Recriações à venda? Sophie Taeuber-Arp e o caso da terceira Bienal de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24978/mod.v4i2.4532

Palavras-chave:

Sophie Taeuber-Arp. Recriações ou réplicas. Bienal de São Paulo. Mercado de Arte.

Resumo

Depois de receber prêmio de aquisição na I Bienal de São Paulo, Sophie Taeuber-Arp ganhou grande exposição em sua homenagem na III Bienal, de 1955. Para isso, a Embaixada Suíça organizou, conjuntamente com Jean Arp, a exposição das obras dessa artista, que morrera prematuramente, mas que tinha deixado contribuição seminal para a arte de tendência construtiva. O fato é que a sala especial de Taeuber-Arp na Bienal foi e ainda é a exposição mais completa de suas obras. Na sala expositiva da artista havia, além de pinturas, fotografias, maquete e relevos. Aquilo que não poderia ser trazido foi copiado em fotografia ou mesmo em pintura. Não havendo material explicativo sobre a origem de cada obra, de que se tratava de fotografia ou até mesmo réplica de trabalhos desaparecidos, ou inacessíveis, o público que visitava a Bienal poderia ser confundido pela impressão de que tudo ali fora realmente produzido pela artista suíça, o que não era verdade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Mari, Universidade de Brasília

Professor do curso de Teoria, Crítica e História da Arte da Universidade de Brasília. Desenvolve pesquisa sobre arte brasileira com ênfase na história da crítica de arte no Brasil.

Referências

ARP, J. Sophie Taeuber-Arp: Kestner-Gesellschaft [Hannover, 07/01/1955- 13/02/1955]. Hannover: Vandrey, 1955, s/p.

BALL, H. Flight Out Of Time. Berkeley: University of California Press, 1996.

BONDUKI, N. Origens da habitação social no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade, 1999.

BONOMI, M. Lettera dal Brasile. Rivista I 4 soli – Rassegna d’arte attuale, Roma/Venezia, anno 2, n. 5, set.-out. 1955.

CARAMEL, L; THOMAS, A. Max Bill. Locarno: Pinacoteca Communale Casa Rusca; Lugano: Fidia Edizione d'Arte, 1991.

_____. Sophie Taeuber-Arp. Milano: Galleria Narciso, 13 out. a 14 nov. 1973.

CARTA de Francisco Matarazzo Sobrinho para Raul Bopp, 26 out.1954, Arquivo Wanda Svevo, Fundação Bienal de São Paulo.

CARTA do Departamento Federal do Interior da Suíça (DFIS) para Francisco Matarazzo Sobrinho, 11 out. 1954, Arquivo Wanda Svevo, Fundação Bienal de São Paulo.

CARTA de Marguerite Hagenbach para Alfred Hentzen, 07 abr. 1955. Arquivo Stiftung Arp, Berlim.

CARTA de Marguerite Hagenbach para Hernn Scherrer, circa 1955. Arquivo Stiftung Arp, Berlim.

CATÁLOGO III BIENAL DE SÃO PAULO. São Paulo: FBSP, 1955.

CATÁLOGO JEAN ARP, SOPHIE TAEUBER-ARP: Kestner-Gesellschaft [Hannover, 07 ja. a –13 fev. 1955]. Hannover: Vandrey, 1955.

CATÁLOGO SUÍÇA: Sophie Taeuber-Arp, Alois Carigiet, Hans Fischer. Berna: Departamento Federal do Interior da Suíça, Benteli S. A.1955.

DEGAND, Léon, & Sérgio Milliet. Do figurativismo ao abstracionismo [exposição]. São Paulo: Museu de arte Moderna, 1949.

DORFLES, G. Ultime tendenze nell'arte d'oggi: dall'informale al neo-oggettuale. Milano: Feltrinelli Editore, 1999.

FERRAZ, G. Sophie Taeuber-Arp. O Estado de São Paulo, sem data. Arquivo Wanda Svevo, Fundação Bienal de São Paulo, Dossiê Sophie Taeuber-Arp, 1955.

GUILBAUT, S. Respingos na parada modernista: uma invasão da arte abstrata no Brasil, 1947-1948. ARS (São Paulo), São Paulo, v. 9, n. 18, p. 148-173, 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-53202011000200010&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 03 mar. 2020.

GULLAR, F. Etapas da arte contemporânea: do cubismo ao neoconcretismo. São Paulo: Nobel, 1985.

HÜTTINGER, Eduard. Max Bill. Zürich: ABC Verlag, 1977.

KUTHY, S. Sophie Taeuber, Jean Arp: Künstlerpaare. Wuppertal, Berna: Kunstmuseum Bern, Stiftung Jean Arp und Sophie Taeuber-Arp, Rolandseck, Von der Heydt-Museum, 1988/1989.

LANCHNER, Carolyn. Sophie Taeuber-Arp. New York: The Museum of Modern Art, 1981.

OSÓRIO, L. C. Abraham Palatnik. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

PEDROSA, M. As pedras de Arp. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, Primeiro Caderno, 27 mai., p?, 1958.

SCHMIDT, Georg; WEBER, Hugo. Sophie Taeuber-Arp. Basel: Holbein-Verlag, 1948.

SEUPHOR, Michel. L’art abstrait. Ses origines, ses premiers maîtres. Paris: Maeght, 1949.

_____. Mission spirituelle de Tart à propos de l’oeuvre de Sophie Taeuber-Arp et de Jean Arp. Paris: Berggruen, 1953.

SMITHSON, A. P. The heroic period of modern architecture. New York: Rizzoli, 1981.

Downloads

Publicado

2020-05-12

Como Citar

MARI, M. Recriações à venda? Sophie Taeuber-Arp e o caso da terceira Bienal de São Paulo. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 74–89, 2020. DOI: 10.24978/mod.v4i2.4532. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8662847. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos - Colaborações