Banner Portal
Preparando a primavera: Contribuições preliminares para uma crítica superadora à pedagogia da inclusão
PDF

Palavras-chave

Materialismo histórico-dialético. Capitalismo. Educação e inclusão escolar. Educação especial. Pedagogia histórico-crítica

Como Citar

BEZERRA, Giovani Ferreira. Preparando a primavera: Contribuições preliminares para uma crítica superadora à pedagogia da inclusão. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 68, p. 272–287, 2016. DOI: 10.20396/rho.v16i68.8646499. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8646499. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

Este texto tem caráter ensaístico. Visa-se apresentar reflexões e proposições, pautadas no materialismo histórico-dialético, sobre o movimento de inclusão escolar de alunos com deficiência e outras necessidades educacionais especiais na escola comum, tal como este vem se configurando, sobretudo, desde os anos de 1990, no bojo das demandas apresentadas pela própria sociedade do capital, ontologicamente excludente e segregadora. Propõe-se que a chamada Pedagogia da Inclusão seja analisada sem perder de vista os pressupostos da totalidade, historicidade e contradição, com vistas à sua crítica superadora.
https://doi.org/10.20396/rho.v16i68.8646499
PDF

Referências

ALENCAR, Marcelo. Incluir é derrubar preconceitos. Nova Escola: a revista do professor, São Paulo, ano xvii, n. 152, p. 36-37, maio 2002.

ALVES, Gilberto Luiz. A produção escola pública contemporânea. 2. ed. Campinas: Autores Associados; Campo Grande: Ed. UFMS, 2004.

BARROCO, Sonia Mari Shima. A educação especial do novo homem soviético e a Psicologia de L. S. Vigotski: implicações e contribuições para a psicologia e a educação atuais. 2007. 414 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, 2007a. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cp042915.pdf. Acesso em: 22 fev. 2010.

BARROCO, Sonia Mari Shima. Psicologia e Educação: da inclusão e exclusão ou da exceção e da regra. In: MEIRA, Maria Eugênia Melillo; FACCI, Marilda Gonçalves Dias (Orgs.). Psicologia Histórico-Cultural: contribuições para o encontro entre a subjetividade e a educação. São Paulo: Caso do Psicólogo, 2007b. p. 157-184.

BEYER, Hugo Otto. Inclusão e avaliação na escola: de alunos com necessidades educacionais especiais. 3. ed. Porto Alegre: Mediação, 2010.

BEZERRA, Giovani Ferreira. Enquanto não brotam as flores vivas: crítica à pedagogia da inclusão. 2012. 270f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade Universitária de Paranaíba, 2012.

BEZERRA, Giovani Ferreira; ARAUJO, Doracina Aparecida de Castro. As aparências enganam: a pretexto de uma crítica radical sobre o ideário inclusivista. Educere et Educare – Revista de Educação, Cascavel, v. 05, n. 09, p. 253-266, jan./jun. 2010. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/2690. Acesso em: 21 abr. 2011.

BEZERRA, Giovani Ferreira. De volta à teoria da curvatura da vara: a deficiência intelectual na escola inclusiva. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 27, n. 02, p. 277-302, ago. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v27n2/a13v27n2.pdf. Acesso em 21 dez. 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Documento elaborado pelo grupo de trabalho nomeado pela portaria n.º 555/2007, prorrogada pela portaria nº 948/2007, entregue ao Ministro da Educação em 07 de janeiro de 2008. Inclusão: revista de educação especial. Brasília, v. 4, n. 1, p. 7-17, jan./jun. 2008. (Edição Especial).

CASSIN, Marcos. Louis Althusser: referências para pesquisa em educação. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval (Orgs.). Marxismo e educação: debates contemporâneos. 2. ed. Campinas: Autores Associados; Histedbr, 2008. p. 161-179.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. 2. ed. rev. e ampl. Campinas: Autores Associados, 2001.

DUARTE, Newton. Por que é necessário uma análise crítica marxista do Construtivismo. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval (Orgs.). Marxismo e educação: debates contemporâneos. 2. ed. Campinas: Autores Associados; Histedbr, 2008. p. 203-221.

DUARTE, Newton. O debate contemporâneo das teorias pedagógicas. In: MARTINS, Lígia Márcia; DUARTE, Newton (Orgs.). Formação de professores: limites contemporâneos e alternativas necessárias. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. p. 33-49. Disponível em: http://www.culturaacademica.com.br/download-livro.asp?ctl_id=113 Acesso em: 21 dez. 2011.

EIDT, Nadia Mara. Uma análise crítica dos ideários pedagógicos contemporâneos à luz da teoria de A. N. Leontiev. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 2, p. 157-188, ago. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v26n2/a08v26n2.pdf. Acesso em: 6 set. 2012.

FONTES, Rejane de Souza. A classe hospitalar e a inclusão da criança enferma na sala de aula regular. Revista Brasileira de Educação Especial. Marília, v. 8, n. 1, p. 45-54, 2002. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/rbee/v08n01/v08n01a06.pdf. Acesso em: 19 jun. 2012.

GENTILI, Pablo. Três Teses sobre a relação trabalho e educação em tempos neoliberais. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval; SANFELICE, José Luís (Orgs.). Capitalismo, trabalho e educação. 3. ed. Campinas: Autores Associados; Histedbr, 2005. p. 45-59.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da história. Tradução Carlos Nelson Coutinho. 10 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

LEONTIEV, Alexis N. O desenvolvimento do psiquismo. Tradução Manuel Dias Duarte. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

LOMBARDI, José Claudinei. Educação, ensino e formação profissional em Marx e Engels. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval (Orgs.). Marxismo e educação: debates contemporâneos. 2. ed. Campinas: Autores Associados; Histedbr, 2008.p. 1-38.

MARX, Karl. Teoria e processo histórico da revolução social. Tradução Florestan Fernandes. Teoria e processo histórico da revolução social. In: FERNANDES, Florestan (Org.). Marx, Engels: História. 3. ed. São Paulo: Ática, 1989. p. 231-235.

¬ MARX, Karl. Para a crítica da filosofia do Direito de Hegel: Introdução. Tradução de Artur Morão. Covilhã: LusoSofia, 2008. (Coleção Textos Clássicos LusoSofia). Disponível em: http://www.lusosofia.net/textos/marx_karl_para_a_critica_da_filosofia_do_direito_de_hegel.pdf. Acesso em 20 de dez. 2011.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Tradução Luis Claudio de Castro e Costa. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Textos sobre educação e ensino. Campinas: Navegando, 2011. Disponível em: http://eventohistedbr.com.br/editora/wp-content/uploads/2011/09/ marx_engels_educacao_ensino_navegando_ebook.pdf. Acesso em: 26 dez. 2011.

OLIVEIRA, Anna Augusta Sampaio de; POKER, Rosimar Bortolini. Educação inclusiva e municipalização: a experiência em educação especial de Paraguaçu Paulista. Revista Brasileira de Educação Especial. Marília, v. 8, n. 2, p. 233-244, jul./dez. 2002. Disponível em: http://www.abpee.net/homepageabpee04_06/artigos_em_pdf/revista8numero2pdf/7oliveira_poker.pdf. Acesso em: 19 jun. 2012.

SANFELICE, José Luís. Escola pública e gratuita para todos: inclusive para os “deficientes mentais”. Cadernos CEDES, Campinas, n. 23, p. 29-37, 1989. (Edição Especial).

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 14. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2002.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 8. ed. rev. e ampl. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. 41. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2009a.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 143-155, jan./abr. 2009b. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n40/v14n40a12.pdf. Acesso em: 16 fev. 2012.

SELAU, Bento. Inclusão na sala de aula. 2. ed. São Luiz: Edufma, 2010.

VYGOTSKI, Lev Semiónovic. Obras escogidas: fundamentos de defectología. Tradução Julio Guillermo Blank. Madrid: Visor, 1997. Tomo V.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.