Indivíduo e história

a questão da formação do sujeito histórico na teoria marxista

Palavras-chave: Indivíduo, História, Subjetividade, Marxismo

Resumo

Este artigo parte da interrogação sobre as conexões e mediações entre indivíduos, subjetividade e história na tradição teórica do marxismo. Resulta de uma investigação teórico-metodológica que aborda a fertilidade do pensamento marxista para compreender as determinações recíprocas entre indivíduo, sujeito e história. Conclui-se que a compreensão do indivíduo como síntese de numerosas relações sociais, da inseparabilidade entre indivíduo e classe nas condições históricas do capitalismo e da história como obra humana são elementos inerentes ao projeto educativo de formação do sujeito histórico no âmbito do marxismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Leonardo Fonseca da Silva, Universidade Federal de Goiás

Professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Referências

ABREU, G. A. de. A deserção da história: o pós-modernismo e o neoliberalismo como armas ideológicas do capital – um mal estar mais que uma ruptura. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

BENSAÏD, D. Marx, o intempestivo: grandezas e misérias de uma aventura crítica. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

DIAS, E. F. Revolução passiva e modo de vida: ensaios sobre as classes subalternas, o capitalismo e a hegemonia. São Paulo: Sundermann, 2012.

DUARTE, N. A individualidade para-si: contribuição a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. 2. ed. Campinas: Autores associados, 1999.

DUARTE, N. A rendição pós-moderna à individualidade alienada e a perspectiva marxista da individualidade alienada. In: DUARTE, N. (org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas: Autores Associados, 2004. p. 219-242.

GARDINER, P. Teorias da história. Lisboa: Fundação Calouste Gulbekian, 1995.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004a. 1 v.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004b. 2 v.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. 4 v.

HABERMAS, J. O discurso filosófico da modernidade. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 2000.

HELLER, A. Uma teoria da história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

LUKÁCS, G. História e consciência de classe: estudos sobre a dialética materialista. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

LUKÁCS, G. Il lavoro. In: LUKÁCS, G. Per uma ontologia dell’essere sociale. Tradução de Ivo Tonet. Revisão de Pablo Polese. Roma: Editora Riuniti, 1981.

LUKÁCS, G. O jovem Marx e outros escritos. Rio de Janeiro: EDUFRJ, 2007.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

MARX, K. O 18 brumário e cartas à Kugelmann. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

MARX, K.; ENGELS, F. A sagrada família. São Paulo: Boitempo, 2003.

MARX, K.; ENGELS, F. Ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, K.; ENGELS, F. Manifesto comunista. São Paulo: Boitempo, 1998.

MÉSZÁROS, I. A teoria da alienação em Marx. São Paulo: Boitempo, 2006.

MÉSZÁROS, I. O desafio e o fardo do tempo histórico. São Paulo: Boitempo, 2007.

MÉSZÁROS, I. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2002.

NETTO, J. P. Relendo a teoria marxista da história. In: SEMINÁRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL, 4., 1997, Campinas. Anais [...]. Campinas: UNICAMP, 1997. p. 74-84. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/seminario/seminario4/trabalhos.htm. Acesso em: 12 out 2014.

PECORARO, R. Filosofia da história. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2009.

PLEKHANOV, G. O papel do indivíduo da história. São Paulo: Expressão Popular, 2006.

RESENDE, A. C. A. Para a crítica da subjetividade reificada. Goiânia: Editora UFG, 2009.

SANFELICE, J. L. Pós-modernidade, globalização e educação. In: LOMBARDI, J. C. (org.). Globalização, pós-modernidade e educação: história, filosofia e temas transversais. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2003. p. 3-12.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, D. Perspectiva marxiana do problema subjetividade-intersubjetividade. In: DUARTE, N. (org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas: Autores Associados, 2004. p. 219-242.

SAVIANI, D. Prefácio à edição brasileira. In: MANACORDA, M. A. Marx e a pedagogia moderna. Campinas: Editora Alínea, 2007.

SAVIANI, D.; DUARTE, N. A formação humana na perspectiva histórico-ontológica. In: SAVIANI, D.; DUARTE, N. (org.). Pedagogia histórico-crítica e a luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 13-36.

SÈVE, L. A personalidade em gestação. SILVEIRA, P.; DORAY, B. (org.). Elementos para uma Teoria Marxista da Subjetividade. São Paulo: Vértice, 1989.

SILVEIRA, P.; DORAY, B. Elementos para uma Teoria Marxista da Subjetividade. São Paulo: Vértice, 1989.

WOOD, E. M. O que é agenda “pós-moderna?” In: WOOD, E. M.; FOSTER, J. B. (org.). Em defesa da história: marxismo e pós-marxismo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. p. 7-22.

Publicado
2019-12-13
Como Citar
Silva, H. L. F. da. (2019). Indivíduo e história. Revista HISTEDBR On-Line, 19, e019054. https://doi.org/10.20396/rho.v19i0.8655132