. Conservative schooling for a radical politice. Routledge & Kegan Paul, 1979.

HOBSBAWM, Eric. Gramsci and political theory. Marxism Today, London, July 1977.

MANACORDA, Mario A. História da Educação: da antiguidade aos nossos dias. Tradução Gaetano Lo Monaco. São Paulo: Cortez, 1989..

MANACORDA, Mário A. Aos educadores brasileiros. Entrevista concedida a Paolo Nosella. Campinas: HISTEDBR, 2007.

MANACORDA, Mario Alighiero. Depoimento. Roma, 12 junho, 2012.

MANACORDA, Mario Alighiero. Depoimento. ANDE. São Paulo, N. 10, 1986. p. 59-64.

MANACORDA, Mario Alighiero. La mia scuola sotto il fascismo. In: GENOVESI, Giovanni. C’ ero anchi’io! A scuola nel Ventennio. Ricordi e riflessioni. Liguori Editore, Napoli, 2010. P. 27-47.

McCULLOCH, Gary. The Struggle for the History of Education London: Routledge, 2011.

McCULLOCH, Gary. A people’s history of education: Brian Simon, the British Communist Party and Studies in the History of Education, 1780-1870. History of Education, 2010.

RAGAZZINI, Dario. The Educational Theory of Gramsci in the English Language. Brian Simon’s Archive. Institute of Education, SIM/6/3/2.

SALIMOVA, Olga. Letter to Brian Simon, 15.5.1980. Brian Simon’s Archive. Institute of Education. SIM/2/4.

SIMON, Brian. Letters on Bowles and Gintis’s book. Brian Simon’s Archive. Institute of Education. London. SIM/1/55.

SIMON, Brian. Does Education Matter? London: Lawrence and Wishart Ltd., 1985.

SIMON, Brian. A Life in Education. London: Lawrence & Wishart Ltd, 1998.

SIMON, Brian. Contemporary problems in educational theory. Marxism Today, June, 1976.

SIMON, Brian. Marx and the crisis in education. Marxism Today, July, 1977.

SIMON, Brian. Letter to Olga Salimova. 28 November, 1982. Brian Simon’s Archive. Institute of Education. SIM/2/4.

SIMON, Roger. Gramsci’s Political Thought: an Introduction. London, Lawrence and Wishart, 1982.

Roger Simon. Gramsci’s concept of hegemony. Marxism Today. March, 1977.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.