A política educacional de alfabetização da criança consubstanciada pelos programas, projetos e pactos: o novo ou tudo de novo?

Autores

  • Silvia Cristiane Alfonso Viédes UEMS
  • Vilma Miranda de Brito UEMS

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v15i63.8641176

Palavras-chave:

Políticas Públicas. Alfabetização da criança. Programas de Governo. PNAIC

Resumo

A presente pesquisa destina-se a traçar uma trajetória dos programas governamentais brasileiros sobre alfabetização da criança no período pós-1988.  Investigou-se os percalços das políticas públicas de alfabetização da criança que circundam programas voltados para área, a fim de responder a questão: Pacto Nacional pela alfabetização na Idade Certa: o novo ou tudo de novo? Buscou-se pesquisa documental e bibliográfica acerca dos programas PCN em Ação – Alfabetização, GESTAR, PROFA, PRALER, PRÓ-LETRAMENTO, PAIC, Programa Além das Palavras e o atual programa PNAIC. Concluiu-se que são programas de governo que ganharam nomes diferentes, com formatos quase idênticos e nem sempre tiveram as instituições formadoras pautadas nas universidades; seguem uma linha de formação continuada à distância com encontros presenciais, utilizando materiais semelhantes e matrizes teóricas divergentes. Especificamente como política de alfabetização para crianças até oito anos a nível nacional, esse momento foi pensado a partir do PNAIC, fazendo notório o avanço dentro do contexto das políticas públicas, ao considerarmos o ineditismo de uma pactuação a nível nacional, uma vez que os programas anteriores atendiam a alfabetização na educação infantil, EJA e os anos iniciais do ensino fundamental como um todo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Cristiane Alfonso Viédes, UEMS

Professora de projetos do Curso Técnico em Agropecuária do CEPA Geraldo Garcia, em Aquidauana - MS (2012 até a presente data). Professora de Apoio ao Atendimento Educacional Especializado na UEMS.

Vilma Miranda de Brito, UEMS

Professora da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) no curso de Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Educação-Mestrado Profissional em Educaçãol.

Referências

ARANDA, M. A. de M. Iniciação à docência em turmas de alfabetização por meio da monitoria: ação, reflexão, ação. Subprojeto da Licenciatura Pedagogia da FAED/UFGD no PIBID. Edital No. 001/CAPES, 2011.

ARANDA, M. AA política educacional com enfoque na alfabetização da criança. In: SCAFF, E. A. S.; LIMA, P. G.; ARANDA, M. A. de M. (Orgs.). Política e Gestão da Educação Básica: desafios à alfabetização. 1a. Ed.- São Paulo: Expressão e Arte Editora, 2013. p.157-167 .

AZEVEDO, S. Políticas públicas: discutindo modelos e alguns problemas de implementação. In: SANTOS JÚNIOR, O. A. (et. al.). Políticas públicas e gestão local: programa interdisciplinar de capacitação de conselheiros municipais. Rio de Janeiro: FASE, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Ensino Fundamental. Programa de desenvolvimento profissional continuado: alfabetização. Módulo Alfabetizar com textos. Brasília: A Secretaria, 1999.

BRASIL. Programa de Formação de Professores – PROFA. Caderno de Apresentação. Brasília, 2001.

BRASIL. PRALER: Programa de apoio a leitura e escrita. Guia Geral. Fundescola. Secretaria de Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília, 2004.

BRASIL. Programa Gestão da Aprendizagem Escolar. GESTAR I. Guia Geral. Brasília: FNDE/MEC, 2007.

BRASIL. Pró-Letramento Programa de Formação Continuada de Professores dos Anos/Séries Iniciais do Ensino Fundamental: alfabetização e linguagem. Guia Geral. Secretaria de Educação Básica. Brasília, 2012a.

BRASIL. Acervos complementares: alfabetização e letramento nas diferentes áreas do conhecimento. Brasília: A Secretaria, 2012b.

BRASIL. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade certa. Currículo Inclusivo: O direito de ser alfabetizado. Ano 03. Unidade 01. Brasília, 2012c.

BRASIL. Portaria MEC No 867, de 04 de julho de 2012. Institui o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Diário Oficial da União de 05.07.2012. Disponível em www.datalegis.inf.br Acesso em: 06 de julho de 2012.

BRASIL. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa. Livreto de apresentação. Brasília, 2014. Disponível em http://www.pacto.proex.ufu.br/sites/pacto.proex.ufu.br/files/files/pacto_livreto_manual.pdf. Acesso em 17 de março de 2014.

DOURADO, L.F. Políticas e gestão da educação básica no Brasil: limites e perspectivas Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial, p. 921-946, out. 2007. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br

GATTI, B. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação v. 13 n. 37 jan/abr. 2008.

GATTI, B. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011. 300 p.

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. Programa Além das Palavras. Secretaria de Estado de Educação. Campo Grande: 2012.

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. Pense! Revista do Programa de Alfabetização na Idade Certa. Ano 4/ no 17 / outubro e novembro de 2013. Secretaria de Estado de Educação do Ceará.

GONTIJO, C. M. M.; SCHWARTZ, C. M. Estudos sobre a história da alfabetização e do ensino da leitura no Espírito Santo. In: MORTATTI, M. R. L. (Org.). Alfabetização no Brasil: uma história de sua história. São Paulo: Cultura Acadêmica; Marília: Oficina Universitária, 2011. P. 201-220.

GUERREIRO, C. Ceará, o berço do Pacto. Educação. Revista Segmento. 2013. Disponível em: http://revistaeducacao.uol.com.br/textos/193/ceara-o-berco-do-pacto-288360-1.asp. Acessado em 17 de novembro de 2014.

HÖFLING, E. M. Estado e políticas (públicas) sociais. Cadernos Cedes, ano XXI, no 55, novembro, 2001.

KLEIN, R. Como está a educação no Brasil? O que fazer? Ensaio: avaliação de políticas públicas em educação. Rio de Janeiro, Cesgranrio, v.14, n.51, p.139-171,abr./jun. 2006.

LOMBARDI, J. C.; SAVIANI, D. (Orgs.) Marxismo e educação: debates contemporâneos. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2008.

MORTATTI, M. R. L. Alfabetização no Brasil: conjecturas sobre as relações entre políticas públicas e seus sujeitos privados. Revista Brasileira de Educação v. 15 n. 44 maio/ago. 2010.

OLIVEIRA, J. B. A. ABC do Alfabetizador. Belo Horizonte, MG: Alfa Educativa, 2004.

OLIVEIRA, A. F. Políticas públicas educacionais: conceito e contextualização numa perspectiva didática. In: OLIVEIRA, A. F.; PIZZIO, A.; FRANÇA, G. (Orgs). Fronteiras da educação: desigualdades, tecnologias e políticas. Goiás: Editora PUC, 2010. p. 93 -99.

PALUMBO, D. J. Public Policy in América. Government in Action. 2a ed. Tradução: Adriana Farah. Harcourt Brace. Fort Worth: Harcourt Brace College Publishers, 1994. (Cap. 1, p. 8-29).

SOARES M. B . Alfabetização. Série Estado do Conhecimento, n. 1. Brasília: MEC/Inep/Comped, 2000.

Downloads

Publicado

2015-10-03

Como Citar

VIÉDES, S. C. A.; BRITO, V. M. de. A política educacional de alfabetização da criança consubstanciada pelos programas, projetos e pactos: o novo ou tudo de novo?. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 63, p. 147–171, 2015. DOI: 10.20396/rho.v15i63.8641176. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8641176. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos