Banner Portal
Pedagogia da UNESPAR
Créditos da imagem: Pixabay
PDF

Palavras-chave

História da educação
Ensino superior
Curso de pedagogia
Formação da mulher

Como Citar

SILVA, Beatriz Fernanda Almeida da; STENTZLER, Marcia Marlene. Pedagogia da UNESPAR : campus de Paranavaí e a história da formação de professoras na região noroeste do Paraná. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022002, 2022. DOI: 10.20396/rho.v22i00.8659142. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8659142. Acesso em: 23 jul. 2024.

Resumo

Neste artigo, analisamos o acesso da mulher ao Curso de Pedagogia e o processo sócio-histórico de criação desse curso em âmbito nacional e na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), campus Paranavaí, região noroeste do Estado do Paraná. Nesta instituição o curso foi criado em 1965. Nasceu com a Faculdade de Filosofia Ciências e Letras (FAFI) e foi fundamental para a formação da mulher no ensino superior em um período de escassez de professores formados nas escolas da região. A pesquisa foi realizada por meio de estudo bibliográfico, da legislação, de fontes históricas disponíveis no arquivo do campus da Unespar em Paranavaí e em acervo particular de uma pedagoga formada na primeira turma. A análise de documentos foi entretecida a estudos já publicados na área, como por exemplo Furlan (2008); Aragão e Kreutz (2011); Castro (2018), entre outros. Além disso, consultamos estudantes matriculados no Curso de Pedagogia em 2019, via formulário do google. Dessa forma, por meio da pesquisa, foi possível conhecer a história da criação do curso e da antiga FAFI como parte de um projeto para a formação de professores, expectativas profissionais e perspectivas dos estudantes com a formação obtida no Curso de Pedagogia presencial desta Universidade pública.

https://doi.org/10.20396/rho.v22i00.8659142
PDF

Referências

ALMEIDA, B. Pesquisa junto a acadêmicos do curso de Pedagogia. Paranavaí, 2019.

ALMEIDA, J. S. de. Mulher e educação: a paixão pelo possível. 1. reimp. São Paulo: Ed. da UNESP, 1998.

ALMEIDA, M. B. de; LIMA, M. das G. de. Formação inicial de professores e o curso de Pedagogia: reflexões sobre a formação matemática. Ciência & Educação, Bauru, v. 18, n. 2. Online. 2012. DOI: 10.1590/S1516-73132012000200014. Disponível em: https://bit.ly/3FwkV6Y. Acesso em: 25 set. 2019.

ANDRADE, Â. S. de. Ata da 1ª Sessão Solene de Colação de Grau da FAFI (frente). Livro de Atas de Colação de Grau. Paranavaí, PR, 1970a. 1 fotografia.

ANDRADE, Â. S. de. Ata da 1ª Sessão Solene de Colação de Grau da FAFI (verso). Livro de Atas de Colação de Grau. Paranavaí, PR, 1970b. 1 fotografia.

ARAGÃO, M.; KREUTZ, L. Representações acerca da mulher-professora: entre relatos históricos e discursos atuais. História da Educação, Porto Alegre, v.15, n. 34, 2011. Disponível em: https://bit.ly/3mytQvQ. Acesso em: 15 out. 2021.

ARAÚJO, S. A. C. Professora Júlia Wanderley: uma mulher-mito (1874-1918). Curitiba: Ed. UFPR, 2013.

ARIOCH, D. Fafipa, a faculdade mais antiga do noroeste do Paraná. Paranavaí, 05 abr. 2013a. Disponível em: https://bit.ly/300oli7. Acesso em: 15 out. 2021.

ARIOCH, D. Primeira sede da Fafipa. Paranavaí, 05 abril 2013b. 1 fotografia. Disponível em: https://bit.ly/3ED1hVw. Acesso em: 15 out. 2021.

ÁVILA, R. C.; PORTES, É. A. Notas sobre a mulher contemporânea no ensino superior. Mal-estar e sociedade, Barbacena, ano II, n. 2, p. 91-106, jun. 2009. Disponível em: https://bit.ly/3Aq5EAQ. Acesso em: 28 maio 2021.

BARROSO, C. L. de M.; MELLO, G. N. de. O acesso da mulher ao ensino superior brasileiro. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n. 15, 1975. Disponível em https://bit.ly/3lqvUqo. Acesso em: 15 dez. 2019.

BELTRÃO, K. I.; ALVES, J. E. D. A reversão do hiato de gênero na educação brasileira no século XX. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 136, 2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-15742009000100007. Disponível em: https://bit.ly/3Dp11ZA. Acesso em: 16 out. 2019.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer nº 252/1969. Estudos pedagógicos superiores. Mínimos de conteúdos e duração para o curso de graduação em pedagogia. Relator: Valnir Chagas. Documenta. Brasília, n. 100, 1969a. p. 101-179.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Resolução nº 2, de 11 de abril de 1969. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a serem observados na organização do Curso de Pedagogia. Documenta. Brasília, n. 100, 1969b. p. 113-117.

BRASIL. Decreto n° 3.276, de 6 de dezembro de 1999. Dispõe sobre a formação em nível superior de professores para atuar na educação básica, e dá outras providências. Disponível em: https://bit.ly/3BxPQgE. Acesso em: 17 nov. 2019.

BRASIL. Decreto-lei nº 1.190, de 4 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Disponível em: https://bit.ly/2YBzhSf. Acesso em: 20 nov. 2019.

