Educação e trabalho: possibilidades para a educação integral e a formação politécnica

Autores

  • Marco Antônio Oliveira Gomes Universidade Federal de Rondônia
  • Antônio Carlos Maciel Universidade Federal de Rondônia
  • Rosângela de Fátima Cavalcante França Universidade Federal de Rondônia
  • Gedeli Ferrazzo Universidade Federal de Rondônia

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v14i57.8640418

Palavras-chave:

Trabalho como princípio educativo. Educação escolar. Sociedade capitalista

Resumo

Este artigo se propõe discutir as possibilidades de implementação de uma proposta pedagógica e educacional que tenha como orientação o trabalho como princípio educativo. Para tanto, serão exploradas as contradições presentes no modo de produção capitalista e o papel desempenhado pelos trabalhadores na produção material da sociedade, buscando ampliar a estratégia de sua superação, considerando que a educação materializada na escola é resultado de uma construção histórica, determinada socialmente, mas possível de ser transformada pela ação do homem. Para alcançarmos tal proposta, utilizamos como referencial metodológico, as principais contribuições de Marx (1998, 2004, 2007, 2011) além de autores identificados com as proposições marxianas, tais como Saviani (2005, 2012), Gramsci (1998), Mészáros (2005) e Snyders (2005), entre outros. Por intermédio deste confronto, ressaltamos o papel da educação escolar na luta pela superação da sociedade capitalista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antônio Oliveira Gomes, Universidade Federal de Rondônia

Professor doutor do Mestrado Acadêmico em Educação

Antônio Carlos Maciel, Universidade Federal de Rondônia

Professor doutor do Mestrado Acadêmico em Educação

Rosângela de Fátima Cavalcante França, Universidade Federal de Rondônia

Professora doutora do Mestrado Acadêmico em Educação

Gedeli Ferrazzo, Universidade Federal de Rondônia

Mestrado Acadêmico em Educação

Referências

CHESNAIS, François. Mundialização do capital e jogo da lei da população inerente ao capitalismo. In: SOUSA, Antônia de Abreu et. al. Trabalho, capital mundial e formação dos trabalhadores. Fortaleza: Editora Senac Ceará; Edições UFC, 2008.

COELHO, Ildeu Moreira. A questão política do trabalho pedagógico. in: BRANDÃO, Carlos Rodrigues (Org.) O Educador: vida e morte. Rio de Janeiro: Graal, 1984.

DUARTE, Newton. A individualidade para-si. São Paulo, Autores Associados, 1993.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. 5 ed. São Paulo: Cortez, 2003.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Prefácio. In: Picanço, I.; TIRIBA, , L. (Orgs.) Trabalho e educação: arquitetos, abelhas e outros tecelões da economia popular solidária. Aparecida: Ideias & Letras, 2004.

GASPARIN, João Luiz. Uma didática para a Pedagogia Histórico-Crítica. Campinas: Autores Associados, 2003.

GRAMSCI, Antônio. Maquiavel, a política e o Estado moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1988.

KUENZER, Acácia Zeneida. Desafios teórico-metodológicos da relação trabalho-educação e o papel social da escola. In: FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e crise do trabalho: perspectivas de final de século. 9a ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

MANACORDA, M. A. Aos educadores brasileiros. Campinas: Unicamp, 2006 (DVD – HISTEDBR).

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo 2007.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista. São Paulo: Cortez Editora, 1998.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. Textos sobre Educação e Campinas, SP: Navegando, 2011.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. Textos sobre educação e ensino. São Paulo; Centauro, 2004.

MATOS, Olgária. Discretas esperanças: reflexões filosóficas sobre o mundo contemporâneo. São Paulo: Nova Alexandria, 2006.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO TRABALHO. Progressos no emprego juvenil foram cancelados por recuperação muito lenta, diz a OIT. Disponível em http://www.oit.org.br/content/progressos-no-emprego-juvenil-foram-cancelados-por-recuperacao-muito-lenta-diz-oit Data de acesso: 27/08/2013

SANTOS, M. S & MESQUIDA, P. As matilhas de Hobbes: O modelo da pedagogia por competência. São Paulo: Edumesp, 2007.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. Campinas: Autores Associados, 2005.

SAVIANI, Demerval. Educação socialista, pedagogia histórico crítica e os desafios da sociedade de classes. In: SAVIANI, Demerval; LOMBARDI, José Claudinei. Marxismo e educação: debates contemporâneos. Campinas: Autores Associados, 2005.

SAVIANI, Dermeval. Marxismo, educação e Pedagogia. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012

SNYDERS, Georges. Escola, classes e luta de classes. São Paulo, 2005.

TEIXEIRA, Anísio. Educação não é privilégio. São Paulo, Editora Nacional, 1971.

Downloads

Publicado

2014-11-22

Como Citar

GOMES, M. A. O.; MACIEL, A. C.; FRANÇA, R. de F. C.; FERRAZZO, G. Educação e trabalho: possibilidades para a educação integral e a formação politécnica. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 14, n. 57, p. 323–337, 2014. DOI: 10.20396/rho.v14i57.8640418. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640418. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos