Imigração e educação na Província do Pará: instrução primária na colônia agricola de Benevides (1861-1881)

Autores

  • Vitor Sousa Cunha Nery Universidade do Estado do Amapá
  • Maria do Perpétuo Socorro G. de S. A. d França Universidade do Estado do Pará

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8645851

Palavras-chave:

Imigração. Instrução primária. Província do Pará. Benevides. Século XIX.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a implantação das escolas de instrução primárias na Colônia Agrícola de Benevides da província do Pará (1861-1881). Para atingir tal propósito metodologicamente nos apoiamos no tipo de pesquisa documental, que inclui relatórios dos diretores da instrução pública, relatórios dos presidentes da província do Pará, legislação educacional e os jornais da época como o “Diário do Gram Pará” e “O Liberal”. Essas fontes foram pesquisadas na Biblioteca Pública do Pará Arthur Viana, Arquivo Público do Estado do Pará, Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e na Biblioteca Nacional. Para compreender as escolas primárias da colônia agrícola de Benevides na província do Pará na segunda metade do século XIX, nos apoiamos em teóricos da Nova História Cultural como Burke (2005), Chartier (2002), Julia (2001). As escolas primárias da colônia de Benevides funcionavam nos horários da manhã e da tarde para atender os filhos e filhas dos colonos estrangeiros e brasileiros com idades entre 6 e 15 anos, além de filhos de escravas alforriadas e crianças indígenas. No período da noite atendia os colonos adultos que desejavam aprender as primeiras letras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vitor Sousa Cunha Nery, Universidade do Estado do Amapá

Doutorando em Educação (UFPA), Mestre em Educação (UEPA), Professor da Universidade do Estado do Amapá (UEAP), Líder do Grupo de Estudos, Pesquisas e Práticas em Educação na Amazônia Amapaense (GEPEA) e Membro do Grupo de Pesquisa História da Educação na Amazônia (GHEDA).

Maria do Perpétuo Socorro G. de S. A. d França, Universidade do Estado do Pará

Doutora em Educação, Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado do Pará (UEPA),  Membro do Grupo de Pesquisa História da Educação na  Amazônia (GHEDA).

Referências

BRASIL. RELATÓRIO do ano de 1861 apresentado a Assembléia Geral na 2º Sessão da 11º Legislatura pelo Ministro e Secretário dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas Manuel Felizardo de Souza de Melo. Rio de Janeiro: Typographia Universal de Lamert, 1862.

BULAMARQUI, R. Transformações demográficas numa economia extrativa: Pará 1872-1920. 1984. 145 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1984.

BURKE, P. O que é história cultural? Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

CHARTIER, R. O mundo como representação. In: CHARTIER, R. À beira da falésia: a história entre incertezas e inquietude. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2002. p. 61-80.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Revista Teoria & Educação,v. 2, p. 177-229, 1990.

DEL PRIORE, M.; VENÂNCIO, R. Uma história da vida rural no Brasil. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006.

DIÁRIO DO GRAM-PARÁ. 3 de maio de 1860, p. 1.

FARIA FILHO, L. M. de. Escolarização, cultura e práticas escolares no Brasil: elementos teóricos metodológicos de um programa de pesquisa. In: LOPES, A. C.; MACEDO, E. (Org.). Disciplina e integração curricular: história e políticas. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p.13-35.

GATTI JUNIOR, D.; ARAÚJO, J. C. S. Novos temas em história da educação brasileira. Campinas: Autores Associados, 2002.

HILSDORF, M. L. S. História da educação brasileira: leituras. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003.

INSTITUTO HISTÓRICO GEOGRÁFICO BRASILEIRO. IHGB. Relatório do diretor da instrução pública do Pará. De Felix Barreto de Vasconcellos, diretor, por solicitação do Presidente da Província, Major Manoel de Frias e Vasconcellos 20/12/1858. Coleção Manuel Barata. Documento manuscrito, não publicado no relatório provincial, 1858.

JACOMELI, M. R.; MOLINA, R. S. História da educação agrícola no século XIX: formação gestora e operária no Brasil. In: IXJORNADA DO HISTEDBR, 9., 2010, Belém. Anais... Belém:HISTEDBR, 2010.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, v. 1, p. 9-43, 2001.

MUNIZ, P. Estado do Grão-Pará:imigração e colonização. História e Estatística 1616-1916. Belém: Imprensa Official do Estado do Pará, 1916.

NERY, V. S. C. Instrução pública primária na província do Pará na segunda metade do século XIX. 2013. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Pará, Belém, 2013.

NÓVOA, A. A Imprensa de Educação e Ensino: concepção e organização do repertório Português. In: CATANI, D. B.; BASTOS, M. H. C. (Org.). Educação em revista: a imprensa periódica e a história da educação. São Paulo: Escritura, 1997. p. 11-31.

NUNES, F. A. A semente da colonização:um estudo sobre a colônia agrícola de Benevides (Pará 1870-1889). 2008. 228 f. Dissertação (Mestrado em História Social da Amazônia) - Universidade Federal do Pará, Belém, 2008.

NUNES, F. A. Quando a educação “civiliza”: ciência agronômica e ensino no projeto de criação da Escola Rural Pedro II (Pará, Anos de 1860). Revista Areté, v. 7, p. 170-181, 2014.

NUNES, F. A. Sob o signo do moderno cultivo: estado imperial e agricultura na Amazônia. 2011. 422 f. Tese (Doutorado em História Social/Contemporânea) - Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2011.

O LIBERAL DO PARÁ. Belém: 6 de abril de 1879, p. 01.

PARÁ. Discurso. Recitado pelo Presidente da Província, João Antonio de Miranda, na abertura da Assembléia Legislativa Provincial. Em 15 de Agosto de 1840, Pará, Typ. Santos, 1840.

PARÁ. Exposição. Apresentada pelo Exmo. Sr. Conselheiro Sebastião do Rego Barros, Presidente da Província do Gram-Pará, ao Exmo. Tenente Coronel, de Engenheiros Henrique Beaurepaire Rohan, no dia 29 de maio de 1856, por ocasião de passar-lhe a administração da mesma província. Pará, Typ. Santos & Filho, 1856.

PARÁ. Falla. Dirigida a Assembleia Legislativa da Província do Pará na segunda sessão da, décima primeira legislatura pelo Exmo. Sr. Tenente Coronel Manoel, de Frias e Vasconcelos,presidente da mesma província, em 1º de outubro de 1859. Pará, Typ. Commercial de Antônio José Rabelo Guimarães, 1859.

PARÁ. Falla. Dirigida pelo Exmo. Dr. Fausto Augusto D’Aguiar, Presidente da Província do

Pará, na abertura da primeira sessão ordinária da sétima legislatura da Assembleia Legislativa Provincial no dia 10 de outubro de 1850. Pará, Typ. Santos & Filho, 1850.

PARÁ. Falla. Dirigida pelo Exmo. Sr. Conselheiro Jerônimo Francisco Coelho, Presidente da

Província do Pará, na abertura da sessão ordinária de sexta legislatura da Assembleia Legislativa Provincial no dia 10 de outubro de 1848. Pará, Typ. Santos & Filho, 1848.

PARÁ. Falla. Dirigida pelo Exmo. Sr. Conselheiro Jerônimo Francisco Coelho, Presidente da

Província do Pará, na abertura da segunda sessão ordinária da sexta legislatura da AssembleiaLegislativa Provincial no dia 10 de outubro de 1849. Pará, Typ. Santos & Filho, 1849.

PARÁ. Falla. Que o Exmo. Sr. Conselheiro Sebastião do Rego Barros, presidente desta província, dirigiu a Assembleia Legislativa Provincial na abertura da mesma no dia 15 de agosto de 1854. Pará, Typ. Santos & Filho, 1854.

PARÁ. Falla. Que o Exmo. Sr. Dr. Joaquim da Cunha, presidente desta província, dirigiu a

Assembléia Legislativa Provincial na abertura da mesma, no dia 15 de agosto de 1853. Pará,

Typ. Santos & Filho, 1853.

PARÁ. Falla. Que o Exmo. Sr. Dr. José Joaquim da Cunha, presidente da província, dirigiu a

Assembleia Legislativa Provincial, na abertura damesma, no dia 10 de setembro de 1852.Pará, Typ. Santos & Filho, 1852.

PARÁ. Lei n. 226 de 15 de dezembro de 1853. Lex-Coleção das Leis da Província do Grão Pará. Belém: Typ. Santos & Filho, 1853.

PARÁ. Palestra. Falla com que o Excl. Sr. Dr. João Capistrano Bandeira de Mello Filho, abriu a segunda sessão da vigésima legislatura da Assembleia Legislativa da Província do Pará, em 15 de fevereiro de 1877. Belém; Typ. do Livro do Commercio, 1877.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa da Província do Pará na primeira sessão da décima segunda legislatura pelo Exmo. Sr. Presidente da Província. Dr. Francisco, de Araújo Brusque em 10 de setembro de 1862. Pará Typ. Frederico Carlos Rhossard, 1862.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa da Província do Pará na segunda sessão da décima terceira legislatura pelo Exmo. Sr. Presidente da Província. Dr. Francisco, de Araújo Brusque em 10 de novembro de 1863. Pará Typ. Frederico Carlos Rhossard, 1863.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa Provincial do Pará, no dia 10 de agosto de 1857, por ocasião da abertura da segunda sessão da décima legislatura da mesma assembleia, pelo presidente Henrique Beaurepaire Rohan. Pará, Typ. Santos & Filho, 1857.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa Provincial do Pará no dia 15 de agosto de 1856, por ocasião da abertura da primeira sessão da 10º legislatura da mesma, pelo presidente, Henrique Beaurepaire Rohan. Pará, Typ. Santos & Filho, 1856.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa Provincial na primeira legislatura pelo quarto vice-presidente, Dr. Abel Graça. Pará, Typ. do Diário do Gram-Pará, 1870.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa Provincial na primeira sessão da décima oitava legislatura em 15 de fevereiro de 1872, pelo presidente da província Dr. Abel Graça. Pará, Typ. Diário do Gram-Pará, 1872.

PARÁ. Relatório. Apresentado a Assembleia Legislativa Provincial pelo Excl. Sr. ViceAlmirante e conselheiro de Guerra Joaquim Raymundo da Lamare, Presidente da Província, em 15 de agosto de 1867. Pará, Typ. Frederico Rhossard, 1867.

PARÁ. Relatório. Apresentado ao Excl. Sr. Dr. Francisco Maria Corrêa de Sá e Benevides pelo Excl. Sr. Dr. Pedro Vicente de Azevedo, por ocasião de passar-lhe a administração da província do Pará, no dia 17 de janeiro de 1875. Pará, Typ. de F. C. Rhossard, 1875.

PARÁ. Relatório. Apresentado ao Exmo. Sr. Dr. José Joaquim da Cunha, presidente da Província do Gram Pará, pelo comendador Fausto d’ Aguiar por ocasião de entregar-lhe a administração da província no dia 20 de agosto de 1852. Pará, Typ. Santos & Filho, 1852.

PARÁ. Relatório. Apresentado pelo excellentissimo senhor doutor José Coelho da Gama e Abreu, presidente da provincia, á Assembléa Legislativa Provincial do Pará, na sua 1.a sessão da 22.a legislatura, em 15 de fevereiro de 1880. Pará, 1880.

PARÁ. Relatório. Com que o Excl. Sr. Dr. Francisco Maria Corrêa de Sá e Benevides, presidente da província, abriu a segunda sessão da décima nona legislatura da Assembléia Legislativa Provincial no dia 15 de fevereiro de 1875. Pará, Typ. do Diário do Gram-Pará, 1875.

PARÁ. Relatório. Com que o Excl. Sr. Presidente da Província Dr. Pedro Leão Vellozo passou a administração da mesma ao Excl. Sr. 1º Vice-Presidente, Barão do Arary, no dia 29 de abril de 1867. Pará, Typ. De Frederico Rhossard, 1867.

PARÁ. Relatório. Dirigido a Assembleia Legislativa do Pará na segunda sessão da décima segunda Legislatura pelo Exmo. Sr. Dr. Francisco Carlos de Araújo Brusque, presidente da mesma província, em 17 de agosto de 1861. Belém: Typ. Diário do Gram-Pará, 1861.

PARÁ. Relatório. Dirigido a Assembleia Legislativa do Pará na segunda sessão da vigésima segunda legislatura em 15 de fevereiro de 1881 pelo Exmo. Sr. Dr. José Coelho da Gama e Abreu. Belém: Typ. Diário de Noticias do Costa & Campbell, 1881.

PARÁ. Relatório. Feito pelo Exmo. Sr. Conselheiro Jerônimo Francisco Coelho, presidente desta província e entregue ao 1º vice-presidente em exercício, o Exmo. Sr. Dr. Ângelo, Custodio Correa, no dia 10 de agosto de 1850. Pará, Typ. Santos & Filho, 1850.

PARÁ. Relatório. Negócios da Província do Pará. Pará, Typ. Frederico Rhossard, 1864. At

head of title: Dr. Couto de Magalhães, Presidente do Pará 1864. Cover title: Relatório dos negócios da provincial do Pará seguido de uma viagem ao Tocantins até a cachoeira das Guaribas e as Bahias do Rio Anapú, pelo secretário da província, Domingos Soares Ferreira Pena, da exploração e exame do mesmo rio até acima das últimas cachoeiras depois de sua junção como o Araguaya, pelo capitão-tenente da armada.

PARÁ. Relatório. Presidência do Pará, apresentado a respectiva Assembleia Legislativa provincial pelo excelentíssimo senhor vice-presidente Barão de Arary, em 1º de outubro de 1866. Pará, Typ. Jornal do Amazonas, 1866.

PARÁ. Relatório. Relatório apresentado pelo Exmo. Sr. Dr. Francisco Maria Corrêa de Sá e Benevides, presidente da provincia do Pará, á Assembléia Legislativa Provincial na sua sessão solemne de installação da 20.a legislatura, no dia 15 de fevereiro de 1876. Pará, 1876.

PARÁ. Relatório. Secretário da Província. Pará Typ. Frederico Rhossard, 1864. At head of title: O Tocantins e o Anapú. Bound with item nº 527.

PENTEADO, A. R. Problemas de colonização e de uso da terra na região bragantina do Estado do Pará. Belém: Universidade Federal do Pará, 1967.

PESAVENTO, S. J. História & história cultural. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

RIZZINI, I. O cidadão polido e o selvagem bruto: a educação dos meninos desvalidos na Amazônia Imperial. Rio de Janeiro: UFRJ/IFCS/PPGHIS, 2004.

SANTOS, R. A. de. O. História econômica da Amazônia (1900-1920). São Paulo, 1984.

SOUZA, R. F. Cultura Material Escolar. Cadernos Cedes, Araraquara, ano 10, n. 52, nov. 2000.

Downloads

Publicado

2017-10-20

Como Citar

NERY, V. S. C.; FRANÇA, M. do P. S. G. de S. A. d. Imigração e educação na Província do Pará: instrução primária na colônia agricola de Benevides (1861-1881). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 2, p. 490–510, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i2.8645851. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8645851. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos