O manifesto dos pioneiros da educação nova e a defesa da ordem: O embate entre liberais e católicos no campo da educação

  • Marco Antonio Oliveira Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Manifesto dos Pioneiros. Liberais. Católicos. Educação

Resumo

O presente texto analisa as determinações mais amplas que constituíram os embates presentes no campo da educação que permearam a publicação do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova no cenário marcado pelas disputas entre liberais e católicos. Objetiva situar os distanciamentos e aproximações entre os dois grupos que apesar das diferenças existentes, defendiam a ordem regida pelo capital. Tomamos como parâmetros de nossas análises, além do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, os trabalhos de Saviani (2008), Xavier (2002), Lemme (2005) Azevedo (1976), Nagle (1974), entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Oliveira, Universidade Estadual de Maringá
Licenciatura plena em História pela Puccamp (1988), Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Plínio Augusto do Amaral (1997), com Mestrado (2001) e Doutorado (2008) em História e Filosofia da Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Professor da UNIR lotado no Depto. de Ciências da Educação, atuando principalmente nos temas: Estado e políticas públicas em educação,  História e Filosofia da Educação e Trabalho e Educação. Integrante do grupo de pesquisa Histedbr/Unir.

Referências

AZEVEDO, Fernando. A transmissão da cultura: parte 3º da 5ª ed. da obra A Cultura brasileira. São Paulo: Melhoramentos: Brasília, INL, 1976.

DIAS, Romualdo. Imagens da ordem – a doutrina católica sobre autoridade no Brasil (1992-1933). São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

LEMME, PASCHOAL. O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova e suas repercussões na realidade educacional Brasileira. Revista brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 86, n. 212, p. 163-178, jan./abr. 2005.

O manifesto dos pioneiros da educação nova: a reconstrução educacional no Brasil - ao povo e ao governo, 1932. Disponível http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/heb07a.htm Acesso em 09/10/2014.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na primeira República. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1974.

ROMANELLI, Otaísa. História da Educação no Brasil. Petrópolis – RJ: Ed. Vozes, 29ª Edição, 2005

SAVIANI, Dermeval. História das idéias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, Dermeval. O Estado e a promiscuidade entre o público e o privado na história da educação brasileira. In: Estado e políticas educacionais na história da educação brasileira. Vitória: EDUFES, 2010.

SCHWARTZMAN, Simon. Tempos de Capanema. São Paulo: Paz e Terra/EDUSP, 1984.

VIDAL, Diana Gonçalves. 80 anos do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova: questões para o debate. Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 1, 2013, p. 1-12.

XAVIER, Libânia Nacif. Para além do campo educacional: um estudo sobre o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932). Bragança Paulista: EDUSF, 2002.

Publicado
2016-10-30
Como Citar
Oliveira, M. A. (2016). O manifesto dos pioneiros da educação nova e a defesa da ordem: O embate entre liberais e católicos no campo da educação. Revista HISTEDBR On-Line, 16(68), 109-124. https://doi.org/10.20396/rho.v16i68.8643925
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)