Banner Portal
O desencanto da política e o totalitarismo em Hannah Arendt: percepções do golpe de 1964
PDF

Palavras-chave

Poder. Política. Golpe de 1964. Individualismo. Liberdade

Como Citar

SOUSA, Ana Paula de Castro; PRADO, Jeovandir Campos do; LIMA, Antonio Bosco de. O desencanto da política e o totalitarismo em Hannah Arendt: percepções do golpe de 1964. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 14, n. 56, p. 142–152, 2014. DOI: 10.20396/rho.v14i56.8640440. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640440. Acesso em: 13 abr. 2024.

Resumo

Estabelecer uma relação entre o golpe militar e o período da ditadura que vigorou no Brasil entre 1964 e 1984 e as tese de Arendt é o objeto central desde trabalho, destacando-se o poder político, as ideias de totalitarismo, de individualismo e de liberdade. Condensa-se neste trabalho o postulado que o golpe de 1964 caminhou paralelamente com a perspectiva de individualização, de uma sociedade para o mercado, afastada do social-coletivismo, agregada a um modelo de liberdade vigiada, contrária à essencialidade de liberdade presente no pensamento de Arendt.

https://doi.org/10.20396/rho.v14i56.8640440
PDF

Referências

ARENDT, H. O que é política? Tradução de Reinaldo Guarany. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. Tradução de Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo: Coleção debates, 1997.

ARENDT, H. Origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

ARENDT, H. Da revolução. Brasília: Editora UNB, Ática, 1988.

ARNS, D. P. E. Prefácio. In: ARNS, D. P. E. (Org.). Brasil: nunca mais. Petrópolis: Vozes, 1985.

GABEIRA, Fernando. O que é isso companheiro? Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

GASPAR, Ronaldo. Hannah Arendt: sobre Karl Marx e a revolução. Lutas Sociais, São Paulo, n. 27, p. 58-68, 2011.

LAFER, Celso. A reconstrução dos direitos humanos: a contribuição de Hannah Arendt. Estudos Avançados, São Paulo, v. 11, n. 30, p. 55-65, 1997.

LOSURDO, Domenico. Para uma crítica da categoria de totalitarismo. Crítica Marxista, Campinas/SP, n. 17, p.51-79, 2003.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

MIRANDA, Mário Angelo Brandão de Oliveira. A questão da legalidade no contexto das crises políticas de 1955 a 1964 no Brasil. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica (PUC). Rio de Janeiro: 2010.

NOVAES, Carlos Eduardo. Na república do jerimum. São Paulo: Nórdica, 1985.

NOVAES, Carlos Eduardo. A história de Cândido Urbano Urubu. São Paulo: Nórdica, 1985.

NOVAES, Carlos Eduardo. Democracia à vista! São Paulo: Nórdica, 1981.

OLIVEIRA, Francisco. A dominação globalizada: estrutura e dinâmica da dominação burguesa no Brasil. In: BASUALDO, Eduardo; ARCEO, Enrique (Org.) Neoliberalismo y sectores dominantes: tendencias globales y experiencias nacionales. Buenos Aires: CLACSO, 2006. p. 265-291.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.