Eco “conteudista"

o discurso neoliberal em contraposição a prioridade do conteúdo escolar na pedagogia histórico-crítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v22i00.8664554

Palavras-chave:

Pedagogia histórico-crítica, Prioridade dos conteúdos, Teoria curricular, Neoliberalismo

Resumo

O presente artigo analisa a importância dada pela Pedagogia Histórico-Crítica aos conteúdos escolares e a construção curricular, realizando um contraponto com o discurso neoliberal contrário a função principal dos conteúdos dentro da prática pedagógica; denominando “conteudista” os docentes e as propostas pedagógicas que procuram realizar o processo de transmissão-assimilação dos conhecimentos científicos, artísticos e filosóficos evidenciado nos conteúdos escolares. Orientando-se pela nossa própria prática docente e pelo nosso próprio desenvolvimento da síncrese, abstração/análise e síntese diante da pedagogia analisada, desdobramos os principais conceitos que envolvem a teoria curricular e os conteúdos escolares como prioritários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Tadeu de Oliveira Rocha, EMEIF Professor Affonso Basile

Graduação em História pela Universidade de Sorocaba. Professor da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Professor Affonso Basile, Angatuba/SP (EMEIF Professor Affonso Basile). 

Luciana Cristina Salvatti Coutinho, Universidade Federal de São Carlos

Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Docente da Universidade Federal de São Carlos. 

Referências

BRASIL. LDB, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Casa Civil. Disponível: https://bit.ly/3v08HyB. Acesso: 16 nov. 2020.

DUARTE, N. A individualidade para si. Contribuição a uma teoria histórico-crítica da formação do indivíduo. Edição Comemorativa. Campinas, SP: Autores Associados, 2013. DOI: https://doi.org/10.9771/gmed.v5i2.9699

DUARTE, N. Educação escolar e formação humana omnilateral na perspectiva da pedagogia histórico-crítica. In: LOMBARDI, J. C. Crise capitalista e educação brasileira. Uberlândia, MG: Navegando Publicações, 2017. cap. 5, p. 101-122.

DUARTE, N. et al. O marxismo e a questão dos conteúdos escolares. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL, 9., 2012, João Pessoa, Anais Eletrônicos [...]. João Pessoa: UFPB, 2012. Disponível em: https://bit.ly/3aaSVr3. Acesso em: 20 nov. 2020.

DUARTE, N. Os conteúdos escolares e a ressureição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

DUARTE, N. Por que é necessário uma análise crítica marxista do construtivismo? In: SAVIANI, D.; LOMBARDI, J. C. (org.). Marxismo e educação: debates contemporâneos. Campinas, SP: Autores Associados: HISTEDBR, 2005. p. 203-221.

DUARTE, N. Sociedade do conhecimento ou sociedade das ilusões?: quatro ensaios crítico-dialético em filosofia da educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

DUARTE, N.; MARTINS, L. M. As contribuições de Aleskei Nikolaevich Leontiev para o entendimento da relação entre educação e cultura em tempos de relativismo pós-moderno. In: FERRO, O. M.; LOPES, Z. A. (Org.). Educação e cultura: lições históricas do universo pantaneiro. Campo Grande: UFMS, 2013. p. 49-74.

GALLO, S. Currículo: entre disciplinaridades, interdisciplinaridades... e outras ideias! Salto para o Futuro – Currículo, conhecimento e cultura. [S.l]: MEC: SEED, ano XIX, n. 1, abr. 2009. p. 15-27.

GALVÃO, A. C.; LAVOURA, T. N.; MARTINS, L. M. Fundamentos da didática histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2019.

LIMA, M. R.; LOMBARDI, J. C.; DOMINSCHEK, D. L. A pedagogia histórico-crítica no âmbito da educação brasileira: do senso comum à práxis revolucionária na educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. 1-17, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8655835. Disponível em: https://bit.ly/3Fkjbxz. Acesso em: 20 nov. 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8655835

MALANCHEN, J. A pedagogia histórico-crítica e o currículo: para além do multiculturalismo das políticas curriculares nacionais. 2014. 234 f. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Letras, 2014. Disponível em: https://bit.ly/3abV6ub. Acesso em: 16 nov. 2020.

MALANCHEN, J. Cultura, conhecimento e currículo: contribuições da pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

MANACORDA, M. A. Marx e a pedagogia moderna. São Paulo: Cortez, 1991.

SANTOS, I. R. dos; SILVA, R. H. dos R. Crítica às políticas de (con)formação docente em educação especial/inclusiva no Brasil. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 3, p. 906–924, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i3.8650918. Disponível em: https://bit.ly/3oCFfNI. Acesso em: 20 nov. 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/rho.v17i3.8650918

SAVIANI, D. Educação escolar, currículo e sociedade: o problema da Base Nacional Comum Curricular. Movimento-revista de educação, n. 4, 9 ago. 2016. DOI: https://doi.org/10.22409/movimento2016.v0i4.a20909

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 19. ed. Campinas: Autores Associados, 2013a.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 36. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2003a.

SAVIANI, D. Importância do conceito de “clássico” para a pedagogia. In: Teixeira Júnior A. (org.). Marx está vivo! Maceió: [S. n.], 2010. p. 15-28. Disponível em: https://bit.ly/3FF0B35. Acesso em: 20 nov. 2020.

SAVIANI, D. O conceito dialético de mediação na pedagogia histórico-crítica em intermediação com a psicologia histórico-cultural. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 26-43, jun. 2015. DOI:http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v7i1.12463. Disponível em: https://bit.ly/3ae6sht. Acesso em: 20 nov. 2020. DOI: https://doi.org/10.9771/gmed.v7i1.12463

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2003b.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2013b.

SAVIANI, D.; DUARTE, N. A formação humana na perspectiva histórico-ontológica.

Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 45, set./dez. 2010. Disponível em: https://bit.ly/3oTSwSi. Acesso em: 19 nov. 2020.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 1992. Conhecido como Coletivo de autores.

VIANA, M. L. D. A relação entre teoria e prática: afinal, qual o lugar da prática na formação de professores? In: SANTOS, C. F. dos (org.). Crítica ao esvaziamento da educação escolar. Salvador, BA: EDUNEB, 2013. cap. 10, p. 181-206.

Downloads

Publicado

2022-03-31

Como Citar

ROCHA, D. T. de O.; COUTINHO, L. C. S. . Eco “conteudista" : o discurso neoliberal em contraposição a prioridade do conteúdo escolar na pedagogia histórico-crítica. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022009, 2022. DOI: 10.20396/rho.v22i00.8664554. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8664554. Acesso em: 10 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>