O arquivo pessoal da professora Pórcia Guimarães Alves (1917-2005): um suporte para a escrita de si

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v18i2.8652179

Palavras-chave:

História da educação. Pórcia Guimarães Alves (1917-2005). Arquivos pessoais. Escrita de si.

Resumo

A prática cultural de compor um arquivo pessoal pode ser demarcada a partir do século XVIII, oriunda da relação que o indivíduo moderno estabeleceu com seus documentos e a produção de uma memória de si. Essas ações estenderam-se durante o século XIX e século XX, porém foram impactadas pelas mudanças ocorridas na produção de suportes para tal atividade, nas modificações no setor da comunicação e na expansão da prática da leitura e da escrita. Nascida no início do século XX, a professora Pórcia Guimarães Alves constituiu um vasto arquivo – o qual contém documentos forjados nos espaços públicos em que frequentou e outros produzidos em seu ambiente privado – cuja composição serviu de suporte material para uma escrita de si da docente. Dessa forma, o artigo procurou responder: Qual a escrita de si, dada a ler, que o ordenamento e o conteúdo do arquivo pessoal da professora Pórcia Guimarães Alves (1917-2005) proporcionam? O artigo objetivou analisar a escrita de si expressa no arquivo pessoal de Pórcia Guimarães Alves (1917-2005) e delimitou os objetivos específicos em: descrever alguns aspectos e conteúdo do arquivo da professora; procurar possíveis lógicas oriundas da docente para o ordenamento do material guardado em seu arquivo; e sistematizar seu arquivo pessoal, a fim de buscar a escrita de si nele contido. A pesquisa documental contou com o arcabouço teórico-metodológico de Gomes (2004); e Artières (1998). Os resultados levam a crer que no processo de constituição do arquivo pessoal, a professora elaborava uma representação de si ao mesmo tempo em que constituía sua identidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alboni Marisa Dudeque Pianovski Vieira, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Endereço eletrônico: alboni@alboni.com

Alexandra Ferreira Martins Ribeiro, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, (PUCPR). Bolsista CAPES.

Referências

ARTIÈRES, P. Arquivar a própria vida. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p. 9-34, jul. 1998. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2061 >. Acesso em: 20 nov. 2017.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 5. ed. Portugal: Edições 70, 2015.

CELLA, S. M. R. Pórcia Guimarães Alves (1917- ). In: CAMPOS, R. H. F. (Org.). Dicionário biográfico da psicologia no Brasil: pioneiros. Rio de Janeiro: Imago; Conselho Federal de Psicologia, 2001. p. 39-41.

CONTATO. Avanços e desafios. Contato: Publicação bimestral do Conselho Regional de Psicologia do Paraná, Curitiba, v. 23, n. 114, p. 08-09, 2002.

COOK, T. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento arquivístico comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p. 129-149, jul. 1998. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2060 >. Acesso em: 10 jan. 2018.

CUNHA, M. T. S. Acervos pessoais de educadores: do traçado manual ao registro digital. In: ANPED SUL, 11., 2016, Curitiba. Anais eletrônicos... Curitiba: Reunião Científica Regional da ANPED; UFPR, 2016. jul. 26-29. ISBN 978-85-8465-013-2. Disponível em: < http://www.anpedsul2016.ufpr.br/wp-content/uploads/2015/11/Eixo-1-História-da-Educação.pdf >. Acesso em: 10 jan. 2018.

FRAIZ, P. A dimensão autobiográfica dos arquivos de Gustavo Capanema. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p. 59-87, jul. 1998. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2060 >. Acesso em: 10 jan. 2018.

GOMES, A. C. Escrita de si, escrita da história: a título de prólogo. In: GOMES, A. de. C. (Org.). Escrita de si, escrita da história. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004. p. 7- 26.

LE GOFF, J. História & memória. 7. ed. São Paulo: Ed. da Unicamp, 2013.

LUNARDELLI, R. S. A.; MOLINA, L. G.; SOUZA, R. P. Arquivos pessoais: uma pesquisa bibliográfica a respeito do tema. In: LUNARDELLI, R. S. A.; ARAUJO, N. C. de; VIGNOLI, R. G. (Org.). Arquivologia: saberes docentes e discentes. Londrina: Ed. da Eduel, 2013. p. 33-50.

NEUNDORF, A. Intelectualidade, fronteiras e identidade. 2009. 192 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, jun. 1989. ISSN 2178-1494. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2278/1417 >. Acesso em: 27 out. 2017.

RIBEIRO, A. F. M. Adentrando aos arquivos: formação e aspectos da atuação docente de Pórcia Guimarães Alves (1917-1962). 2018. 199 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2018.

Downloads

Publicado

2018-06-29

Como Citar

VIEIRA, A. M. D. P.; RIBEIRO, A. F. M. O arquivo pessoal da professora Pórcia Guimarães Alves (1917-2005): um suporte para a escrita de si. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 18, n. 2, p. 445–461, 2018. DOI: 10.20396/rho.v18i2.8652179. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8652179. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos