A pesquisa em educação no Brasil e a constituição do campo

Autores

  • Marisa Bittar Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v9i33.8667054

Palavras-chave:

Pesquisa em educação, Campo científico, Pós-graduação

Resumo

O objetivo deste artigo é estudar a relação entre a pesquisa em educação no Brasil e a construção do campo científico com base no referencial teórico de Pierre Bourdieu. Para este autor, é a disputa que se estabelece pelo monopólio da competência científica que caracteriza as relações inerentes à atividade de pesquisa, já que o campo científico é lugar de luta política e, por isso, determina aos pesquisadores os problemas, indissociavelmente políticos e científicos, além de seus métodos e estratégias, estas, por sua vez, também políticas. Partindo da premissa de que a pesquisa em educação no Brasil tem uma história que começa com a fundação do Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos (1938), portanto bem antes da criação dos Programas de Pós-Graduação nas universidades (1965), o artigo apresenta as características dessas duas fases mostrando que a disputa pelo capital científico é um aspecto mais típico da segunda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marisa Bittar, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo. Professora Titular de História, Filosofia e Políticas da Educação da Universidade Federal de São Carlos. 

Referências

BITTAR, Marisa.O estado da arte em História da Educação após 1985: um campo em disputa. Campinas: HISTEDBR/UNICAMP, 2005. Acessado em: http://www.histedbr.fae.unicamp.br/navegando/artigos_frames/artigo_078.html

BUFFA, Ester. A questão das fontes de investigação em História da Educação. Série estudos. Campo Grande, n.° 12, p. 79-86, jul./dez., 2001.

BUFFA, Ester. Ideologias em conflito: escola pública e escola privada. São Paulo: Cortez e Moraes, 1979.

BUFFA, Ester. Uma trajetória acadêmica. In: MONARCHA, Carlos (org.). História da educação brasileira: formação do campo. 2ª ed. Prefácio de António Nóvoa. Ijuí: Editora Unijuí, 2005. p. 147-200.

BOURDIEU, Pierre. Método científico e hierarquia social dos objetos. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio (Orgs.) Escritos de educação (Pierre Bourdieu). 3ª ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2001, p. 33-38.

BOURDIEU, Pierre. Campo Científico. In: ORTIZ, Renato (org.). Pierre Bourdieu. 2 ª ed. São Paulo: Editora Ática, 1994, p. 122-155.

CAMPOS, Maria Malta; FÁVERO, Osmar. A pesquisa em educação no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.º 88, p. 5-17, fev. 1994.

CUNHA, Luiz Antônio. Os (des)caminhos da pesquisa na pós-graduação em educação. Curitiba, UFPR, 1978, mimeo.

CUNHA, Luiz Antônio. Quatro décadas de Pós-Graduação em Educação no Brasil: persistências e mudanças. Aula Magna proferida no PPGE da Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, ago. 2006. (apontamentos feitos pela autora).

CUNHA, Luiz Antônio. A atuação de Dermeval Saviani na Educação Brasileira: um depoimento. In: SILVA Jr., Celestino Alves da (Org.). Dermeval Saviani e a educação brasileira: o Simpósio de Marília. São Paulo: Cortez Editora, 1994. p. 41-62.

CURY, Carlos Jamil. Ideologia e educação brasileira: católicos e liberais. São Paulo: Cortez e Moraes, 1978.

FERREIRA Jr., Amarilio; BITTAR, Marisa. O marxismo como referencial teórico nas dissertações de mestrado em educação da UFSCar (1976-1993). Cadernos CEMARX, Campinas (UNICAMP), n. 2, v. 1, p. 65-71, 2005.

GAMBOA, Silvio Ancízar Sanchez. A dialética na pesquisa em educação: elementos de contexto. In: FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 1989. p. 91-115.

GANDINI, Raquel Pereira Chainho. Anísio Teixeira: limites da pedagogia liberal. In: MORAES, Reginaldo et al (org.). Inteligência brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1986. p. 77-100.

GATTI, Bernadete Angelina. O doutorado em educação da PUC/SP e o mestrado em educação da UFSCar. In: SILVA Jr., Celestino Alves da (Org.). Dermeval Saviani e a educação brasileira: o Simpósio de Marília. São Paulo: Cortez Editora, 1994. p. 77-85.

GOERGEN, Pedro. A pesquisa educacional no Brasil: dificuldades, avanços e perspectivas. Em Aberto, Brasília, n.º 31, p. 01-18, jul./set. 1985.

GOUVEIA, Aparecida Joly. Algumas reflexões sobre a pesquisa educacional no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro, v. 60, n. 136, p. 496-500, out./dez. 1974.

MENDES, Durmeval Trigueiro. Indicações para uma política da pesquisa da educação no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro, v. 60, n. 136, p. 481-495, out./dez. 1974.

NOSELLA, Paolo; BUFFA, Ester. A educação negada: Introdução ao estudo da educação brasileira contemporânea. São Paulo: Cortez Editora, 1991.

PPGE/UFSCar. Projeto de Doutorado em Educação. São Carlos, 1990.

SANFELICE, José Luis. A pesquisa histórico-educacional: impasses e desafios. In: LOMBARDI, José Claudinei (org.). Pesquisa em Educação: História, Filosofia e Temas Transversais. Campinas: Autores Associados; HISTEDBR; Caçador: UnC, 1999. p. 33-42.

SAVIANI, Dermeval. Entrevista. Informando do PPGE: Número Especial de Aniversário do Programa. São Carlos, n. 5, jun./jul., 2001.

SAVIANI, Dermeval; GOLDBERG, Maria Amélia. Universidade Federal de São Carlos: mais um programa de pós-graduação em Educação?. Cadernos de Pesquisa. n. 16. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1976.

SAVIANI, Dermeval. Entrevista a Marisa Bittar e Amarilio Ferreira Jr. Campinas, UNICAMP, 19 de julho, 1995.

SCHWARTZMAN, Simon; BOMENY, Maria Helena; COSTA, Vanda Maria Ribeiro. Tempos de Capanema. 2ª ed. São Paulo: Paz e Terra; Fundação Getúlio Vargas, 2000. TEIXEIRA, Anísio S. Centro brasileiro de pesquisas educacionais. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, v. XXVIII, n.º 59, p.118-136, jul.-set. 1955.

TUNARI, Leonor Maria. A historiografia da educação brasileira: uma contribuição para o seu estudo na década anterior à da instalação dos cursos de Pós-Graduação. In: MONARCHA, Carlos; NÓVOA, António (Org.). História da educação brasileira: formação do campo. 2ª ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2005. p. 227-250.

WARDE, Mirian. O papel da pesquisa na pós-graduação em educação. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, n.º 73, maio, 1990. p. 67-75.

VIDAL, Diana Gonçalves; FARIA FILHO, Luciano Mendes de. História da educação no Brasil: a constituição histórica do campo (1880-1970). Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 23, n.º 45, pp. 37-70, 2003.

Downloads

Publicado

2009-03-15

Como Citar

BITTAR, M. A pesquisa em educação no Brasil e a constituição do campo. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 33, p. 3–22, 2009. DOI: 10.20396/rho.v9i33.8667054. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8667054. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos