Banner Portal
Kit de combate a homofobia do MEC: a polemização em torno dos recursos audiovisuais
PDF

Palavras-chave

Programa Brasil sem homofobia. Escola sem homofobia. Kit de combate a homofobia. Recursos audiovisuais. Escola.

Como Citar

OLIVEIRA JÚNIOR, Isaias Batista de. Kit de combate a homofobia do MEC: a polemização em torno dos recursos audiovisuais. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 70, p. 319–334, 2017. DOI: 10.20396/rho.v16i70.8643822. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643822. Acesso em: 23 jul. 2024.

Resumo

O discurso heterossexista inserido em nossa sociedade por meio de leis, religiões, políticas públicas curriculares, se tornou ainda mais evidente, em meados de 2011,diante da tentativa de lançamento do Kit de Combate a Homofobia,do Ministério da Educação e Cultura. A possibilidade de veiculação deste material nas escolas foi massificado  na mídia, em redes sociais, entre legisladores/as, religiosos/as, sociedade civil, e Movimento LGBT propulsionando o nosso interesse pela temática. A partir daí assumimos o objetivo de analisar os recursos audiovisuais que integrariam o Kit de Combate a Homofobia do MEC delineado a partir do Projeto Escola Sem Homofobia. Diante do recuo do Estado na divulgação do material concluímos que, se o Governo Federal, devido às pressões, suspendeu à distribuição do Kit Anti-Homofobia, algumas pesquisas já realizadas sobre violência contra alunos/as Lésbicas, Gays, Bissexuais, Bigêneros, Travestis, Transexuais, Transgêneros, Queers, Questionadores/as, Intersexos, Indecisos/as, Assexuados/as e Aliados/as evidenciam que o ambiente escolar é altamente preconceituoso e excludente, o que, por si só, justificaria a produção de materiais didáticos, para além do Kit Gay, que pudessem colocar esse tema em discussão.

https://doi.org/10.20396/rho.v16i70.8643822
PDF

Referências

ABGLT. Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, bissexuais Travestis e Transexuais. Carta de Princípios da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Travestis. 2013. Disponível em http://www.abglt.org.br/port/cartaprinc.php. Acesso em: 22 mai. 2013.

ALTMANN, Helena. Orientação sexual em uma escola:recortes de corpo de gênero. Cadernos Pagu, Campinas SP, n. 21, 2003, p. 281-315.

BALESTERO, Gabriela Soares. O direito à diversidade sexual no Brasil e os efeitos violentos do descaso do poder legislativo federal. Revista Espaço Acadêmico, v. 11, n. 123, Agosto, 2011, p. 05-16.

BONECA na mochila. Produção Estudos e Comunicação em Sexualidade e Reprodução Humana - ECOS. Direção de Reginaldo Bianco. Coordenação de Maria Helena Franco, Vera Simonetti. Intérprete de LIBRAS Fabiano Campos. Assessoria de LIBRAS de PauloVieira (surdo), Rafaella Sessenta. São Paulo: Jah Comunicação Audiovisual (reedição), 2. ed., 2010. 01 DVD (25 min), son., color.

BORTOLINI, A. Diversidade sexual na escola. Programa Sala de Notícias. Produção de Paula Fontes, Sara Oliveira e Jaqueline Souza. Rio de Janeiro: Canal Futura, 2012, parte 02. (Comunicação oral). Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=HnJgbLONzU&list=UU2mmP8ysfyko40KSn90x6Og. Acesso em 25 dez. 2012.

BORTOLINI, A. Diversidade sexual na escola. 1ª edição – Rio de Janeiro: Pró-Reitoria de Extensão/UFRJ, 2008.

BRANDÃO, Paula de Freitas. SANTANA, Tereza. O “kit gay”: na saúde e na educação um kit de polêmicas. Caos. Revista Eletrônica de Ciências Sociais. n. 18, set. de 2011, p. 167-176.

BRASIL. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil Sem Homofobia: Programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

COSTA, Marisa Vorraber. SILVEIRA, Rosa Hessel. SOMMER, Luis Henrique. Estudos culturais, educação e pedagogia. Revista Brasileira de Educação.

ECOS. Comunicação em Sexualidade. Projeto Escola sem Homofobia: contexto. 2013a. Disponível em http://www.ecos.org.br/projetos/esh/esh.asp. Acesso em: 05 jan. 2013.

ECOS. Comunicação em Sexualidade. O que fazemos. 2013b. Disponível em http://www.ecos.org.br/oqfazemos.asp. Acesso em: 22 mai. 2013.

FERNANDES, Felipe Bruno Martins. A Agenda anti-homofobia na educação brasileira (2003-2010). 2011. 422 f. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2011a.

FERNANDES, Felipe Bruno Martins. Estado, sexualidade e educação: a questão do kit anti-homofobia. SC: Grupo de Diversidade Sexual da UDESC, 2011b. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=_P3Rn0tfttg&list=PL7309D62FFAB43733. Acesso em: 23 dez. 2012.

FERNANDES, Felipe Bruno Martins. Estado, sexualidade e educação: a questão do kit anti-homofobia. SC: Grupo de Diversidade Sexual da UDESC, 2011c. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=ejtdZfUpW2M&list=PL7309D62FFAB43733. Acesso em: 23 dez. 2012.

FURLANI, Jimena. Estado, sexualidade e educação: a questão do kit anti-homofobia. SC: Grupo de Diversidade Sexual da UDESC, 2011a. (Comunicação oral). Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=_P3Rn0tfttg. Acesso em: 23 dez. 2012.

FURLANI, Jimena. Estado, sexualidade e educação: a questão do kit anti-homofobia. SC: Grupo de diversidade Sexual da UDESC, 2011b. (Comunicação oral). Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=DrfeN_pn9aw. Acesso em: 23 dez. 2012.

FURLANI, Jimena. Estado, sexualidade e educação: a questão do kit anti-homofobia. SC: Grupo de diversidade Sexual da UDESC, 2011c. (Comunicação oral). Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=ejtdZfUpW2M. Acesso em: 23 dez. 2012.

GALE. Global Alliance for LGBT Education. About us. 2013. Disponível em http://www.lgbt-education.info/en/about_us. Acesso em: 22 mai. 2013.

GRESPAN, Carla Lisboa. GOELLNER, Silvana Vilodre. “Querem, na escola, transformar seu filho de 6 a 8 anos em homossexual”: Sexualidade, educação e a potência do discurso heteronormativo. R. FACED, Salvador, n.19, jan./jun.2011, p. 103-122.

GRUPO Gay da Bahia. Assassinato de LGBT no Brasil: Relatório 2015. Disponível em https://grupogaydabahia.com.br/2016/01/28/assassinato-de-lgbt-no-brasil-relatorio-2015/. Acesso em: 06 mar. 2017.

INCLUSIVE. Nota Oficial sobre o Projeto Escola Sem Homofobia. 2011. Disponível em http://www.inclusive.org.br/?p=18368. Acesso em: 03 nov. 2012.

INSTITUTO Papai. Quem somos. Disponível em http://www.institutopapai.blogspot.com.br/p/sobre-o-grupo.html. Acesso em: 15 ago. 2013.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz.O reconhecimento da diversidade sexual e a problematização da homofobia no contexto escolar. In: Seminário Corpo, Gênero e Sexualidade: discutindo práticas educativas. Anais. Rio Grande, RS: Ed. da FURG, 2007.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz. “Aqui não temos gays nem lésbicas”: estratégias discursivas de agentes públicos ante medidas de promoção do reconhecimento da diversidade sexual nas escolas. Bagoas. n. 04, p.171-190, 2009.

MEDO de quê? Produção Jah Comunicação Audiovisual. Direção e Criação de Reginaldo Bianco. Desenhos de Murilo Silva. Animação de Benjamin Bekeierman, Samuel Paiva. São Paulo: Jah Comunicação Audiovisual, 2005. 01 DVD (18 min), son, color.

OLIVEIRA JÚNIOR, Isaias Batista de. O/a diretor/a não viu, a pedagoga não ouviu e a professora não quer falar: discursos docentes sobre diversidade sexual, homofobia e “Kit Gay”. 2013. 260 f. Dissertação de Mestrado. Universidade estadual de Maringá. Maringá, 2013.

PATHFINDER do Brasil. Quem somos nós. 2013. Disponível em http://www.pathfinder-brazil.org/site/PageServer. Acesso em: 22 de mai. de 2013.

PEREIRA, Marcos Villela. Contribuições para entender a experiência estética. Revista Lusófona de Educação, 18, 2011, p. 111-123.

PROMUNDO. Apresentação. Disponível em http://www.promundo.org.br/o-promundo/apresentacao/. Acesso em: 15 ago. 2013.

PROMUNDO. Soluções Inovadoras em Saúde Sexual e Reprodutiva. Institucional. 2013. Disponível em http://www.reprolatina.org.br/site/html/quem_somos/missao.asp. Acesso em: 22 mai. 2013.

ROCHA FILHO, João Silva. O currículo escolar e as relações de heterossexismo e homofobia na educação básica. Fazendo Gênero. Diásporas, Diversidade, Deslocamentos. ago. 2010, p. 1-9.

SALA, Arianna. Construcciones identitarias em el contexto histórico-cultural: identidades lésbicas, histórias de vida y discursos sociales. 2007. 309 f. Tese (Doutorado). Universidad de Sevilla, Sevilla, 2007. Disponível em http://fondosdigitales.us.es/media/thesis/1206/Y_TD_PS-312.pdf. Acesso em: 12 fev. 2013.

SALA, Arianna. Opção x Orientação Sexual. Canal SAP. 2012. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=nV2Vjn9Pf3I&playnext=1&list=PLiX7GB_A3TPhYTpQ7gLmCh5vcAdce3_V2&feature=results_video. Acesso em: 16 jan. 2013.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Currículo e identidade social: territórios contestados. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995, p. 190-207.

SCHULMAN, Michael. Assexuados, bichas &cia: a nova geração gay nas universidades dos EUA. Tradução: Clara Alain. Texto originalmente publicado no jornal "The New York Times". Folha de S. Paulo. São Paulo, 17 de fev. de 2013.

SOUSA FILHO, Alípio de. A política do conceito: subversiva ou conservadora? - crítica à essencialização do conceito de orientação sexual. Bagoas, n. 04, 2009, p. 59-77.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.