Limites e possibilidades de uma pedagogia para a modernidade líquida

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v16i69.8643931

Palavras-chave:

Teorias pedagógicas. Pedagogia. Modernidade líquida.

Resumo

Este trabalho, de caráter teórico descritivo, tem como principal objetivo identificar as características que uma teoria pedagógica deve possuir para atender de forma adequada às demandas que recaem sobre a escola no atual momento histórico em que vivemos. Para tanto, analisamos as principais mudanças que ocorreram nas práticas pedagógicas durante o século XX e refletimos sobre o momento histórico em que vivemos para identificar como deve ser a pedagogia para esse início de século. Concluímos que momentos de crise são também geradores de novas oportunidades e apontamos uma série de qualidades indispensáveis às teorias pedagógicas do século XXI amparados na leitura de Bauman sobre nossa sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Franci Raimundo Yaegashi, Universidade Estadual de Maringá

Possui graduação em Psicologia, Mestrado Doutorado em Educação pela UNICAMP e Pós-Doutorado em Psicologia pela USP. Atualmente é Professora do Departamento Teoria e Prática da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá.

Robson Borges Maia, Centro Universitário Unicesumar

Possui graduação em Direito e em Psicologia, Mestrado em Educação. É doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente é professor no curso de Psicologia da UNICESUMAR. 

Luciane Guimarães Batistella Bianchini, Universidade do Norte do Paraná

Possui graduação em Pedagogia, Mestrado em Educação pela UEL, Doutorado em Psicologia e Pós-Doutorado em Psicologia pela UNESP. Atualmente, é docente do Programa de Pós-Graduação em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias da UNOPAR.

Luciana Maria Caetano, Universidade de São Paulo

Luciana Maria Caetano possui graduação em Pedagogia, Mestrado e Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela USP. Atualmente, é Professora do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP).

Teresa Kazuko Teruya, Universidade Estadual de Maringá

Possui graduação em Ciências Sociais e em História, Mestrado e Doutorado em Educação pela UNESP. Atualmente é professora Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá.

Referências

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da Educação. São Paulo: Moderna, 2006.

BAUMAN, Zigmunt. A sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

BAUMAN, Zigmunt. Capitalismo parasitário e outros temas contemporâneos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2010.

BAUMAN, Zigmunt. Sobre educação e juventude: conversas com Ricardo Mazzeo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2013.

ESTEVE, José Manuel. A terceira revolução educacional: a educação na sociedade do conhecimento. São Paulo: Moderna, 2004.

FERNÁNDES ENGUITA, Mariano. Educar em tempos incertos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GHIRALDELLI JUNIOR, Paulo. História da Educação. São Paulo: Cortez, 1994.

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1992.

HILGENHEGER, Norbert. Johann Herbart. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.

HOUAISS, Antonio. Grande Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Disponível em:http://houaiss.uol.com.br/. Acesso em: 15 ago, 2015.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1985.

MARCONDES, Danilo. A crise dos paradigmas e o surgimento da modernidade. In: BRANDÃO, Zaia. A crise dos paradigmas e a educação. São Paulo: Cortez, 1996.p. 14-29.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: Epu, 1986.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. São Paulo: Cortez, 1985.

SAVIANI, Dermeval. Tendências e correntes da educação brasileira. In: BOSI, Alfredo. et al. Filosofia da educação brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1987.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. Campinas, SP: Cortez-Autores Associados, 2005.

VEIGA, Ilma Passos de Alencastro. Repensando a didática. Campinas: Papirus, 1989.

WESTBROOK, Robert Brett. John Dewey. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.

Downloads

Publicado

2017-02-23

Como Citar

YAEGASHI, S. F. R.; MAIA, R. B.; BIANCHINI, L. G. B.; CAETANO, L. M.; TERUYA, T. K. Limites e possibilidades de uma pedagogia para a modernidade líquida. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 69, p. 233–244, 2017. DOI: 10.20396/rho.v16i69.8643931. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643931. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos