Banner Portal
Sobre a antropologia de Antonio Gramsci
PDF

Palavras-chave

História da educação. Antonio Gramsci. Concepção de homem. Antropologia.

Como Citar

RAGAZZINI, Dario. Sobre a antropologia de Antonio Gramsci. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 2, p. 410–418, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i2.8650402. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8650402. Acesso em: 18 jul. 2024.

Resumo

Este artigo retoma o debate sobre a concepção de homem elaborada por Antonio Gramsci em seus Cadernos do Cárcere. Para tanto, retoma-se a nota 54 do Caderno 10, intitulada Introdução ao estudo da filosofia. O que é o homem? para aprofundar o raciocínio interpretativo sobre a antropologia gramsciana, que foi exposto no livro Teoria da personalidade na sociedade massa: a contribuição de Gramsci. Sustentada pelo prefácio de 1859 – Para a crítica da economia política – de Marx, a concepção de homem em Gramsci fornece sólidos fundamentos para uma teoria da personalidade que compreende a constituição do indivíduo enquanto resultante da materialidade dos processos e das relações humanas.

https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8650402
PDF

Referências

GRAMSCI, A. Quaderni del carcere – Edizione critica dell’Istituto Gramsci. Turim: Einaudi, 2007.

LUPORINI, C. La metodologia del marxismo nel pensiero di Gramsci. in AA.VV. Studi gramsciani. Roma: Editori Riuniti, 1969.

RAGAZZINI, D.Teoria da personalidade na sociedade de massa: a contribuição de Gramsci. Tradução de Maria de Lourdes Menon. Campinas: Autores Associados, 2005.

SÈVE, L. Marxisme e théorie de la personalité. Paris: Editions sociales, 1973.

TIMPANARO, S. Sul materialismo. Pisa: Nistri-Lischi, 1975.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.