Culturalidades brasileiras

arte decorativa no salão nacional de belas artes (1930-1940)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v6i3.8670317

Palavras-chave:

Exposição, Arte decorativa, Arte aplicada, Escola nacional de belas artes, Salão nacional de belas artes

Resumo

O artigo apresenta e analisa as obras expostas na Seção de Artes Decorativas/Artes Aplicadas dos Salões Nacionais de Belas Artes nas décadas de 1930 e 1940, no Rio de Janeiro. A partir da análise dos catálogos e das obras, investigamos a relação entre temáticas, tipologias e seu diálogo com o ensino de arte decorativa da Escola Nacional de Belas Artes nos anos que precederam a criação do curso universitário de Arte Decorativa, inaugurado em 1948. A temática nacional, inicialmente apresentada por trabalhos inspirados na arte indígena e na estilização da flora e fauna locais, gradativamente dá espaço para uma arte decorativa com temas étnicos e culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcele Linhares Viana, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Docente e coordenadora do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Patrimônio Cultural do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Membro do Comitê Brasileiro de História da Arte.

Referências

ANUÁRIO DO MNBA. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, 1938- . 1940, 1943, 1947-1948.

ARTE MARAJOUARA. Bellas Artes, ano III, n.26-27, p. xx-xx, ago. 1937.

Catálogos Exposições Gerais de Belas Artes / Salão Nacional de Belas Artes: anos 1930-34, 1936, 1938-1942, 1944-1945, 1947-1949. Acessados nos arquivos da Biblioteca Nacional, Biblioteca do Museu Dom João VI (Escola de Belas Artes – Universidade Federal do Rio de Janeiro) e Biblioteca Edmundo Muniz (FUNARTE – Rio de Janeiro).

COELHO, E. da S. O Nacionalismo em Theodoro Braga: posturas e inquietações na construção de uma arte brasileira. 2009. Tese (Doutorado em Artes Visuais) – Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

GALVÃO, A. Exposições. Bellas Artes, Rio de Janeiro, ano IV, n.39-40, n.p, jul./ago.1938.

LEHMKUHL, L. O Café de Portinari na Exposição do Mundo Português: modernidade e tradição na imagem do Estado Novo Brasileiro. Uberlândia: EDUFU, 2011. DOI: https://doi.org/10.14393/EDUFU-978-85-7078-248-9

LEITE, R. da R. As Exposições Gerais de Belas Artes como propagadoras da relação ensino-aprendizagem: os casos de Francisco Antonio Nery e Jean Palliére Ferreira na exposição de 1859. 19&20, Rio de Janeiro, v. IV, n. 4, out. 2009. Disponível em: http://www.dezenovevinte.net/ensino_artistico/copias_exposicoes.htm. Acesso em: 30 de abril de 2022.

LUZ, A. A. da. Uma breve história dos salões de arte: da Europa ao Brasil. Rio de Janeiro: Caligrama, 2005.

MACÊDO, F. R. R. de. Campofiorito e a questão da arte menor. 2000. Dissertação (Mestrado em Ciência da Arte) – Instituto de Arte e Comunicação Social, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2000.

MALTA, M. Todo designer já foi decorador: da arte decorativa à arte projetual. In: CUNHA, A. P. (Org.). Arquivos da Escola de Belas Artes. Rio de Janeiro: EBA/UFRJ, 1999, p.31-50.

OS JURIS. Bellas Artes, RIO DE JANEIRO, ano VI. n. 61-62, n.p, ago./set.1940.

VIANA, M. L. Arte Decorativa na Escola Nacional de Belas Artes - Inserção, conquista de espaço e ocupação (1930-1950). 2015. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

VIANA, M. L. A arte decorativa nacional nos Salões de Arte da ENBA e do MNBA na primeira metade do século XX. In: Anais do Simpósio Nacional de História Cultural. 6., 2013, Teresina. Anais. Uberlândia: GT Nacional de História Cultural, 2013. v. 1, p. 1-12.

VIANA, M. L. O curso de Arte Decorativa da Escola Nacional de Belas Artes e suas especializações. In: TERRA, C. G. (Org.). Arquivos da Escola de Belas Artes. Rio de Janeiro: UFRJ, 2016, p. 17-40.

VIANA, M. L. Uma estranha no ninho? As artes decorativas nos salões nacionais, Rio de Janeiro décadas de 1930-40. In: KNAUSS, P.; MALTA, M. (Orgs.). Outros Objetos do Olhar. Niterói: LABHOI UFF, 2016, p. 75-86.

MALTA, M. Regimento de 1948, os novos cursos e o curso de Arte Decorativa. In: CAVALCANTI, A.; MALTA, M.; PEREIRA, S. G. (Orgs.). Histórias da Escola de Belas Artes: revisão crítica de sua trajetória. 2ed. Rio de Janeiro: Nau, 2017, p. 89-98.

Downloads

Publicado

2022-09-10

Como Citar

VIANA, M. L. Culturalidades brasileiras: arte decorativa no salão nacional de belas artes (1930-1940). MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 3, p. 93–122, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i3.8670317. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8670317. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos - Colaborações