Uma revista em suas proposições

a revista da Faculdade de Educação da Unicamp

Palavras-chave: Pro-posições, História, Educação, Periódicos acadêmicos.

Resumo

O artigo analisa os ciclos de vida da Pro-Posições. O propósito é discutir os momentos em que a revista repensou seu funcionamento e celebrou os resultados. A maneira, então, de tratar a questão ficou organizada em função de três movimentos. O primeiro compreende os testemunhos de celebração. Depois, a análise considera as mudanças na composição da equipe editorial para estudar as reformulações de escopo e layout. Finalmente, o estudo foca as mudanças editoriais anunciadas pela revista como parâmetro de comparação para compreender o trabalho dos responsáveis pela publicação desta revista nos diversos períodos do seu ciclo de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz Paulilo, Universidade Estadual de Campinas

Professor de História da Educação no Departamento de Filosofia e História da Educação da Faculdade de Educação da UNICAMP.

         

Referências

Almeida, A. M. F. de. (2013, jan./abr.). Editorial. Pro-Posições, 24(1)/70), 13-15.

Almeida, A. M. F. de. (2015, set./dez.). Editorial. Pro-Posições, 26(3)/78), 15-18.

Banks Leite, L. (2001, jul./nov.). Editorial. Pro-Posições, 12(2-3)/35-36), 7-10.

Banks Leite, L. (2009, set./dez.). Editorial. Pro-Posições, 20(3)/60), 9-13.

Banks Leite, L. (2012, set./dez.). Editorial. Pro-Posições, 23(3)/69), 13-17.

Bittencourt, A. (2006, jan./abr.). Editorial. Pro-Posições, 17(1)/49), 7-9. Bittencourt, A. (2008, maio/ago.). Editorial. Pro-Posições, 19(2)/56), 7-10.

Bittencourt, A., & Mercuri, E. (2009, set./dez.). Entre capas e letras, embates e crenças. 20 anos de Pro-Posições. Pro-Posições, 20(3)/60), 161-178.

Carvalho, M. (1998). Por uma história cultural dos saberes pedagógicos. In C. P. de Sousa, & D. Catani (Org.), Práticas educativas, culturas escolares, profissão docente (pp. 31-40). São Paulo: Escritura.

Catani, D. B. (1996, jul./dez.). A imprensa periódica educacional: as revistas de ensino e o estudo do campo educacional. Educação & Filosofia, 10(20), 115-130.

Catani, D. B., & Sousa, C. P.(1999). O Catálogo da Imprensa Periódica Educacional Paulista (1890-1996): um instrumento de pesquisa. In D. B. Catani, & C. P. Sousa (Orgs.), Imprensa Periódica Paulista (1890-1996). (Catálogo, pp. 9-23). São Paulo: Plêiade.

Chartier, R. (1991). O mundo como representação. Estudos Avançados, 11(5), 173-191.

Chartier, R. (2014). A mão do autor e a mente do editor. São Paulo: Unesp.

Darnton, R. (1990). O beijo de Lamourette: mídia, cultura e revolução. São Paulo: Companhia das Letras.

Dias Sobrinho, J. (1990, mar.). Editorial. Pro-Posições, 1(5).

Faria, G. G. G. de. (2009, jan./jun.). O fracasso escolar nas páginas de Cadernos de Pesquisa: um percurso de investigação. Educativa, 12(01), 171-189.

Fonseca, A. F. (2015, set./dez.). Elaboração de parecer: uma atividade na interface entre ensino e pesquisa. Editorial. Trabalho, Educação e Saúde, 13(3), 555-563.

Galvão, A. M., Gonçalves, J. G., Biccas, M. de S., & Moraes, D. Z. (2008, jan./abr.). Difusão, apropriação e produção do saber histórico: a Revista Brasileira de História da Educação (2001-2007). Revista Brasileira de História da Educação, 16, 171-234.

Gandini, R. (1995). Intelectuais, estado e educação. Revista Brasileia de Estudos pedagógicos 1944-1952. Campinas: Unicamp.

Kuhlmann Jr., M. (2014, jan./mar.). Publicação em periódicos científicos: ética, qualidade e avaliação da pesquisa. Cadernos de Pesquisa, 44(151), 6-32.

Kuhlmann Jr., M. (2015, out./dez.). Produtivismo acadêmico, publicação em periódicos e qualidade das pesquisas. Cadernos de Pesquisa, 45(158), 838-855.

Luca, T. R. de. (2011). Leituras, projetos e (re)vista(s) do Brasil (1916-1944). São Paulo: Unesp.

Lüdke, M., & Boing, L. A. (2007, out.). O trabalho docente nas páginas de Educação & Sociedade em seus (quase) 100 números. Educação & Sociedade, 28(100), 645-650.

Os Editores. (2015, jun.). Editorial. Revista de Sociologia e Política, 23(54), 03-08.

Packer, A. L. (2014, abr./jun.). A eclosão dos periódicos do Brasil e cenários para o seu porvir. Educação e Pesquisa, 40(2), 301-323.

Packer, A. L., Sales, D. P., Santos, S., Mendonça, A., & Meneghini, R. (2018). Os critérios de indexação do SciELO alinham-se com a comunicação na ciência aberta. SciELO em Perspectiva, 2018. Recuperado em 27 de março de 2018, de http://blog.scielo.org/blog/2018/01/10/os-criterios-de-indexacao-do-scielo-alinhamse-com-a-comunicacao-na-ciencia-aberta/.

Rego, T. C. (2014, abr./jun.). Produtivismo, pesquisa e comunicação científica: entre o veneno e o remédio. Educação e Pesquisa, 40(2), 325-346.

Sampaio, H. (2015, maio/ago.). Editorial. Pro-Posições, 26(2)/77), 15-20

Sanfelice, J. L.(1990, jul.). Editorial. Pro-Posições, 2, 5-6.

Santos, G. C., & Rodrigues Jr, D. M. (2017). Identidade editorial na construção consolidada dos periódicos científicos na Universidade. Blog PPEC. 2017. Recuperado em 30 de setembro de 2017, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/blog/index.php/2017/06.

Publicado
2019-12-19
Como Citar
Paulilo, A. L. (2019). Uma revista em suas proposições. Pro-Posições, 30, 1-21. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8657924
Seção
Dossiê

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)