E. P. Thompson e a educação: a socialização como experiência

  • Suely Aparecida Martins Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Palavras-chave: Educação. Socialização. Experiência. Thompson

Resumo

Este artigo apresenta as possibilidades de análise da educação a partir das contribuições teóricas do historiador marxista Edward Palmer Thompson. Inicia-se com algumas considerações sobre concepções de educação que ora enfatizam seu papel para a conformação dos sujeitos a sociedade ora salientam que ela encontra-se inserida numa realidade constituída de significados. Contrapondo-se a tais perspectivas, destaca-se como a categoria “experiência” de Thompson pode contribuir para a análise dos processos educativos, considerando-se a materialidade social e a agência humana na história. Assim, primeiramente, apresenta-se a concepção do autor sobre “experiência” e em seguida, a importância desta categoria para a compreensão dos processos de socialização. Destaca-se a experiência como fundamental para analisar a educação, especialmente aquela que ocorre em espaços informais e que se constituem a partir de coletivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suely Aparecida Martins, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Professora do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Campus de Francisco Beltrão.

Referências

BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. 21. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

CARMO, jefferson Carriello do. Possíveis contribuições de Edward Palmer Thompson para a História da Educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n 27, p. 9-27, set. 2007.

DURKHEIM, Emile. Educação e sociologia. São Paulo: Melhoramentos, 1975.

EISENSTADT, S. N. De geração a geração. São Paulo: Perspectiva, 1976.

FORTES, Alexandre; NEGRO, Antonio; FONTES, Paulo. Pecularidades de E. P. Thompson. In.: NEGRO, Antonio Luigi; SILVA, Sergio (orgs.). E. P. Thompson: as peculiaridades dos ingleses e outros artigos. 3. ed. Campinas: Unicamp, 1998. n. 10, v. 2, p. 11-46. (Coleção Textos Didáticos)

HOSTINS, Regina Célia Linhares. O modo de fazer pesquisa de um historiador. Esboços, Florianópolis, n. 12, p. 37-52, 2004.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

LÖWY, Michael. Por um marxismo crítico. Lutas Sociais, São Paulo, 1997, n. 3.

MARTINS, Suely Aparecida. A formação política da juventude do Movimento Sem Terra no Estado do Paraná. Tese de Doutorado (Doutorado em Sociologia Política). Florianópolis: Centro de Filosofia e Ciências Humanas, UFSC, 2009.

MORAES, Maria Célia Marcondes de; MÜLLER, Ricardo Gaspar. Tempos em que a “razão deve ranger os dentes”: E.P. Thompson, história e sociologia. In.: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, 11, Campinas. Anais.... Campinas: Unicamp, 2003. p. 2-17.

MORAES, Maria Célia Marcondes de; MÜLLER, Ricardo Gaspar. E. P. Thompson e a pesquisa em ciências sociais. In.: ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 31, 2007, Caxambu. Anais.... Caxambu/MG: ANPOCS, 2007. p. 2-30.

SILVA, Sérgio. Thompson, Marx, os marxistas e os outros. In.: NEGRO, Antonio Luigi; SILVA, Sergio (orgs.). E. P. Thompson: as peculiaridades dos ingleses e outros artigos. 3. ed. Campinas: Unicamp, 1998. n. 10, v. 2. p. 47-56 (Coleção Textos Didáticos).

THOMPSON, E. P. A formação da classe operária inglesa I: a árvore da liberdade. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002a.

THOMPSON, E. P. A formação da classe operária inglesa II: a maldição de Adão. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002b.

THOMPSON, E. P. A formação da classe operária inglesa III: a força dos trabalhadores. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002c.

THOMPSON, E. P. A miséria da teoria ou um planetário de erros. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

THOMPSON, E. P. As peculiaridades dos ingleses. In.: NEGRO, Antonio Luigi; SILVA, Sergio (orgs.). E. P. Thompson: as peculiaridades dos ingleses e outros artigos. 3. ed. Campinas: Unicamp, 1998. n. 10, v. 1 (Coleção Textos Didáticos).

THOMPSON, E. P. Costumes em comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

THOMPSON, E. P. Tradición, revuelta y consciencia de clase. Barcelona: Editorial Crítica, 1979.

THOMPSON, E. P. Os românticos: a Inglaterra na era revolucionária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. p. 13-47

VENDRAMINI, Célia Regina. Experiência humana e coletividade em Thompson. Esboços, Florianópolis, n. 12, p. 25-36, 2004.

VENDRAMINI, Célia Regina; TIRIBA, Lia. Classe, cultura e experiência na obra de E. P. Thompson: contribuições para a pesquisa em educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n 55, p. 54-72, mar. 2014.

Como Citar
Martins, S. A. (1). E. P. Thompson e a educação: a socialização como experiência. Revista HISTEDBR On-Line, 14(59), 304-317. https://doi.org/10.20396/rho.v14i59.8640365
Seção
Artigos