BRASIL. Lei nº 5.540 de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, 1968. Disponível em: https://bit.ly/3DoZZNd. Acesso em: 28 dez. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial União: seção 1, Brasília, DF, p. 27833, 27 dez. 1996.

BRASIL. MEC. Decreto nº 3.554, 7 de agosto de 2000. Dispõe sobre a formação em nível superior de professores para atuar na educação básica, e dá outras providências. Disponível em: https://bit.ly/3Btfgfo. Acesso em: 17 nov. 2019.

BRASIL. MEC. Resolução CNEP/CP nº 01, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Pedagogia, Licenciatura. Diário Oficial da União. Brasília 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: https://bit.ly/3aozFq2. Acesso em: 18 nov. 2019.

CASTRO, N. S. E. Um olhar para as estudantes mulheres do curso de Pedagogia a distância da UFRGS. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Trad. de Maria Manuela Galhardo. Lisboa: Difusão, 1988.

CORBUCCI, P. R.; KUBOTA, L. C.; MEIRA, A. P. B. Reconfiguração estrutural da educação superior privada no Brasil: nova fase da mercantilização do ensino. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Brasília: Rio de Janeiro: Ipea, 2016. Disponível em: https://bit.ly/3oMMgMf. Acesso em: 28 dez. 2019.

FURLAN, C. M. A História do curso de pedagogia no Brasil: 1939-2005. Disponível em: https://bit.ly/3bIqFN9. Curitiba: PUC, 2008. Acesso em: 15 out. 2021.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Mulheres ganham 76% da remuneração dos homens. 2019. Disponível em: https://bit.ly/3FwFIHf. Acesso em: 28 dez. 2019.

JUS BRASIL. Decreto Federal n° 69.599, de 23 de novembro de 1971. Reconhecimento a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Paranavaí-Pr. Diário Oficial da União. Brasília, 26 de novembro de 1971, Seção 1, p. 2. Disponível em: https://bit.ly/3o1y3sC. Acesso em: 15 out. 2021.

LE GOFF, J. História e memória. Tradução de Bernardo Leitão et al. Campinas; São Paulo: Ed. da Unicamp, 1990. (Coleção Repertórios).

PARANÁ (Estado). Conselho Estadual de Educação. Câmara de Educação Superior. Processo nº 1673, de 07 de novembro de 2007. Curitiba: CEE, 2007. p. 2. Disponível em: https://bit.ly/2YE6Pji. Acesso em: 07 nov. 2021.

PARANÁ (Estado). Lei nº 9.466, de 12 de dezembro de 1990. Disponível em: https://bit.ly/3o0L0Da. Acesso em: 15 out. 2021.

PARANÁ (Estado). Lei nº 9.663, de 16 de julho de 1991. Transforma em Autarquias as Fundações Estaduais que menciona e adota outras providências. Curitiba, Paraná, 16 de julho de 1991. Disponível em: https://bit.ly/3myt9me. Acesso em: 28 dez. 2019.

PARANÁ (Estado). Lei nº 13.283, de 25 de outubro de 2001. Integram em uma só autarquia, denominada Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, as entidades de ensino superior que especifica e adota outras providências. Disponível em: https://bit.ly/3uWwFuo. Acesso em: 28 dez. 2019.

PARANÁ (Estado). Lei nº 15.300, de 28 de setembro de 2006. Integra em autarquia denominada Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP, as Faculdades Estaduais que especifica. Disponível em: https://bit.ly/3oNv8G8. Acesso em: 28 dez. 2019.

PARANÁ (Estado). Lei nº 17.590 de 12 de junho de 2013. Disponível em: https://bit.ly/3lycFvj. Acesso em: 28 dez. 2019.

PARANAVAÍ (Município). Lei nº 389 de 27 de outubro de 1965. Cria o Fundo Municipal Ensino Superior. Paranavaí, 1965. (Arquivo digitalizado).

PARANAVAÍ (Município). Lei nº 555 de 23 de junho de 1971. Altera o Fundo Municipal Ensino Superior. Paranavaí, 1971. (Arquivo digitalizado).

SCOTT, J. W. História das mulheres. In: BURKE, P. (org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: UNESP, 1992.

STENTZLER, M. M. Escolas complementares: um novo modelo de escola para formação de professores na região do Contestado (1928-1938). Práxis Educativa, v. 13, n. 3, p. 769-783. set./dez. 2018. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.13i3.0008. Disponível em: https://bit.ly/3Fz9QSo. Acesso em: 20 dez. 2019.

UNESPAR. Universidade Estadual do Paraná. Comissão Central Concurso Vestibular. Relatório candidato/vaga 2018-2019. Disponível em: https://bit.ly/3FxxcHZ. Acesso em: 18 dez. 2019.

UNESPAR. Universidade Estadual do Paraná. PROGRAD: Pró reitoria de ensino de graduação. Relatório da base de dados: registros acadêmicos. Paranavaí, 2018. Disponível em: https://bit.ly/3BtXIQk. Acesso em: 20 nov. 2019.

UNESPAR. Universidade Estadual do Paraná. PROGRAD: Pró reitoria de ensino de graduação. Relatório de matrículas no ano de 2019. Paranavaí, 2019.

VESSONI, B. Convite de formatura. 1970. 1 fotografia.

VESSONI, B. Diploma de licenciado em pedagogia. 1972. 1 fotografia.

VESSONI, B. Ficha individual de estudante. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Paranavaí, 1966.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Beatriz Fernanda Almeida da Silva, Marcia Marlene Stentzler

Downloads

Não há dados estatísticos.