Banner Portal
A revista “A Escola” e o primeiro congresso de professores públicos do Paraná (1910): o princípio liberal de universalidade
PDF

Palavras-chave

Liberalismo. Imprensa. Revista A Escola. Universalidade.

Como Citar

NASCIMENTO, Maria Isabel Moura; ZANLORENZI, Claudia Maria Petchack. A revista “A Escola” e o primeiro congresso de professores públicos do Paraná (1910): o princípio liberal de universalidade. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 4, p. 1096–1106, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i4.8651219. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8651219. Acesso em: 13 jul. 2024.

Resumo

Este artigo buscou identificar a expressão das condições materiais do Paraná no início do século XX na revista A Escola, que foi veículo para a disseminação das ideias liberais apresentadas em suas folhas e reproduzidas aos professores das escolas públicas do Estado. Este veículo de comunicação aponta para as contradições de uma sociedade que se consolidava no capitalismo e, para tanto, havia a necessidade de assegurar a sua perpetuação, por meio da ideologia e seus princípios, angariando assim adeptos para a sua manutenção. Trata, especificamente, sobre o I Congresso de Professores Públicos do Paraná, o qual foi promovido pelos articulistas da revista e amplamente divulgado pela mesma. No evento foram debatidas nove teses previamente proposta por seu grupo idealizador. A partir da análise das teses, verificou-se que a de número seis foi considerada como a principal e que retrata com mais ênfase o princípio liberal de universalidade.

https://doi.org/10.20396/rho.v17i4.8651219
PDF

Referências

A ESCOLA: REVISTA DO GRÊMIO DOS PROFESSORES PÚBLICOS DO ESTADO. Curitiba: Acervo Biblioteca Pública do Paraná: divisão estadual. 1906-1910.

ALVES, G. O liberalismo e a produção da escola pública moderna. In: LOMBARDI, José C.; SANFELICE, J. L. (Org.). Liberalismo e educação em debate. Campinas, SP: Autores Associados; HISTEDBR, 2007. p. 61-86.

CHAUÍ, M. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

CHAUÍ, M. Ideologia e educação. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 42, n. 1, p. 245-257, jan./mar. 2016.

CHAVES, E. O. C. O liberalismo na política, economia e sociedade e suas implicações para a educação. In: LOMBARDI, J. C.; SANFELICE, J. L. (Org.). Liberalismo e educação em debate. Campinas, SP: Autores Associados; HISTEDBR, 2007. p. 01-60.

COLLICHIO, T. A. F. Dois eventos importantes para a história da educação brasileira: a exposição pedagógica de 1883 e as conferêncais populares da Freguesia da Glória. Fac. Educ., São Paulo, v. 13, n. 2, jul./dez. 1987.

COSTA, E. V. Da Monarquia à República. 6. ed. São Paulo: Ed. da UNESP, 1999.

CURY, C. R. J. Ideologia e educação brasileira: católicos e liberais. 4. ed. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1988.

GONÇALVES NETO, W. et al. Educação e Imprensa: análise de jornais de Uberlândia, MG, nas primeiras décadas do século XX. Revista de Educação Pública. Cuiabá, n. 6, 1997.

LOCKE, J. Ensaio acerca do entendimento humano. Segundo tratado sobre o governo. 5. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. (Os pensadores).

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã I. Lisboa: Presença, 1979.

MARX, K.; ENGELS, F. Obras Escolhidas. São Paulo: Alfa-Omega, v. 3, s/d.

MARX, K. Manuscritos econômicos e filosóficos. Tradução, apresentação e notas de Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2008.

MOACYR. P. A Instrução e o Império. São Paulo: Companhia Editora Nacional. v. 2, 1937. Disponível em: < http://www.brasiliana.com.br/obras/a-instrucao-e-o-imperio-2-vol. >. Acesso em: 20 dez. 2017.

MORAES, R. C. C. Liberalismo clássico: notas sobre sua história e alguns de seus argumentos. Textos didáticos. Campinas-SP: IFCH/UNICAMP. n. 40, 2000.

PARANÁ. Relatório do Diretor Geral de Instrução Pública. Curitiba: Acervo Arquivo Público do Paraná, 1910.

PERIOTTO, M. R. Educar para o bom governo: a reforma moral dos homens públicos no Jornal de Tímon. In: MIZUTA, C. M. M.; FARIA FILHO, L. M.; PERIOTTO, M. R. (Org.). Império em debate: Imprensa e educação no Brasil oitocentista. Maringá, PR: Ed. da EDUEM, 2010. p. 253-297.

RIBEIRO, M. L. História das políticas educacionais: a questão das fontes. In: LOMBARDI, J. C.; NASCIMENTO, M. I. M. (Org.). Fontes, história e historiografia da educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2004. p. 87-96. (Coleção Memória da Educação).

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: Primeiras aproximações polêmicas do nosso tempo. 11. ed. São Paulo. Autores associados, 2008.

SMITH, A. Riqueza das nações. 2. ed. São Paulo: Húmus, 1981.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.