Banner Portal
Educação confessional católica: a Escola Paroquial Santo Inácio e as instituições de ensino primário de Maringá (1946-1960)
PDF

Palavras-chave

História da Educação. Instituições Escolares de Maringá (1946-1960). Ensino Confessional Católico

Como Citar

ROSSI, Ednéia Regina; RODRIGUES, Elaine; PIOLA, Geslaine Cristina Tamião. Educação confessional católica: a Escola Paroquial Santo Inácio e as instituições de ensino primário de Maringá (1946-1960). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 61, p. 166–177, 2015. DOI: 10.20396/rho.v15i61.8640520. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640520. Acesso em: 16 jun. 2024.

Resumo

Este artigo propõe reconstruir a história da fundação da Escola Paroquial Santo Inácio e sua inserção na educação do município de Maringá. Destaca-se a criação de escolas na área rural e urbana, sinalizando a presença de escolas confessionais católicas na primeira década de fundação do Município. A Escola Paroquial Santo Inácio iniciou suas atividades em 1957 no bairro mais populoso da cidade, a Vila Operária. Vinculada inicialmente à Igreja São José Operário e aos padres jesuítas, a partir do ano de 1960 passou a ser definitivamente da “Congregação das Irmãs Missionárias do Santo Nome de Maria”. A ação educacional católica e o que ela forneceu à história da educação de Maringá e do Paraná está vinculada ao fenômeno da educação católica no Brasil e seu papel merece destaque na história da educação brasileira. O currículo oculto ou os aspectos informais que permearam o ambiente escolar desta Instituição estavam em harmonia com a filosofia do Concilio Vaticano II e foram além do currículo formal, ensinado pelos professores na sala de aula.

https://doi.org/10.20396/rho.v15i61.8640520
PDF

Referências

ALVES, Manoel. Sistema católico de educação e ensino no Brasil: uma nova perspectiva organizacional e de gestão educacional. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 5, n. 16, p. 209-228, set./dez. 2005.

CAMPOS, Névio. O papel da imprensa no processo de organização do projeto formativo da igreja católica no Paraná (1926-1930). Educar, Curitiba, n. 37, p. 259-277, maio/ago. 2010.

CHARTIER, Roger. O mundo como representação. Estudos Avançados, São Paulo, v. 5, n. 11, p. 173-191, abr. 1991.

COLÉGIO SANTO INÁCIO. MARINGÁ. Crônicas Do Colégio Santo Inácio (1957-1987). Texto Manuscrito, s/p.

GAMEIRO, Roberto Valentim da Silva. Princípios e valores dominantes na escola católica de educação básica no Brasil. 2007. 104 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Ciências Empresariais da FUMEC, Belo Horizonte.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, São Paulo, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001.

JUTTA, Irmã. Memorial do Colégio Santo Inácio. Maringá, 1996.

MOURA, Laércio Dias de. A educação no Brasil. 2. ed. São Paulo. Editora Loyola, 2000.

SCHAFFRATH, M. dos A. S. A gênese do ensino normal em Maringá: estrutura e determinações. Relatório Final de Pesquisas. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2003

SENRA, Álvaro de Oliveira. Matizes do privado: a AEC e a defesa da educação escolar católica Brasil (1945-1994). 2007. 125 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.