Paschoal Lemme e o combate à influência norte-americana na educação brasileira (1950-1960)

Autores

  • Carla Villamaina Centeno Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i71.8649858

Palavras-chave:

Paschoal Lemme. Escolanovismo. Métodos norte-americanos.

Resumo

Este artigo procura verificar de que forma o contexto histórico vivido pelo educador Paschoal Lemme (1904-1997), influenciou sua crítica às técnicas e aos métodos norte-americanos incorporados, sobretudo, por educadores ligados ao movimento escolanovista. Iremos demonstrar qual a relação dessa crítica com as transformações que se processavam no país e que acabaram por influenciar os educadores, durante as décadas de 1950 a 1960. Foram utilizadas como fontes primárias suas Memórias (volumes 1 a 5, 1988, 2000) e a obra Educação democrática e progressiva (1961).  Conclui-se que o contexto histórico da chamada Guerra Fria, influenciou o autor a partir da década de 1950 em suas críticas às influências norte-americanas e que no campo do pensamento renovador, foram disseminadas pela produção de Anísio Teixeira. Ainda que o contexto histórico das décadas de 1950 e 1960 possa explicar um combate mais sistemático de Lemme, podemos encontrar também na década de 1980, críticas ao conteúdo e aos métodos norte-americanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Villamaina Centeno, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em HISTÓRIA - Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso (1990), MESTRADO EM EDUCAÇÃO pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2000) e DOUTORADO EM EDUCAÇÃO pela Universidade Estadual de Campinas (2007). Atualmente é professora adjunta do Mestrado Profissional em Educação da Unidade Universitária de Campo Grande, cursos de graduação em Pedagogia e Geografia. Tem experiência na área de História e Educação, Trabalho didático, com ênfase em Fundamentos da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Instrumentos do trabalho didático, Mato Grosso do Sul, História, Educação, Fronteira, Historiografia, Memória, erva-mate e trabalhadores rurais.

Referências

BRANDÃO, Z. A “Intelligentsia”educacional: um percurso com Paschoal Lemme por entre as memórias e as histórias da Escola Nova no Brasil. Bragança Paulista: CDAPH/IPHAN, Editora da Universidade São Francisco, 1999.

BRANDÃO, Z. Paschoal Lemme. Recife: Massangana, 2010.

BRITO, S.H.A; OLIVEIRA, J.S. Fernando de Azevedo e a produção de compêndios para o ensino de Sociologia. O trabalho didático em exame. Campo Grande : Life, 2015.

CENTENO, C.V. A crítica de Paschoal Lemme aos instrumentos didáticos da escola pública brasileira, século XX. Anais do XI COLUBHE, Porto, Portugal.

HOBSBAWN, E. Era dos extremos - O breve século XX, 1914-1991.São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KASTELIK, E.S.D. O percurso de Paschoal Lemme; defesa da escola pública, gratuita e estatal. Campinas: Autores Associados, 2014.

LEMME, P. Estudos de Educação. Rio de Janeiro: Livraria Tupã, 1953

LEMME, P. Educação democrática e progressista. São Paulo: Editorial Pluma, 1961.

LEMME, P. Memórias. Infância, adolescência, mocidade. Brasília: Inep; São Paulo: Cortez Editora, 1988a, v.1.

LEMME, P. Memórias. Vida de família, formação profissional, opção política. Brasília: Inep; São Paulo: Cortez Editora, 1988b, v. 2.

LEMME, P. Memórias. Infância, adolescência, mocidade. Brasília: Inep; São Paulo: Cortez Editora, 1988c, v.3.

LEMME, P. Memórias. Estudos e reflexões sobre problemas da educação e ensino. Participação em conferências e congressos nacionais e internacionais. Documentos.Brasília:Inep, 2004a, v. 4.

LEMME, P. Memórias. Estudos de educação e destas de correspondência. Organizado por Jader de Medeiros Britto. Brasília: Ministério da Educação/Inep, 2004b, v. 5.

LEMME, P. Tradução de SIMON, Brian. Escola secundária para todos. Rio de Janeiro: Editorial Vitória, Título original: Intelligence testing and the comprehensive school. 2. ed. Londres: Lawrence and Wishart, 1961

LANCILLOTTI, S. S. P. (2013). Manuais de psicologia como instrumentos de trabalho utilizados na formação dos professores paulistas (1920-1940). Cadernos de História da Educação (UFU. Impresso), vol. 12, pp. 29-44, 2013.

SAVIANI, D. História das idéias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

SOUZA, A. A. A. de. (2013) Ensino de língua e literatura no século XIX: o Curso Elementar de Literatura Nacional e as Postilhas de Rethorica e Poetica utilizados no Imperial Colégio Dom Pedro II. Cadernos de História da Educação (Online), vol. 12, pp. 15-363.

Downloads

Publicado

2017-07-13

Como Citar

CENTENO, C. V. Paschoal Lemme e o combate à influência norte-americana na educação brasileira (1950-1960). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 1, p. 42–54, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i71.8649858. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8649858. Acesso em: 18 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos