Centro educacional de Niterói e uma experiência do movimento da matemática moderna

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v21i00.8658602

Palavras-chave:

História das instituições escolares, Arago de Carvalho Backx, História da educação matemática, Ensino de matemática

Resumo

Desde a emergência do campo da História da Educação Matemática no Brasil as pesquisas sobre o Movimento da Matemática Moderna (MMM) se fazem presentes a partir de trabalhos de diferentes naturezas. Neste trajeto se destacam as investigações referentes ao estado de São Paulo. Por outro lado, observa-se um crescente nas pesquisas que tratam de outras movimentações locais. E, o estado do Rio de Janeiro é um desses casos com análises envolvendo propostas do MMM. As pesquisas até então desenvolvidas tratam de algumas experiências institucionalizadas, além de indicarem os agentes envolvidos nessa rede. Neste artigo, baseado em uma dessas pesquisas, tratamos da proposta de Arago de Carvalho Backx no Centro Educacional de Niterói (CEN), na década de 1970. Esse recorte avança em relação à pesquisa mais ampla, pois contextualiza a atuação desse professor, a partir de sua trajetória profissional, do entendimento sobre as origens do CEN, e dos novos questionamentos sobre as fontes, algumas delas mapeadas após a finalização da Dissertação. Consideramos como fonte de pesquisa os documentos oficiais e institucionais, notas e reportagens da imprensa periódica, narrativas elaboradas sobre o ensino de matemática datadas no período analisado, além da literatura sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro de Nogueira Marins, Centro Educacional de Niterói

Mestrado em educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor do Centro Educacional de Niterói (CEN).

Bruno Alves Dassie, Universidade Federal Fluminense

Doutorado em educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Professor Associado da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Referências

AMADO, G. Exposição de motivos do diretor do ensino secundário ao Sr. Ministro da Educação e Cultura. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 30, n. 72, p. 73-78, out./dez. 1958. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/489316/Revista+Brasileira+de+Estudos+Pedag%C3%B3gicos+%28RBEP%29+-+Num+72/3eb1ea7e-17d8-4651-a9c2-380b3ba43a3f?version=1.0. Acesso em: 26 fev. 2019.

AMORIM, C. Entrevista. [Entrevista concedida a] MARINS, P. N. de. Niterói, 1 nov. 2017. Entrevista concedida oralmente.

BACKX, A. C. Entrevista. [Entrevista concedida a] MARINS, P. N. de. Niterói, 30 ago. 2017. Entrevista concedida oralmente.

BACKX. A. C. Avaliação de uma experiência pedagógica em Matemática. Boletim do Gepem. n. 3, p. 15-20, 1977.

BACKX. A.C. Sobre uma experiência educacional em matemática. Cadernos Pedagógicos do CEN, Niterói, v. 7, n. 11, p. 39-65, 1980.

BOLSA na Bélgica. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 02 abr. 1967, 1º Caderno, p. 15. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/089842_07/81012. Acesso em: 12 set. 2019.

BRASIL. Decreto nº 63.914, de 26 de dezembro de 1968. Provê sobre o Programa de Expansão e Melhoria do Ensino Médio (PREMEM) e dá outras providências. Coleção de Leis do Brasil, Brasília, v. 8, p. 454, 1968. Disponível em: https://www2.camara. leg.br/legin/fed/decret/1960-1969/decreto-63914-26-dezembro-1968-405261-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 04 mar. 2019.

BRASIL. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Coleção de Leis do Brasil, Brasília, v. 7, p. 51, 1961. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1996/lei-9394-20-dezembro-1996-362578-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 15 out. 2017.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Coleção de Leis do Brasil, Brasília, v. 5, p. 59, 1971. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1970-1979/lei-5692-11-agosto-1971-357752-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 15 out. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Centro Educacional de Niterói para funcionamento em regime de Escola Experimental (Parecer 310/64). Documenta, Rio de Janeiro, 31, p. 43-47, nov. 1964.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Classes e cursos experimentais. Documenta, Rio de Janeiro, n. 1, p. 25-26, mar. 1962.

BÚRIGO, E. Z. A Matemática moderna na UFRGS: o protagonismo dos professores da universidade. In: FLORES, C.; ARRUDA, J. C. (org.). A matemática moderna nas escolas do Brasil e Portugal: contribuição para a história da educação matemática. São Paulo: Annablume, 2010. p. 89-116.

CENTRO Educacional é exemplo de escola democrática. Última hora, Niterói, p. 1, 18 maio 1962. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/386030/77887. Acesso em: 28 out. 2019.

CINCO colégios no Rio e um em Niterói aplicam com sucesso Método de Papy. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 20 jun. 1971. 1º Caderno, p. 23. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/030015_09/34486. Acesso em: 20 out. 2019.

CONCLUÍDO o bloco “A” do Centro Educacional de Niterói. O Fluminense, Niterói, p. 1 e 5, 28 jan. 1960. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/100439_10/145. Acesso em: 22 out. 2019.

COUTINHO, M. Matemática, o falso fantasma. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, p. 12, 8 jun. 1970. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/089842_08/7646. Acesso em: 22 out. 2019.

D´AMBRÓSIO, B. S. Dinâmica e as consequências do movimento da matemática moderna na educação matemática do Brasil. Campinas: Mercado das Letras, 2017. (Coleção Insubordinação Criativa).

DA COSTA, L. M. F. O movimento da matemática moderna no Brasil: o caso do Colégio de São Bento do Rio de Janeiro. 2014. 166 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

DALCIN, A.; SILVA, S. R. de. Zoltan Dienes e a formação de professores em Porto Alegre em tempos de Matemática Moderna. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, v. 29, n. 62, p. 669-690, set./dez. 2019. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/14141/11307. Acesso em: 03 mar. 2020.

DASSIE, B. A.; CARVALHO, J. B. P. F.; DA COSTA, L. F. As primeiras experiências do movimento da matemática moderna no colégio de São Bento do Rio de Janeiro. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 14, n. 60, p. 363-383, dez. 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640566/8125. Acesso em 03 nov. 2019.

DASSIE, B. A.; DA COSTA, L. F. Dom Ireneu Penna: intelectual, monge, professor e educador matemático. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2., 2014, Bauru. Anais [...]. Bauru: ENAPHEM, 2014. p. 1186-1196.

DASSIE, B. A.; DA COSTA, L. F. O Minicomputador de Papy: vestígios de uma circulação no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 3., 2016, São Mateus. Anais [...]. São Mateus: SBHMat, 2016. p. 851-864.

DASSIE, B. A.; MORAIS, L. M. F. DA C. DE. Apontamentos de matemática de Dom Ireneu Penna: construção de um impresso didático. Zetetiké, Campinas, v. 27, p. 1-22, 2019. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8654231/19300. Acesso em: 02 mar. 2020.

DASSIE, B.A.; MORAES, L.M.F. DA C. DE. O Minicomputador de Papy: uma interpretação sobre sua produção no Brasil. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 22, n. 1, p. 632-657, 2020. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/38944/pdf. Acesso em: 12 jul. 2020.

FEHR, H. F. (Org.). Educação matemática nas Américas: relatório da Segunda Conferência Interamericana sobre educação matemática. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1969.

GARNICA, A. V. M. História oral e educação matemática: de um inventário a uma regulação. Zetetiké, Campinas, v. 11, n. 19, p. 9-55, 2003. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646949/13850. Acesso em: 25 abr. 2019.

GARNICA, A. V. M.; SOUZA, L. A. Elementos de história da educação matemática. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

GATTI JÚNIOR, D. História e historiografia das instituições escolares: percursos de pesquisa e questões teórico-metodológicas. Revista Educação em Questão, Natal, v. 28, n. 14, p. 172-191, 2007. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4469/3660. Acesso em: 20 abr. 2019.

INSTRUÇÕES sobre a natureza e a organização das classes experimentais. Revista Brasileira De Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 30, n. 72, p. 79-83, out./dez. 1958. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/489316/Revista+Brasileira+de+Estudos+Pedag%C3%B3gicos+%28RBEP%29+-+Num+72/3eb1ea7e-17d8-4651-a9c2-380b3ba43a3f?version=1.0. Acesso em: 15 set. 2019.

LIRA, A. T. N. A legislação da educação no Brasil durante a ditadura militar (1964-1985): um espaço em disputa. 2010. 367 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.

LOBO, Y. D. Myrthes: Secretária de Educação e Cultura da Fusão. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 12., 2002, Natal. Anais [...]. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte: Sociedade Brasileira de História da Educação, 2002.

LUZ, C. Matemática moderna: a experiência que ensina. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 15 jun. 1971, Caderno B, p. 4. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/030015_09/34175. Acesso em: 11 out. 2019.

MARINS, P.N.de. O ensino de matemática no Centro Educacional de Niterói (CEN): algumas experiências na década de 1970. 116f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.

MATEMÁTICA. Correio da Manhã. Rio de Janeiro, 29 jan. 1967, 2º Caderno, p. 7. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/089842_07/79392. Acesso em: 12 out. 2019.

NUNES, C. O "velho" e "bom" ensino secundário: momentos decisivos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 14, p. 35-60, maio/ago. 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n14/n14a04.pdf. Acesso em: 12 set. 2019.

O SUPLÍCIO acabou? Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 19 dez. 1969, Caderno B, p. 14. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/030015_08/146391. Acesso em: 15 out. 2019.

OEA promove curso de aperfeiçoamento para professores. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 6 e 7 jul. 1965, 1ª seção, p. 12. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/093718_04/49021. Acesso em: 16 set. 2019.

PALESTRA sobre matemática. Diário de Notícias, Porto Alegre, 27 set. 1970, 2º Caderno, p. 3. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/093726_05/1163. Acesso em: 21 out. 2019.

PAPY, G. Mathématique Moderne. v. 1. Bruxelas: Ed. Didier, 1963.

PAPY, G. Mathématique Moderne. v. 2. Bruxelas: Ed. Didier, 1965.

PAPY, G. Mathématique Moderne. v. 3. Bruxelas: Ed. Didier, 1967.

PAPY, G. Mathématique moderne. v. 5. Bruxelas: Marcel Didier, 1966.

PINHEIRO, D. Entrevista. [Entrevista concedida a] MARINS, P. N. de. Niterói, 11 dez. 2017. Entrevista concedida oralmente.

PROVA será surpresa no Centro Educacional de Niterói. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 23 mar. 1960, 1º caderno, p. 11. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/089842_07/3016. Acesso em: 20 out. 2019.

RIOS, D. F. Memória e história da matemática no Brasil: a saída de Leopoldo Nachbin do IMPA. 2008. 142f. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Universidade Federal da Bahia e Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia, 2008.

ROCHA, R. Entrevista. [Entrevista concedida a] MARINS, P. N. de. Niterói, 24 out. 2017. Entrevista concedida oralmente.

ROCHA, R. Plano pedagógico do CEN: 1972. Niterói, 1972.

RODRIGUES, F. Entre memórias: a criação do curso de professores para o Ensino Normal. In: ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA ORAL, 13., 2016, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2016.

SANTOS, P. S. M. B. O público, o privado e o ensino fluminense (1954-1970): o caso do Centro Educacional de Niterói. 2010. 195 f. Tese (Doutorado em Educação) – Departamento de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

SAVIANI, D. O legado educacional do regime militar. Cadernos CEDES, Campinas, v. 28, n. 76, p. 291-312, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ccedes/v28n76/a02v2876.pdf. Acesso em: 25 out. 2019.

SECRETARIA de Administração: atos do secretário. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 30 jul. 1967, 5ª Seção, p. 6. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/093718_04/68098. Acesso em: 21 out. 2019.

SECRETARIA de Administração: atos do secretário. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 24 nov. 1968, 1ª Seção, p. 14. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/093718_04/79208. Acesso em: 21 out. 2019.

SILVA, L. C. da. Gazzi de Sá compondo o prelúdio da educação musical da Paraíba: uma história musical da Paraíba nas décadas de 30 a 50. 2006. 292 f. Tese (Doutorado em Letras) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2006.

SOARES, F. S. Movimento da matemática moderna no Brasil: avanço ou retrocesso? 2001. 192 f. Dissertação (Mestrado em matemática) – Departamento de Matemática, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2001.

WENZEL, M. L. Dez anos de uma educação em processo. Cadernos Pedagógicos do CEN, Niterói, v. 1, n. 1, p. 11-22, 1972.

Downloads

Publicado

2021-06-01

Como Citar

MARINS, P. de N.; DASSIE, B. A. . Centro educacional de Niterói e uma experiência do movimento da matemática moderna. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e021020, 2021. DOI: 10.20396/rho.v21i00.8658602. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8658602. Acesso em: 19 set. 2021.