Banner Portal
Carneiro da Cunha: análise da atuação política na província da Parahyba do norte (1874-1876)
PDF

Palavras-chave

Carneiro da Cunha. Instrução. Modernidade. Parahyba do Norte.

Como Citar

COSTA, Suenya do Nascimento; COSTA, Jean Carlo de Carvalho. Carneiro da Cunha: análise da atuação política na província da Parahyba do norte (1874-1876). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 2, p. 469–489, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i2.8645832. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8645832. Acesso em: 29 maio. 2024.

Resumo

Este artigo pretende apresentar temas sobre instrução e progresso para a província da Parahyba do Norte presentes na atuação política de Silvino Elvídio Carneiro da Cunha, assim como conhecer sua trajetória intelectual e as ideias propostas por esse sujeito diante do momento histórico em contexto local. O recorte delimitado é de 1874-1876, período em que Carneiro da Cunha ocupa o lugar de presidente da Província da Parahyba do Norte e mostrava preocupações em torno das reformas necessárias para inserção província na modernidade. Este intelectual abordou vários assuntos que perpassaram sua agenda política. Apontaremos aqui temas referentes à instrução pública, Escola de Educandos Artífices, Escola Normal, escolas noturnas e métodos de ensino, além de construção estradas de ferro e a revolta de quebra-quilos que ocorreu na província paraibana. Todas estas questões foram encontradas em seus relatórios presidenciais, os quais nos serviram de fontes para este texto.

https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8645832
PDF

Referências

ALMEIDA, Horácio de. História da Paraíba. v. 2. João Pessoa:Editora Universitária UFPB:[1966], 1978.

ARAÚJO, Rose Mary de Souza. Escola normal na Parahyba do Norte: movimento e constituição da formação de professores no século XIX. 2010. 320 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade federal da

Paraíba, João Pessoa, 2010.

BARBOSA, Socorro de Fátima Pacífico (Org.). Pequeno dicionário dos escritores / jornalistas da Paraíba do século XIX: de Antonio da Fonseca a Assis Chateaubriand. João Pessoa: Editora Universitária, 2009. Disponível em: < http://www.cchla.ufpb.br/jornaisefolhetins/ >. Acesso em: 18 jan. 2016.

BISERRA, Ingrid Karla Cruz. Circulação de ideias, intelectuais, educação e modernidade na Parahyba (1870-1889). Plano de trabalho: Fontes bibliográficas primárias (Obras) e impressos (Jornais) – Entre “maiores” e “menores”: uma análise sócio-histórica da cena jornalística e sócio-cultural na Parahyba (1870-1889). Relatório final apresentado ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC, João Pessoa, PB: CNPq, 2012.

BISERRA, Ingrid Karla Cruz. História dos intelectuais e a instrução pública no Brasil império:uma análise da obra a província(1870) de Tavares Bastos. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, 2013.

BRASIL. LEI Nº 1.157, de 26 de junho de 1862. Substitue em todo o Imperio o actualsystema de pesos e medidas pelo systema metrico francez. Disponível em: < http://www.camara.gov.br/Internet/InfDoc/conteudo/colecoes/Legislacao/leis1862/leis%201862_01.pdf#page=8 >. Acesso em: 23 abr. 2016.

CANDEIA, Luciano. Mente amore pro pátria docere: a escola de aprendizes artífices da Paraíba e a formação de cidadãos úteis à nação (1909 – 1942). 2013. 318 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013.

CARVALHO, Marcos Vinícius Correa. Moderno, modernidade, modernização: polissemias e pregnâncias. In: FARIA FILHO, Luciano Mendes; GIL, Natália; ZICA, Matheus da Cruz (Org.).Moderno, modernidade e modernização:a educação nos projetos de Brasil – séculos XIX e XX. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012.

COSTA, Jean Carlo de Carvalho. Pensar o nordeste e os seus sujeitos:circulação de ideias, história dos intelectuais e educação no Brasil. Projeto de Iniciação Científica, apresentado à Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa – PRPG/UFPB, 2012.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de; CHAMON, Carla Simone; INÁCIO, Marcilaine Soares. Apresentação. In: FARIA FILHO, Luciano Mendes de; INÁCIO, Marcilaine Soares (Org.). Políticos, literatos, professoras, intelectuais: o debate público sobre educação em Minas Gerais. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2009.

FERREIRA; BEZERRA; KULESZA. Livro do aluno e do professor:Manuais técnicos no ensino profissional. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO:O ENSINO E A PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 5., 2008, Aracaju.Anais... Aracaju,2008.

FERRONATO. Cristiano. A Instrução Pública na Província da Parahyba do Norte: a Influência da família Carneiro da Cunha – 1823-1874.Revista Tempos e Espaços em Educação, Universidade Federal de Sergipe, v. 1, p. 21-32 jul./dez. 2008. Disponível em < http://www.seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2191 >. Acesso em: 16 jan. 2016.

FREIRE, Carmem Coelho de Miranda. História da Paraíba.Para uso didático. João Pessoa, PB: A União, 1982.

LEAL, José. Itinerário histórico da Paraíba. 2.ed. João Pessoa, PB: A União, 1989.

LIMA, Luciano Mendonça de. Escravidão, liberdade, pobreza e rebeldia no contexto do quebra-quilos (1874-1875). In: CURY, Claúdia Engler; MARIANO, Serioja Cordeiro (Org.). Múltiplas visões: cultura histórica no Oitocentos. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2009.

MARIANO, Serioja. Culturas políticas, administração e redes familiares na Paraíba (1825-1840). Revista de História Saeculum, João Pessoa, jan./jun. 2011.

MELLO, José Baptista de. Evolução do Ensino na Paraíba. 2. ed. João Pessoa: Imprensa Oficial, 1956.

MELLO, José Octavio de Arruda. História da Paraíba: lutas e resistência. João Pessoa: Editora Universitária, UFPB,1995.

PAIVA, Vanilda Pereira. Educação popular e educação de adultos: contribuição à história da educação brasileira. São Paulo:Edições Loyola, 1973.

PALMEIRA, Balila. Barão do Abiahy:sua vida, sua obra, seus descendentes. Paraíba, 1986.

PARAHYBA DO NORTE, Província da. Relatório Provincial. Relatório apresentado a Assembleia Legislativa da província da Parahyba do Norte em 7 de agosto de 1874 pelo presidente, exm. sr.dr. Silvino Elvídio Carneiro da Cunha. Parahyba, Typ. do Jornal da Parahyba, 1874. Disponível em: < http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/601/ >. Acesso em 12 set. 2015.

PARAHYBA DO NORTE, Província da. Relatório Provincial. Relatório apresentado a Assembleia Legislativa da província da Parahyba do Norte em 9 de outubro de 1875 pelo presidente, exm. sr.dr. Silvino Elvidio Carneiro da Cunha. Parahyba, Typ. do Jornal da Parahyba, 1875. Disponível em:

< http://brazil.crl.edu/bsd/bsd/602/000001.htm >. Acesso em: 12 set. 2015.

PINHEIRO,Antonio Carlos Ferreira. As “peculiaridades” da instrução pública e particular na província da Parahyba do Norte (1860 a 1889). In: CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 6., 2006, Uberlândia. Resumos... Uberlândia, 2006. p. 5578-5589.Disponível em: < http://www2.faced.ufu.br/colubhe06/anais/arquivos/506AntonioCarlosPinheiro.pdf. >. Acesso em: 16 mar. 2016.

SIRINELLI, Jean-Fronçois. Os intelectuais. In: RÉMOND, René (Org.). Por uma história política. Tradução de Dora Rocha. Rio de Janeiro: FGV, 2003.

SOUTO MAIOR, Armando. Quebra-Quilos: lutas sociais no outono do Império. 2. ed. São Paulo, SP: Ed. Nacional, 1978.

VEIGA, Cynthia Greice. História e historiografia da educação no Brasil. Belo Horizonte: Autentica, 2008.

VIEIRA, Carlos Eduardo. História Intelectual e História dos Intelectuais: diálogos acerca da escrita da história da educação. In:

VIEIRA, Carlos Eduardo; STRANG, Bernadete de Lourdes Streisky; OSINSKI, Dulce Regina Baggio. (Org.).História intelectual e educação: trajetórias, impressos e eventos. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2015.

VIEIRA, Carlos Eduardo. Intelligentsia e intelectuais:sentidos, conceitos e possibilidades para a história intelectual. Revista Brasileira de História da Educação, n. 16, p. 63-85, 2001. Disponível em: < http://www.sbhe.org.br/novo/rbhe/RBHE16.pdf >. Acesso em: 22 mar. 2016.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.