Banner Portal
A práxis pedagógica em Makarenko e a construção de uma humanidade nova
Créditos da imagem: Pixabay
PDF

Palavras-chave

Práxis
Revolução Russa
Formação humana
Makarenko

Como Citar

NOBRE, I. S.; SOUSA JUNIOR, J. A práxis pedagógica em Makarenko e a construção de uma humanidade nova. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022044, 2022. DOI: 10.20396/rho.v22i00.8665325. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8665325. Acesso em: 24 set. 2023.

Resumo

Este artigo é produto de uma pesquisa em andamento, tendo como objeto de análise a práxis pedagógica de Makarenko, tomando como base a obra “Poema Pedagógico”. O artigo inicia-se com uma discussão em torno da categoria práxis, em que se destacam duas questões principais: em primeiro lugar, a afirmação da práxis como categoria central do materialismo dialético; em segundo lugar; a afirmação do seu princípio educativo, decisivo tanto para a formação humana em geral, quanto para a formação do homem e da mulher novos. Depois dessa primeira parte, o artigo dedica-se a uma contextualização da Revolução Russa necessária para a compreensão das condições do surgimento e do desenvolvimento da práxis pedagógica de Makarenko. Por fim, no intuito de compreender os fundamentos da práxis pedagógica de Makarenko e sua contribuição para a pedagogia socialista e para a construção da sociedade soviética, empreende-se a análise da experiência da Colônia Gorki segundo as reflexões do “Poema Pedagógico”. A partir da análise das ricas experiências práticas e contribuições teóricas de Makarenko, este artigo pretende ser uma contribuição para a atualização das perspectivas pedagógicas transformadoras.

https://doi.org/10.20396/rho.v22i00.8665325
PDF

Referências

BARATA-MOURA, J. Ideologia e prática. Lisboa: Caminho, 1978.

BAUER, C.; BUFFA, E. A obra de Makarenko na visão brasileira. In: FILONOV, G. N. (Org.). Anton Makarenko. Tradução Ester Buffa. Recife: Fundação Joaquim Nabuco: Massangana, 2010. (Coleção Educadores).

BITTAR, M.; FERREIRA JUNIOR, A. “A educação na Rússia de Lênin”. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, núm. esp., p. 377-396, abr. 2011. Disponível em: https://bityli.com/noYxTJvUmX. Acesso em: 09 abr. 2014.

BROUÉ. P. O Partido Bolchevique. São Paulo: Sudermann, 2014.

ENGELS, F. A origem da família e da propriedade privada e do estado. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1984.

FREITAS, L. C. A luta por uma pedagogia do meio: revisitando o conceito. In: PISTRAK, M. M. (org.). A escola comuna. Tradução de Luiz Carlos de Freitas e Alexandra Marenich. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

GOLDMAN, W. Mulher, estado e revolução: política familiar e vida social soviética (1917-1936). São Paulo: Boitempo, 2014.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LENIN, V. I. As tarefas das Uniões da Juventude (Discurso no III Congresso de Toda a Rússia da União da Juventude da Rússia). Edições Avante – III TOMO - Obras escolhidas. São Paulo: Alfa-Omega, 1980.

LUKÁCS, G. La letteratura sovietica. Firenze: Riuniti, 1955.

LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

LUKÁCS, G. Prolegômenos para uma ontologia do ser social: questões de princípios para uma ontologia hoje tornada possível. Tradução de Lya Luft e Rodnei Nascimento. São Paulo: Boitempo, 2010.

MAKARENKO, A. Poema pedagógico. Madrid, ES: Ediciones Akal, 2017.

MAKARENKO, A. Poema pedagógico. São Paulo: Editora 34, 2005.

MARX, K. O Capital – crítica da economia política. V. 2. Tradução de Regis Barbosa e Flávio R. Kothe. São Paulo: Nova Cultural 1996. (Coleção Os Economistas).

OYAMA, E. R. Lênin, educação e revolução na República dos Sovietes. 2010. Tese (Doutorado). Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro, 2010. Disponível: https://bityli.com/fJDvBIKql. Acesso em: 04 nov. 2022.

ROCHA, A. P.; LOMBARDI, C. Escola-Comuna P.N. Lepeshinsky e Colônia Gorki: contribuições teórico-metodológicas fundamentais para a compreensão da educação soviética. SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS “HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL”, 9., 2012, João Pessoa, PB. Anais [...]. João Pessoa, PB: Universidade Federal da Paraíba, 2012. Disponível em: https://bityli.com/cCaINMmcf. Acesso em: 22 set. 2019.

SERGE, V. O ano I da Revolução Russa. São Paulo: Boitempo, 2007.

SOUSA JUNIOR, J. O Princípio Educativo da Práxis: atualizando o debate teórico da relação trabalho e educação. In: BATISTA, E. L.; MÜLLER, M. T. (Org.). Realidades da Educação Profissional no Brasil. Campinas, SP: Alínia, 2015. p. 65-84.

SOUSA JUNIOR, J. Princípio educativo e emancipação social: validade do trabalho e pertinência da práxis. In: MENEZES NETO, A. J. de (Org.). Socialismo e Educação. Belo Horizonte: Fino Traço, 2013. p. 49-62.

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciências Sociales - CLACSO; São Paulo: Expressão Popular, 2007.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Revista HISTEDBR On-line

Downloads

Não há dados estatísticos.