De “nocivo à educação geral” à “templo do saber”: as transformações no gymnasio paes de carvalho na primeira república

Autores

  • Iza Helena Travassos Ferraz de Araújo Universidade Federal do Pará
  • Genylton Odilon Rêgo da Rocha Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v16i69.8648236

Palavras-chave:

Gymnasio Paes de Carvalho. Instrução secundária. Primeira república. Transformações curriculares.

Resumo

O Gymnasio Paes de Carvalho, atual “Escola Estadual de Ensino Médio 'Paes de Carvalho'”, localizado em Belém do Pará, foi a primeira instituição pública de instrução secundária deste Estado e se tornou, na primeira república, principal locus de formação da elite política, econômica e social paraense. Neste artigo objetivamos discutir as finalidades que foram imputadas ao Gymnasio Paes de Carvalho no período em tela e as transformações curriculares ocorridas nesta instituição na primeira república. A pesquisa realizada para a produção deste artigo foi qualitativa e do tipo histórica, assumindo-se como aporte teórico-metodológico o materialismo histórico-dialético. Os resultados apontam que os anos iniciais da República no Pará constituem o ponto de inflexão que alterou substancialmente o status do ginásio da capital paraense, que se transformou de uma instituição decadente em um “templo do saber” no Pará republicano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iza Helena Travassos Ferraz de Araújo, Universidade Federal do Pará

Professora da Faculdade de Educação do Instituto de Ciências de Educação da UFPA. Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação da UFPA, da linha de pesquisa Educação: Currículo, Epistemologia e História. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas da UFPA. Especialista em Educação Matemática pela UFPA. Graduada em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal do Pará - UFPA. Tem experiência na área de Educação com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, Educação a Distância, Formação de Professores e uso de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação.

Genylton Odilon Rêgo da Rocha, Universidade Federal do Pará

Graduado em Geografia (Bacharelado), Pedagogia e em Geografia (Licenciatura Plena) pela Universidade Federal do Pará. Mestre em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Doutor em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo. Realizou estagio de pós-doutoramento no Institut National de Recherche Pédagogique da França (INRP), desenvolvendo atividades de pesquisa no Service dHistoire de lEducation. Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal do Pará.

Referências

ABUD, Katia. M. A história e o ensino temático. In: MONTEIRO, J. M.; BLAJ, I. (org). Histórias & utopias. Textos apresentados no XVII Simpósio Nacional de História. São Paulo: ANPUH, 1996, p. 492-501. Disponível em: http://anais.anpuh.org/?p=16734 Acesso em: 20/06/2013

ALVES, Eva M. S. O Atheneu Sergipense: uma casa de educação literária examinada segundo os planos de estudos (1870-1908). Tese (Doutorado). Pós-graduação em Educação: História, Política e Sociedade, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

BORGES, Ricardo. Pará Republicano (1824-1928): ensaio histórico. Belém: Conselho Estadual de Cultura, 1983. (Coleção História do Pará. Série Arthur Vianna).

CANCELA, Cristina D. Famílias de elite: transformação da riqueza e alianças matrimoniais. Belém 1870-1920. In: TOPOI, v. 10, n. 18, jan-jun. De 2009, p. 24-38.

CARVALHO, José M. de. Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. 3 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

CHERVEL, Andre. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, n. 2, p. 177-229, 1990.

FARIAS, William G. Os intelectuais e a República: 1886-1891. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Curso Internacional de Mestrado em Planejamento do Desenvolvimento, Belém, 2000.

FIRMO CARDOSO, Antonio. O Pará e a Instrução Secundária – 1841/1910 (Polyanthéa comemorativa da fundação e inauguração do Gymnasio Paes de Carvalho). Pará, Typ da “Papelaria Americana”, 1910.

MALHEIROS, Rogério G. Tensões e negiações entre Igreja e Estado: arrazoamentos e acordos políticos em um período de aceleradas tranformações (1883 a 1891). In: MNEME – Revista de Humanidades, 11(29), jan./jul. 2011.

MORAES, Tarcísio C. A engenharia da história: natureza, geografia e historiografia na Amazônia. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Pará, Instituto de Flosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em História Social da Amazônia, Belém, 2009.

MOURA, Daniella de A. A República paraense em festa (1890-1911). Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Pará, Instituto de Flosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em História Social da Amazônia, Belém, 2008.

MOURA, Ignacio B. Ephemerides do 'Lyceu Paraense', actual Gymnasio 'Paes de Carvalho'. Publicado no Annuario de Belém, 1915. In: RÊGO, Clóvis S. de M. Subsídios para a história do Colégio Estadual “Paes de Carvalho”. Belém, EDUFPA / L&A Editora, 2002.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na Primeira República. São Paulo, EPU, Editora da Universidade de São Paulo, 1974.

PACHECO, José. A. Educação, formação e conhecimento. Porto: Porto Editora, 2014.

POLON, Thelma L. P. Políticas públicas para o ensino médio nos anos 90: a trajetória do Colégio Pedro II / RJ. Dissertação (Mestrado). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Educação, Rio de Janeiro, 2004.

RÊGO, Clóvis S. de M. Subsídios para a história do Colégio Estadual “Paes de Carvalho”. Belém, EDUFPA / L&A Editora, 2002.

SARGES, Maria de N. Belém: riquezas produzindo a Belle Époque (1870-1912). 3 ed. Belém: Paka-Tatu, 2010. (Coleção Açaí).

VALENTE, Wagner R. (org.). O nascimento da matemática no ginásio. São Paulo: Annalube; FAPESP, 2004.

VECHIA, Ariclê; LORENZ, Karl M. (org.).Programa de ensino da escola secundária brasileira: 1850-1951. Curitiba: Ed. do Autor, 1998.

VERÍSSIMO, José. A instrução pública no Estado do Pará em 1890. Relatório apresentado ao Exmo. Sr. Dr. Justo Chermont. Pará: Diretoria Geral de Instrucção Publica, 1890.

Downloads

Publicado

2017-02-23

Como Citar

ARAÚJO, I. H. T. F. de; ROCHA, G. O. R. da. De “nocivo à educação geral” à “templo do saber”: as transformações no gymnasio paes de carvalho na primeira república. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 69, p. 52–75, 2017. DOI: 10.20396/rho.v16i69.8648236. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8648236. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos