A modernidade e o projeto de formação humana Comeniano

Autores

  • Marco Aurélio Gomes de Oliveira Universidade Federal do Tocantins
  • Mario Borges Netto Universidade Federal do Tocantins
  • Carlos Alberto Lucena Universidade Federal de Uberlândia http://orcid.org/0000-0003-0546-5053

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8650441

Palavras-chave:

Educação. Modernidade. Coménio. Formação humana

Resumo

Este trabalho tem como objetivo apresentar o projeto de formação humana comeniano expressa na sua obra-prima A Didáctica Magna. A primeira parte do texto constitui-se num panorama histórico do contexto social vivenciado pelo pensador durante os séculos XVI e XVII, no que diz respeito aos aspectos sociais, políticos, econômicos e culturais. Em seguida, apresentamos a concepção de homem, educação e infância em Coménio e sua ligação com o projeto social almejado pelo mesmo, portanto, evidenciando as influências filosóficas, políticas e econômicas que marcaram o período de transição entre a Idade Média e a Modernidade. Por fim, apresentamos as nossas considerações finais e salientamos a importância de pensarmos a infância como uma categoria social vista sob os diversos aspectos sociais (econômico, político, cultural e social).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Aurélio Gomes de Oliveira, Universidade Federal do Tocantins

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professor do Colegiado de Pedagogia da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Mario Borges Netto, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor do Colegiado de Pedagogia da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Carlos Alberto Lucena, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Referências

ARAÚJO, J. C. S. Marcos filosóficos da modernidade em torno da educação da criança: antropologias da infância em disputa? In. CARVALHO, C. H. de; MOURA, E. B. B. de; ARAÚJO, J. C. S. (Org.). A infância na modernidade: entre a educação e o trabalho. Uberlândia: EDUFU, 2007.

CAMBI, F. História da pedagogia. Tradução de Álvaro Lorencini. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

COMÉNIO. Didáctica Magna. 4. ed. Tradução e notas Joaquim Ferreira Gomes. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996.

DICIONÁRIO DE LATIM: Português. 2. ed. Porto: Porto editora, 2001.

LOMBARDI, J. C. Reflexões sobre educação e ensino na obra de Marx e Engels. 2010. 377 f. Tese (Doutorado em Educação)-Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

MANACORDA, M. A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. 12. ed. Tradução de Gaetano Lo Monaco. São Paulo: Cortez, 2006.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845-1846). Tradução de Rubens Enderle; Nélio Schneider; Luciano Cavini Martorano. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política: Livro 1, volume 2. O processo de produção do Capital. 21. ed. Tradução de Reginaldo Sant’Anna. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

PLATÃO. A república. Tradução de Edson Bini. São Paulo: Edipro, 2012.

ROSSI, P. La nascita della scienza moderna in Europa. Bari: Editori Laterza, 2009.

Downloads

Publicado

2017-10-20

Como Citar

OLIVEIRA, M. A. G. de; NETTO, M. B.; LUCENA, C. A. A modernidade e o projeto de formação humana Comeniano. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 2, p. 448–468, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i2.8650441. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8650441. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)