Expansão e consolidação das escolas normais no Paraná: um olhar a partir do Norte pioneiro paranaense (1926-1971)

  • Vanessa Campos Mariano Ruckstadter Universidade Estadual do Norte do Paraná
Palavras-chave: História da educação. Escola normal. Escola nova. Norte pioneiro Paranaense. Décadas de 1920 a 1970.

Resumo

Este texto tem como objetivo analisar o processo de expansão e consolidação das Escolas Normais no Paraná. A pesquisa que resultou nessa análise inventariou a criação de Cursos e Escolas Normais na mesorregião denominada Norte Pioneiro Paranaense. O mapeamento foi feito a partir da documentação consultada nos Núcleos Regionais de Educação (NRE), da legislação estadual, mensagens e relatórios de governo disponíveis no Arquivo Público do Paraná. O levantamento abrangeu a década de 1920 até a década de 1970. O recorte temporal se justifica a partir do primeiro Curso Normal Complementar ofertado na região, na cidade de Jacarezinho, no ano de 1926, e se encerra com a reforma nos cursos de formação de professores como consequência da Lei 5692/71 que institui o magistério como curso de formação de professores em nível técnico secundário em todo o Brasil e extinguiu as Escolas Normais. O resultado final foi a elaboração de um “Guia de Fontes para a História da Educação no Norte Pioneiro: Cursos e Escolas Normais (1926-1971)”.Embora existam múltiplas possibilidades metodológicas e de abordagens este texto opta por contextualizar historicamente o movimento de expansão e consolidação da Escola Normal no Norte Pioneiro ao contexto de (re) ocupação da região, que coincide com a expansão do ideário escolanovista no Paraná.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Campos Mariano Ruckstadter, Universidade Estadual do Norte do Paraná
Professora Adjunta do Centro de Ciências Humanas e da Educação da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).

Referências

AIMONE, T. Meu ginásio Rui Barbosa de Jacarezinho. Jacarezinho: [s.n.], 1991.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de Agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências.

BRASIL. Lei nº 4.024, de 20 de Dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

BRASIL. Decreto-Lei Nº 8.530, de 2 de janeiro de 1946. Lei Orgânica do Ensino Normal.

PARANÁ. Lei 2366 de 24 de Fevereiro de 1955. Autoriza o Poder Executivo a abrir para a Secretaria de Educação e Cultura, o crédito especial de C$ 860.000,00, destinado à conclusão da construção do Colégio Imaculada Conceição de Jacarézinho. 1955. Leis 2324 a 2406. Livro 22.

BRASIL. Lei 2241 de 22 de Setembro de 1954. Autoriza o poder executivo a abrir crédito especial de C$ 300.000,00 para a construção do Colégio Imaculada Conceição de Jacarézinho. Leis 2211 a 2323. 1954. Livro 21.

BRASIL. Lei 312 de 03 de Dezembro de 1949. Torna gratuito o ensino secundário e normal. Arquivo Público do Paraná. Leis 294 a 317. 1949. Volume II. Livro 6.

BRASIL. Decreto lei n° 432. Dispõe sobre as Escolas de Professores. 1947. Curitiba. Arquivo Público do Paraná. v. I., Leis 418-505.

BRASIL. Ata da Instalação da Escola de Professores anexa ao Ginásio Rui Barbosa. Arquivo do Colégio Estadual Rui Barbosa. Jacarezinho. Caixa F4C56, 1943.

BRASIL. Regulamento das Escolas de Professores do Estado do Paraná. Decreto 6597 de 16 de Março de 1938. 1938a. Disponível em: < http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/fontes_escritas/5_Gov_Vargas/paran%E1%20decreto%20n.%B0%206597%201938.htm >. Acesso em: 03 fev. 2017.

BRASIL. Ata Inauguração do Ginásio de Jacarezinho. 1938. Arquivo do Colégio Estadual Rui Barbosa. Jacarezinho. Caixa F6C124, 1938b.

BRASIL. Mensagem de Governo. 1937. Mensagem apresentada pelo Exmo. Sr. Governador Manoel Ribas à Assembléia Legislativa do Estado, ao instalar-se a 3ª. seção ordinária da 1ª Legislatura, em 01 de Setembro de 1937. Curitiba. Arquivo Público do Paraná.

BRASIL. Mensagem de Governo. 1936. Mensagem apresentada pelo Exmo. Sr. Governador Manoel Ribas à Assembléia Legislativa do Estado, ao instalar-se a 1ª. Legislatura da Segunda República, em 01 de Setembro de 1936. Curitiba. Arquivo Público do Paraná.

BRASIL. Departamento de Instrução Pública. Resumo Estatístico no Decênio 1920 a 1929. 1930. Curitiba. Arquivo Público do Paraná.

BRASIL. Mensagem dirigida ao Congresso Legislativo pelo Dr. Caetano Munhoz da Rocha, Presidente do Estado, ao instalar-se a 1ª. Sessão da 18ª. Legislatura, em 01 de fevereiro de 1926. Arquivo Público do Paraná.

BRASIL. Relatório de Governo. Caetano Munhoz da Rocha. 1924-1928. Curitiba. Arquivo Público do Paraná.

BRASIL. Relatório apresentado ao Ex° Sr. Secretário de Estado pelo prof. Cesar Prieto Martinez Inspetor Geral de Ensino. 1920. Curitiba. Arquivo Público do Paraná.

BRASIL. Código do Ensino do Estado do Paraná. 1917. Curitiba. Typ. D’< A Republica >. Arquivo Público do Paraná.

CARVALHO, M. M. C. de. A escola e a República. São Paulo: Brasiliense, 1989.

CARVALHO, M. M. Reformas da Instrução Pública. In: LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M. de; VEIGA, C. G. (Org.).500 Anos de educação no Brasil. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011b, p. 225-252.

CARVALHO, M. M. C. A Reforma Sampaio Dória, política e pedagogia: problematizando uma tradição interpretativa. In: MIGUEL, M. E. B.; VIDAL, D. G.; ARAÚJO, J. C. S. (Org.). Reformas educacionais: as manifestações da escola nova no Brasil (1920 a 1946). Campinas: Autores Associados; Uberlândia: EDUFU, 2011a, p. 5-30. (Coleção memória da educação).

CARVALHO, H. M. de et. al. O ensino normal no Paraná e os recursos humanos para o desenvolvimento. Curitiba: FUNDEPAR, 1971, p. 82-83.

CASTANHO, S. Teoria da história e história da educação: por uma história cultural não-culturalista. Campinas: Autores Associados, 2010. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo).

COSTA, L. F. da. Bases educativas para a organização da nova escola normal secundária do Paraná. In: COSTA, M. J. F. da.(Org.).A dimensão de um homem: Lysimaco Ferreira da Costa. Curitiba: Imprensa da UFPR, 1995. 1. reimpressão.

CUNHA, M. V. da. A escola contra a família. In: LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M. de; VEIGA, C. G. (Org.). 500 Anos de educação no Brasil. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011a, p. 447-468.

Etapas da construção do prédio.Montagem com 4 fotos. Disponível em: < http://histednopr.blogspot.com.br/2014/08/fotos-do-ginasio-rui-barbosa-na-decada.html >. Acesso em: 22 fev. 2017.

GRAMSCI, A. O leitor de Gramsci: escritos escolhidos 1916-1935. Organização de COUTINHO C. N. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

HOBSBAWM, E. Sobre história: ensaios. Tradução de Cid Kanpel Moreira.2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

MACHADO, M. C. G.; CURY, C. R. J. A educação nos anais da constituinte republicana do estado do Paraná – 1892. Educar em Revista, Curitiba, n. 49, p. 227-243, jul./set. 2013.

MANIFESTO dos pioneiros da educação nova (1932). RevistaHISTEDBR On-Line,Campinas, n. especial, ago. 2006. Disponível em: < http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/22e/doc1_22e.pdf >. Acesso em: 28 fev. 2017.

MENDONÇA, S. R. de. Da República Velha ao Estado Novo. Parte B: Estado e sociedade: a consolidação da república oligárquica. In: LINHARES, M. Y. (Org.). História geral do Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 1990, p. 316-326.

MIGUEL, M. E. B. A Escola Normal no Paraná: instituição formadora de professores e educadora do povo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: O ENSINO E A PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 5., 2008a, Aracaju.Anais...Aracaju,2008a. Disponível em: < http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe5/pdf/9.pdf >. Acesso em: 15 nov. 2013.

MIGUEL, M. M. C. A escola normal no Paraná: instituição formadora de professores e educadora do povo. In: ARAÚJO, J. C. S.; FREITAS, A. G. B. de; LOPES, A. de. P. C. (Org.). As escolas normais no Brasil: do Império à República. Campinas, SP: Alínea, 2008b, p.145-162.

MIGUEL M. M. C. As manifestações da Escola Nova no Paraná: política estadual de formação de professores. CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: INVENÇÃO, TRADIÇÃO E ESCRITAS DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL, 6., 2011, Vitória.Anais...Vitoria,2011. Disponível em: <http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe6/anais_vi_cbhe/conteudo/res/trab_874.htm >. Acesso em 10 fev. 2017.

MONTEIRO, H. de M. Da República Velha ao Estado Novo. Parte A: O aprofundamento do regionalismo e a crise do modelo liberal. In: LINHARES, M. Y. (Org.). História geral do Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 1990, p. 302-315.

MORENO, J. C. Inventando a escola, inventando a nação: discursos e práticas em torno da escolarização paranaense (1920-1928). 2003. 110 f. Dissertação(Mestrado em Educação)-Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2003.

MOTA, L. T. As guerras dos índios Kaingang: a história épica dos índios Kaingang no Paraná (1769 – 1924). Maringá: EDUEM, 2009.

NAGLE, J. Educação e sociedade na Primeira República. 3. ed. São Paulo: EDUSP, 2009.

OLIVEIRA, M.C.M. de. Organização Escolar no início do século XX: o caso do Paraná. Educar, Curitiba, n. 18, p. 143-155, 2001.

PARANÁ. Biografia de Manoel Ribas. Casa Civil. s.d. Disponível em: < http://www.casacivil.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=50 >. Acesso em: 20 fev. 2017.

PILOTTO, E. A educação no Paraná: síntese sobre o ensino público elementar e médio. Distrito Federal: MEC/INEP, 1954.

SAVIANI, D. Apedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. História das idéias pedagógicas no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, D. O local e o nacional na historiografia da educação brasileira. In: ROSÁRIO, M. J. A. do; MELO, C. N. de; LOMBARDI, J. C. (Org.). O nacional e o local na história da educação. Campinas: Alínea, 2012, p. 13-30.

SAVIANI, D. Política e Educação no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 1996.

SOLANA, F.; REYES, R. C.; MARTÍNEZ, R. B. Historia de la Educación Pública em México. (1876-1976). 2. ed. México: Fondo de Cultura Económica, 2001. (Col. Educación y Pedagogía).

SOUZA, R. F. de. Lições da escola primária. In: SAVIANI, D. et al. (Org.).O legado educacional do século XX no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2004. p. 109-161.

TANURI, L. M. História da formação de professores. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro,n. 14, p. 61-88, mai./jun./jul./ago. 2000.

TOMAZI, N. D. Norte do Paraná: histórias e fantasmagorias.1997. 338 f. Tese (Doutorado em História)-Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1997.

VIDAL, D. G. Escola Nova e processo educativo.In: LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M. de; VEIGA, C. G. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. 5. ed. Belo Horizonte:

Autêntica, 2011. p. 497-517.

VIEIRA, C. E. O Movimento pela Escola Nova no Paraná: trajetória e idéias educativas de Erasmo Pilotto. Educar, Curitiba. n.18, p. 53-73, 2001.

WACHOWICZ, L. A. Relação professor-estado no Paraná tradicional. Campinas, SP: Autores Associados; Cortez, 1984.

WACHOWICZ, R. C. História do Paraná. Curitiba: Gráfica Vicentina, 2001.

WACHOWICZ, R. C. Norte Velho, Norte Pioneiro. Curitiba: Gráfica Vicentina, 1987.

Publicado
2017-10-20
Como Citar
Ruckstadter, V. C. M. (2017). Expansão e consolidação das escolas normais no Paraná: um olhar a partir do Norte pioneiro paranaense (1926-1971). Revista HISTEDBR On-Line, 17(2), 534-558. https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8650405
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)