Educação e diversidade: interfaces e desafios na escola de tempo integral

Autores

  • Anselmo Alencar Colares Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA.
  • Rosana Souza Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA.

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v15i66.8643713

Palavras-chave:

Educação em Tempo Integral. Amazônia. Diversidade

Resumo

A educação em tempo integral está prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (1996), e no Plano Nacional de Educação (PNE 2001-2011). Sua concretização enquanto Política Nacional deu-se a partir do Programa Mais Educação. O atual PNE (2014-2024) propõe metas que intensificam as ações destinadas a ampliação do número de escolas em tempo integral. No estado do Amazonas a escola de tempo integral agrega um universo cultural complexo de raça, etnia, gênero, religião e orientação sexual. O público alvo são as populações consideradas vulneráveis. Face a essa realidade, o artigo aborda as interfaces e os desafios em uma escola de tempo integral no Amazonas, considerando a diversidade presente no cotidiano da escola.Realizou-se levantamento e estudo da literatura sobre a educação em tempo integral, formação docente, e diversidade, entrevistas semiestruturadas com professores, a gestora e o coordenador pedagógico da SEDUC/Parintins. Constatou-se que a Política Nacional de Educação em Tempo Integral não considera a formação integral necessária a transformação social do educando. Com isso se questiona a concepção de integralidade assumida, que deveria pautar-se no reconhecimento, dignidade e transformação social dos estudantes, e não apenas prolongar o tempo de permanência do estudante na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anselmo Alencar Colares, Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA.

Doutorado e Pós-doutorado em Educação/FE-Unicamp. Professor Associado, Docente do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil HISTEDBR/UFOPA.

Rosana Souza, Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA.

Bolsista FAPEAM, Mestre em Educação/UFOPA, Especialização em Docência no Ensino Superior/Barão de Mauá, Graduada em Pedagogia/UEA.

Referências

AMAZONAS (Estado). Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino. BID para educação. Disponível em: http://www.educacao.am.gov.br/2014/07/senado-federal-autoriza-o-governo-do-amazonas-a-contratar-financiamento-de-us-1511-milhoes-junto-ao-bid-para-a-educacao/. Acesso em: 22 jul. 2014.

AMAZONAS (Estado). Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino. Centro Educacional de Tempo Integral. Disponível em: http://www.educacao.am.gov.br/centros-de-educacao-de-tempo-integral/. Acesso em: 19 jan. 2015.

ARROYO, Miguel. Os coletivos diversos repolitizam a formação. In: LEÃO, Geraldo; DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio (Orgs.). Quando a Diversidade Interroga a Formação Docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

ARROYO, Miguel. O direito a tempos-espaços de um justo e digno viver. In: MOLL, Jaqueline et al. Caminhos da educação integral no Brasil: direitos a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012.

BRASIL. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. 5. ed. Brasília: Câmara dos Deputados, 2010.

CANDAU, Vera Maria. Didática Crítica Intercultural: aproximações. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

FREITAS, Cezar Ricardo de; GALTER, Maria Inalva. Reflexões sobre a educação em tempo integral no decorrer do século XX. Educere – Revista de Educação. Vol. 2, no 3, jan/jun., p. 123-138, 2007.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Educação Básica no Brasil na Década de 1990: subordinação ativa e consentida à lógica do mercado. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 24, n. 82, p. 93-130, abril 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v24n82/a05v24n82.pdf.

GRACINDO, Regina Vinhaes; KENSKI, Vani Moreira. A gestão de escolas. In: WITTIMANNN, Lauro Carlo; GRACINDO, Regina Vinhaes (Coord.). Estado da Arte em Política e Gestão da Educação no Brasil (1991 a 1997). Campinas: Autores Associados, 2001.

HOFLING, Eloisa de Matos. Estado e Políticas (públicas) sociais. Cadernos Cedes, ano XXI, no 55, novembro/2001. Disponível em: http://scielo.br/pdf/ccedes/v21n55/5539. Acesso em: 24 jul. 2014.

IBERMÓN, Francisco (Org.). Amplitude e Profundidade do olhar: a educação ontem, hoje e amanhã. In: Educação no Século XXI: os desafios do futuro imediato. Ernani Rosa (Trad.). 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

LEÃO, Geraldo; DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. Quando a Diversidade Interroga a Formação Docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

MONLEVADE, João Antonio Cabral. Como financiar a educação em jornada integral. In: LECLERC, Gesuína de Fátima Elias; MOLL, Jaqueline. Educação Integral em jornada ampliada: universalidade e obrigatoriedade. Em Aberto, Brasília, v. 25, n. 88, p. 17-49, jul/dez. 2012.

MONTEIRO, Ana Maria. Ciep - escola de formação de professores. Em aberto, Brasília, v. 22, n. 80, p. 35-50, 2009.

NEVES, Lúcia Maria Wanderley (Org.). Educação e política no limiar do século XXI. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2008. (Coleção Educação Contemporânea).

NUNES, Clarice. Anísio Teixeira. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Massangana, 2010. (Coleção Educadores).

NUNES, Clarice. Centro Educacional Carneiro Ribeiro: concepção e realização de uma experiência da educação integral no Brasil. Em aberto, Brasília, v. 22, n. 80, p. 35-50, 2009.

PERRUDE, Marleide Rodrigues da Silva. Política Educacional e inclusão social: um estudo dos programas de ampliação da jornada escolar. 2013. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Campinas, Campinas, SP, 2013.

PEGORER, Valter. Educação Integral: um sonho possível e de realização necessária. São Paulo: Textonovo, 2014.

SANTOS, Kátia Silva. Políticas públicas educacionais no Brasil: tecendo fios. Disponível em: http://www.anpae.org.br/simposio2011/cdrom2011/PDFs/trabalhosCompletos/comunicacoesRelatos/0271.pdf. Acesso em: 10 jun. 2014

SAVIANI, Dermeval. Plano Nacional de Educação (2014-2024). Campinas, SP: Autores Associados, 2014. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo).

Downloads

Publicado

2016-02-26

Como Citar

COLARES, A. A.; SOUZA, R. Educação e diversidade: interfaces e desafios na escola de tempo integral. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 66, p. 247–266, 2016. DOI: 10.20396/rho.v15i66.8643713. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643713. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)