Banner Portal
A educação hebraica segundo Theobaldo Miranda Santos
PDF

Palavras-chave

Educação Hebraica. Judaísmo. Intelectuais. Theobaldo Miranda Santos

Como Citar

DE SOUZA, Rodrigo Augusto. A educação hebraica segundo Theobaldo Miranda Santos. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 14, n. 58, p. 12–32, 2015. DOI: 10.20396/rho.v14i58.8640375. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640375. Acesso em: 21 jul. 2024.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar a educação hebraica segundo o pensamento de Theobaldo Miranda Santos (1904-1971). Para tanto, investigaremos o capítulo do manual didático “Noções de História da Educação” que tratou exclusivamente desse tema. Buscamos problematizar o tratamento oferecido pelo intelectual ao tema da educação hebraica. Considerando que Theobaldo publicou seu manual didático pela primeira vez em 1945, no período de hegemonia de ideologias como o fascismo e o nazismo, procuramos compreender as nuances da educação hebraica de acordo com seu pensamento. Essas ideologias demonstravam grande preocupação com a chamada “questão judaica”, que já havia sido apontada por Karl Marx (1818-1883) ainda durante o século XIX, na Alemanha. O surgimento do antissemitismo no plano político foi uma característica desse período histórico. O tratamento oferecido por Theobaldo Miranda Santos ao tema da educação hebraica consiste no objeto dessa investigação.

https://doi.org/10.20396/rho.v14i58.8640375
PDF

Referências

ADORNO, Theodor W.; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

ALI, Tariq. Confronto de fundamentalismos: cruzadas, jihads e modernidade. Rio de Janeiro: Record, 2002.

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo: anti-semitismo, imperialismo e totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

ATHAYDE, Tristão de. Debates pedagógicos. Rio de Janeiro: Schmidt, 1931.

BADIOU, Alain. O século. Aparecida: Idéias & Letras, 2007.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade e holocausto. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

BENJAMIN, Walter. O anjo da história. Lisboa: Assírio & Alvim, 2010.

BENJAMIN, Walter. O capitalismo como religião. São Paulo: Boitempo, 2013.

BARROSO, Gustavo. Integralismo e catolicismo. Rio de Janeiro: A.B.C, 1937.

BEOZZO, José Oscar. Igreja, educação e cultura: a igreja entre a revolução de 1930, o estado novo e a redemocratização. In: FAUSTO, Boris (Dir.). História geral da civilização brasileira. Tomo III, o Brasil republicano, Vol. 4, economia e cultura. São Paulo: DIFEL, 1984, p.271-341.

BERTONHA, João Fábio. Fascismo, nazismo, integralismo. São Paulo: Ática, 2004.

BOURDIEU, Pierre. Economia das trocas simbólicas. 7 ed. São Paulo: Perspectiva, 2011.

CANCELLI, Elizabeth. O mundo da violência: a polícia da era Vargas. 2 ed. Brasília: Editora UNB, 1994.

CARNEIRO, Maria Luiza Tucci. O anti-semitismo na era Vargas (1930-1945): fantasmas de uma geração. São Paulo: Brasiliense, 1988.

CHOMSKY, Noam. 11 de Setembro. 9 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

DARNTON, Robert. A questão dos livros: passado, presente e futuro. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

ELIADE, Mircea. História das crenças e das ideias religiosas: da idade da pedra aos mistérios de Elêusis. Vol.1. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

ELIADE, Mircea. História das crenças e das ideias religiosas: de Gautama ao triunfo do cristianismo. Vol.2. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

FREITAS, Marcos Cesar de. Integralismo: fascismo caboclo. São Paulo: Ícone, 1998.

FREUD, Sigmund. Moisés e o monoteísmo. Rio de Janeiro: Imago, 1975.

FREUD, Sigmund. O futuro de uma ilusão. Porto Alegre: LP&M, 2012.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. Lisboa: Relógio D’ Água, 2008.

GOÑI, Uki. A verdadeira Odessa: o contrabando de nazistas para a Argentina de Perón. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GROPPO, Célia Maria. Ordem no céu, ordem na terra: a revista A Ordem e o ideário anticomunista das elites católicas (1930-1937). 184f. 2007. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em História, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

HEGEL, Georg Wilhem Friedrich. Filosofia da história. 2 ed. Brasília: Editora UNB, 2008.

HEINE, Heinrich. História da religião e da filosofia na Alemanha e outros escritos. São Paulo: Madras, 2010.

HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos: o breve século XX (1914-1990). São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

HOBSBAWM, Eric. Tempos fraturados: cultura e sociedade no século XX. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

IGLÉSIAS, Francisco. História e ideologia. 2 ed.São Paulo: Perspectiva, 1981.

KERTZER, David I. O Vaticano e os judeus: os papas e a ascensão do anti-semitismo moderno. Rio de Janeiro: Rocco, 2003.

KOIFMAN, Fábio. Quixote nas trevas: o embaixador Souza Dantas e os refugiados do nazismo. Rio de Janeiro: Record, 2002.

LENHARO, Alcir. Sacralização da política. 2 ed. Campinas: Papirus, Editora UNICAMP 1986.

LEVINAS, Emmanuel. Do sagrado ao santo: cinco novas interpretações talmúdicas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

LIMA, Alceu Amoroso. O nacionalismo cristão. A Ordem. Rio de Janeiro: Centro Dom Vital, 1938, outubro, p.367-391.

LIMA, Alceu Amoroso. Pela ação católica. Rio de Janeiro: Editora Biblioteca Anchieta, 1935.

MARX, Karl. A questão judaica. São Paulo: Boitempo, 2010.

MORIN, Edgar. Cultura e barbárie europeias. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009.

MORIN, Edgar. O mundo moderno e a questão judaica. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

MOURA, Maria Lacerda de. Clero e fascismo: horda de embrutecedores. São Paulo: Editorial Paulista, 1934.

PIO XI. Mit brennender sorge. In: PIO XI. Documentos de Pio XI (1922-1939). São Paulo: Paulus, 2004, p. 523-553.

PIO XI. Non abbiamo bisogno. In: PIO XI. Documentos de Pio XI (1922-1939). São Paulo: Paulus, 2004, p. 336-369.

PIO XI. Quadragesimo anno. In: PIO XI. Documentos de Pio XI (1922-1939). São Paulo: Paulus, 2004, p. 272-335.

REICH, Wilhelm. Psicologia de massas do fascismo. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

RODRIGUES, Cândido Moreira. A Ordem: uma revista de intelectuais católicos (1934-1945). Belo Horizonte: Autêntica, FAPESP, 2005.

ROMANO, Roberto. Brasil: igreja contra o estado (crítica ao populismo católico). São Paulo: Kairós, 1979.

SADER, Emir. Estado e política em Marx. São Paulo: Boitempo, 2014.

SAID, Edward W. A questão da Palestina. São Paulo. Editora UNESP, 2012.

SANTOS, Theobaldo Miranda. Introdução à pedagogia moderna. Rio de Janeiro: A Noite, 1944.

SANTOS, Theobaldo Miranda. Noções de história da educação. 9 ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional,1960.

SANTOS, Theobaldo Miranda. Pio XI e a pedagogia moderna. A Ordem. Rio de Janeiro: Centro Dom Vital, 1939, março, p. 298-303.

TROTSKY, Leon. Os pactos de Stálin com Hitler. Curitiba: Sobrado Verde, 2013.

VARGAS, Getúlio. A posição do Brasil na América: discurso pronunciado na Ilha do Viana, ao realizar-se homenagem da federação dos marítimos, a 29 de junho de 1940. Disponível em: http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/getulio-vargas/discursos-1/1940/23.pdf/download Acesso: 21/07/2014.

ZAGHENI, Guido. A idade contemporânea: curso de história da igreja IV. 2 ed. São Paulo: Paulus, 2011.

ZIZEK, Slavoj. A visão em paralaxe. São Paulo: Boitempo, 2008.

ZIZEK, Slavoj. Em defesa das causas perdidas. São Paulo: Boitempo, 2011a.

ZIZEK, Slavoj. Primeiro como tragédia, depois como farsa. São Paulo: Boitempo, 2011b.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.