A liberdade de consciência e sua implicação na concepção educacional de Condorcet, Humboldt e Mill

Autores

  • Itamaragiba Chaves Xavier Doutorando do Programa de Pós-Graduação, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/FAE/UFPEL).
  • Elomar Callegaro Tambara Prof. Titular do Programa de Pós-Graduação, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/FAE/UFPEL). Líder do grupo de pesquisa Centro de Estudos e Investigações em História da Educação - CEIHE/UFPEL. Pelotas, RS – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v15i61.8640526

Palavras-chave:

Liberdade de consciência. Educação. Condorcet. Humboldt. Mill

Resumo

O objetivo do presente artigo é compreender qual a concepção educacional de Condorcet, Humboldt e Mill através da análise da categoria liberdade de consciência. O referencial teórico-metodológico empregado é o materialismo histórico. As fontes utilizadas são: Esboço de um quadro histórico dos progressos do espírito humano (CONDORCET, 1993), Bosquejo de un cuadro histórico de los progresos del espíritu humano y otros textos (CONDORCET, 1997), Cinco memórias sobre a instrução pública (CONDORCET, 2008) e Escritos sobre instrução pública: Condorcet (CONDORCET, 2010),  Os limites da acção do estado (HUMBOLDT, 1990), Princípios de economia política (MILL, 1988) e Sobre a liberdade (MILL, 1991). Pode-se concluir que a liberdade de consciência influenciou de forma diferente a concepção de escola pública e laica em cada um dos autores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Itamaragiba Chaves Xavier, Doutorando do Programa de Pós-Graduação, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/FAE/UFPEL).

Doutorando do Programa de Pós-Graduação, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/FAE/UFPEL).  Membro do Centro de Estudos e Investigações em História da Educação - CEIHE/UFPEL. Pelotas, RS – Brasil.

Elomar Callegaro Tambara, Prof. Titular do Programa de Pós-Graduação, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/FAE/UFPEL). Líder do grupo de pesquisa Centro de Estudos e Investigações em História da Educação - CEIHE/UFPEL. Pelotas, RS – Brasil.

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1978), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: história da educação, educação no Rio Grande do Sul e educação em Pelotas.

Referências

ALTHUSSER, Louis. Ideologia e aparelhos ideológicos do estado, Lisboa: Presença, 1974.

BARROS, Roque Spencer Maciel de. A ilustração brasileira e a ideia de Universidade. São Paulo: EDUSP, 1986.

BOTO. Carlota. A escola do homem novo: entre o iluminismo e a Revolução Francesa. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo. A expansão e o acesso ao ensino superior: os novos desafios da educação brasileira. In: Luiz de Souza Junior; Magna França; Maria da Salete Barboza de Farias (Orgs.). Políticas de gestão e práticas educativas: a qualidade do ensino. Brasília: Líber Livros, 2011.

CHAVES, Eduardo O. C. O liberalismo na política, economia e sociedade e suas implicações para a educação: uma defesa. In: LOMBARDI, José Claudinei; SANFELICE. José Luis (Orgs.). Liberalismo e educação em debate. Campinas, SP: Autores Associados; HISTEDBR, 2007.

CONDORCET. Esboço de um quadro histórico dos progressos do espírito humano. Trad. Carlos Alberto Ribeiro de Moura. Campinas, S.P: Editora da UNICAMP, 1993.

CONDORCET. Bosquejo de un cuadro histórico de los progresos del espíritu humano y otros textos. Trad. de Francisco González Aramburo. México: Fondo de cultura económica, 1997.

CONDORCET. Cinco memórias sobre a instrução pública. Trad. de Maria das Graças de Souza. São Paulo: Editora da Unesp, 2008.

CONDORCET. Escritos sobre instrução pública: Condorcet. Trad. de Maria Auxiliadora Cavazzotti e Lígia Regina Klein. Campinas: Autores Associados, 2010.

DALBOSCO, Cláudio A. Kant e a Educação. Belo Horizonte: Autentica Editora, 2011.

FRIEDMAN, Milton. Capitalismo e liberdade. Editora Artenova. 1977.

GOMES, Marco Antônio de Oliveira e MACIEL, Antônio Carlos. O liberalismo e a privatização da educação: a impossibilidade da democracia. In: Revista HISTEDBR On-line. Campinas, n° 48, p. 153 – 167, Dez. 2012.

GORENDER, Jacob. A burguesia brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1982.

HUMBOLDT, Wilhem Von. Os limites da acção do Estado. Porto: Portugal. RESJURIDICA, 1990.

KANT, Immanuel. Resposta a pergunta: que é o iluminismo? In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa – Portugal: Edições 70, 2004.

KANT, Immanuel. Crítica da razão prática. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

MARX, Karl. Para a questão judaica. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

MARX, Karl. e ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Editora HUCITEC, 1986.

MILL, John Stuart. Princípios de economia política. Volume III. São Paulo: Nova Cultural, 1988 (Os economistas).

MILL, John Stuart. Sobre a liberdade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1991.

PONCE, Aníbal. Educação e luta de classe. São Paulo: Cortez, 1996.

SAVIANI, Dermeval. Educação socialista, pedagogia histórico-crítica e os desafios da sociedade de classes. In: LOMBARDI, José Claudinei e SAVIANI, Dermeval (Orgs.). Marxismo e educação: debates contemporâneos. Campinas, SP: Autores associados, 2008.

SAY. Jean-Baptiste. Tratado de economia política. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

SMITH. Adam. A riqueza das nações: investigação sobre sua natureza e suas causas. Vol. II. São Paulo: Editora Nova Cultural. 1996.

SOUZA, Maria das Graças de. Apresentação. In: Cinco memórias sobre a instrução pública. Trad. de Maria das Graças de Souza. São Paulo: Editora da Unesp, 2008

TAMBARA, Elomar. Positivismo e educação: a educação no Rio Grande do Sul sob o castilhismo. Pelotas: Ed. Universitária/ UFPEL, 1995.

TAMBARA, Elomar. Introdução à história da educação no Rio Grande do Sul. Pelotas: Universitária/Seiva, 2000.

THOUARD, Denis. Kant. São Paulo: Estação Liberdade, 2004.

Downloads

Publicado

2015-07-21

Como Citar

XAVIER, I. C.; TAMBARA, E. C. A liberdade de consciência e sua implicação na concepção educacional de Condorcet, Humboldt e Mill. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 61, p. 255–273, 2015. DOI: 10.20396/rho.v15i61.8640526. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640526. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos