Banner Portal
Planos de governo, educação física e eleições municipais 2016 no Rio de Janeiro
PDF

Palavras-chave

Plano de governo
Educação física
Rio de Janeiro

Como Citar

CANDAL, Emanoel Borges; MELO, Marcelo Paula de. Planos de governo, educação física e eleições municipais 2016 no Rio de Janeiro. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020053, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8654909. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8654909. Acesso em: 16 jul. 2024.

Resumo

O campo da Educação Física tem sido objeto de debates em relação às políticas públicas em diversas áreas da ação estatal. Esse trabalho visa analisar as indicações para as políticas de Educação Física presentes nos planos de governo apresentados pelas candidaturas à prefeitura da cidade do Rio de Janeiro das coligações “Por um Rio mais humano” (CRIVELLA\PRB), “Mudar é possível” (FREIXO\ PSOL) e “Juntos pelo Rio” (PEDRO PAULO\PMDB) no pleito de 2016. Concluímos a existência de aproximações programáticas e concepções de mundo entre as candidaturas Crivella\PRB e Pedro Paulo\PMDB, assim como distâncias significativas em relação ao projeto de Freixo\PSOL. Essas aproximações e distanciamentos implicam em concepções divergentes sobre Educação Física, Esporte e Educação, bem como suas políticas. Também é possível observar um grande distanciamento mesmo da candidatura “Mudar é possível” dos acúmulos críticos da Educação Física, em alguns momentos reforçando formulações consideradas tradicionais/conservadoras no campo.

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8654909
PDF

Referências

AFFONSO, J. Empresa que construiu ciclovia que ruiu é da família do secretário de Turismo do Rio.Jornal Estadão, 21 abr. 2016. Disponível em: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/empresa-queconstruiu-ciclovia-que-ruiu-e-da-familia-do-secretario-de-turismo-do-rio/. Acesso em: 23 maio 2017.

BERTOLOTTO, R. Vilas olímpicas do Rio sofrem com tiros, atrasos e lixo. Uol, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/olimpiadas/2016/08/05/vilas-olimpicas-do-rio-sofrem-com-tiros-atrasos-e-lixo.htm. Acesso em: 05 mar. 2019.

BRACHT, V. Educação Física e ciência: cenas de um casamento (in)feliz. Ijuí: Ed. Unijuí, 1999.

BRASIL. Lei das Eleições nº 9.504/97 de 30 de Setembro de 1997. 1997. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9504.htm. Acesso em: 10 maio 2017.

BRASIL. Lei nº 12034/09, de 29 de Setembro de 2009. 2009. Disponível em: http:// www. planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l12034.htm. Acesso em: 10 maio 2017.

BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Calendário Eleitoral para as eleições municipais 2016. Disponível em: http://www.tse.jus.br/eleicoes /eleicoes-2016/calendario-eleitoral. Acesso em: 13 abr. 2017.

CANDAL, E. B. O projeto neoliberal e a educação física esportivizante no alto do pódio: os planos de governos dos candidatos a prefeito do Rio de Janeiro e suas relações com a V MINEPS (UNESCO). Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Escola de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

CANDIDATURA MARCELO CRIVELLA E FERNANDO MAC DOWELL. Coligação por um Rio mais humano.Rio de Janeiro: Coligação PRB, 2016.

CANDIDATURA MARCELO FREIXO E LUCIANA BOITEUX. Coligação mudar é possível.Rio de Janeiro: Coligação PSOL, 2016.

CANDIDATURA PEDRO PAULO E CIDINHA CAMPOS. Coligação juntos pelo Rio.Rio de Janeiro: Coligação PMDB, 2016.

CASTELLANI FILHO, L. Política educacional e educação física. Campinas: Autores Associados, 1998.

COELHO, E. Uma esquerda para o capital:o transformismo dos grupos dirigentes do PT (1979-1998). São Paulo: Xamã: 2005.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da educação física.São Paulo: Cortez, 1992.

EVANGELISTA, O. Apontamentos para o trabalho com documentos de política educacional. In: ARAÚJO, R. M. L.; RODRIGUES, D. S. (Org.). A pesquisa em trabalho, educação e políticas educacionais. Campinas, SP: Alínea, 2012. p. 52-71.

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. 6. ed. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 1994.

MAIS da metade das vilas olímpicas do RJ estão fechadas: prefeitura diz que está firmando contratos emergenciais para a manutenção dos locais. Pelo menos 13 das 22 unidades estão fechadas e abandonadas. G1, Rio de Janeiro. Disponível em: https://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/mais-da-metade-das-vilas-olimpicas-do-rj-estao-fechadas.ghtml. DATA16-01-2017. Acesso em: 05 mar. 2019.

MELO, M. P. de. O programa vilas olímpicas na cidade do rio de janeiro no período 2000-2009: a gestão por organismos do chamado terceiro setor antes da lei das OSS (Lei 5026/2009). Movimento, Porto Alegre, v. 23, n. 24, p. 1367-1380, out./dez. 2017.

NEVES, L. M. W. (Org.). Direita para o social e esquerda para o capital: intelectuais da nova pedagogia da hegemonia no Brasil. São Paulo: Xamã, 2010.

OLIVEIRA, S. A. de. Reinventando o esporte.Campinas: Autores Associados, 2001.

QUAINO, L. 'Olimpíada serviu para tornar a cidade mais integrada e mais justa', diz Paes.G1, 2015. Disponível em:http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/olimpiadas/rio2016/noticia/2015/08/olimpiada-serviu-para-tornar-cidade-mais-integrada-e-mais-justa-diz-paes.html. Acesso em: 24 mar. 2019.

RODRIGUES, R. Prefeitura anuncia para maio reabertura de 15 vilas olímpicas. Jornal O Globo, 2017. Disponível em: https://oglobo.globo.com/rio/prefeitura-anuncia-para-maio-reabertura-de-15-vilas-olimpicas-21216429. Acesso em: 05 mar. 2019.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Revista HISTEDBR On-line

Downloads

Não há dados estatísticos.