Os métodos de ensino, currículo e a profissionalização docente: quais relações?

Autores

  • André Luiz Sena Mariano Universidade Federal de Alfenas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i4.8645844

Palavras-chave:

Métodos didático-pedagógicos. Currículo. Profissionalização do docente.

Resumo

O texto argumenta sobre a centralidade dos métodos de ensino para a formação e a profissionalização docente. Debruça-se em uma análise do currículo de um curso de Pedagogia de uma universidade pública do interior do Estado de São Paulo com o propósito de compreender as maneiras pelas quais as discussões alusivas aos métodos de ensino se fazem presentes nas disciplinas ofertadas. As análises são tecidas à luz do materialismo cultural de Raymond Williams. Advoga a importância de se compreender que, tão relevante quanto o conteúdo a ser ensinado, é a discussão das formas como esse conteúdo é transformado nos cursos de formação inicial. Defende que são eles o elemento que permite distinguir o ofício docente dos demais ofícios de nossa sociedade, dando-lhe, portanto, especificidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz Sena Mariano, Universidade Federal de Alfenas

Professor Adjunto do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL) da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL). Doutor em Educação Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Referências

ALVES, G. L. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

ANDRÉ, M. A pesquisa sobre formação de professores no Brasil (1990-1998). In: CANDAU, V. (Org.). Ensinar e aprender: sujeitos, saberes e pesquisas. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 83-99.

ANDRÉ, M. Desafios da pós-graduação e da pesquisa sobre formação de professores. Educação & Linguagem, ano 10, n. 15, p. 43-59, jan./jun. 2007.

ANDRÉ, M. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 174-181, 2010.

ARARAQUARA. Projeto Pedagógico. Curso de Pedagogia, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara UNESP, 2006.

BOULOS, Y. Didática geral ou especial? Uma contribuição ao debate. In: PICONEZ, S. C. B. (Org.). A prática de ensino e o estágio supervisionado. 15. ed. Campinas, SP: Papirus, 2008. p. 91-99.

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Ed. da UNESP/INRA, 2005.

CANDAU, V. (Org.). A didática em questão. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, n. 2, p. 177-229, 1990.

COMENIUS, J. A. Didática Magna. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

CUNHA, M. I. da. O bom professor e sua prática. Campinas, SP: Papirus, 1989.

FORQUIN, J. Escola e cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre, RS: ArtMed, 1993.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí, RS: Ed. da UNIJUÍ, 1998.

GOODSON, I. Currículo: teoria e história. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

MELLOUKI, M.; GAUTHIER, C. O professor e seu mandato de mediador, herdeiro, intérprete e crítico. Educação e Sociedade, v. 25, n. 87, p. 537-571, ago. 2004.

NEVES, Fátima M. O método lancasteriano e a formação disciplinar do povo (São Paulo 1808-1889). 2003. 293 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2003.

PIMENTA, S. G. (Coord.). Pedagogia, ciência da educação? 5. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

PIMENTEL, M. da. G. B. O professor em construção. Campinas, SP: Papirus, 2007.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2004.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

VALDEMARIN, V. T. Estudando as lições de coisas. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

VALDEMARIN, V. T. História dos métodos e materiais de ensino: a escola nova e seus modos de uso. São Paulo: Cortez, 2010.

VALDEMARIN, V. T. Os sentidos e a experiência: professores, alunos e métodos de ensino. In: SAVIANI, D. et al. O legado educacional do século XX no Brasil. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2014. p. 153-190.

WILLIAMS, R. A política e as letras. São Paulo: Ed. da UNESP, 2013.

WILLIAMS, R. Marxismo e Literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

WILLIAMS, R. Recursos da esperança. São Paulo: Ed. da UNESP, 2015.

WILLIAMS, R. The long revolution. Austrália: Pelican Book, 1961.

Downloads

Publicado

2017-12-21

Como Citar

MARIANO, A. L. S. Os métodos de ensino, currículo e a profissionalização docente: quais relações?. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 4, p. 1205–1222, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i4.8645844. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8645844. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos