Lendo proposições

um olhar para o arquivo da produção nos campos filosofia e filosofia da educação nos 30 anos da revista Pro-Posições

Palavras-chave: Filosofia, Filosofia da educação, Educação, Pensamento, Arquivo.

Resumo

O artigo reúne e comenta a produção nos campos da Filosofia e da Filosofia da Educação publicada durante os 30 anos da revista Pro-Posições. Organiza em três blocos temáticos um conjunto de incidências temáticas que se faz presente, ao mesmo tempo, em três décadas de publicações. Na primeira década, de 1990 a 1999, destaca-se a temática da educação, com ênfase no pensamento crítico, na redemocratização brasileira e seu valor republicano; a segunda década, entre os anos 2000 e 2009, traz à tona uma série de análises acerca dos desafios milenares para o campo da Educação, sobretudo acerca da problematização ético-política da sociedade em geral; a última década, de 2010 até 2018, evidencia a explosão da presença da Filosofia e da Filosofia da Educação na área da Educação, encampando temas como diferenças, inclusão e subjetividades. Além de evidenciar que Filosofia e Filosofia da Educação são campos marcantes ao longo dos 30 anos da revista, o artigo sustenta que as mesmas problematizações de 3 décadas de publicações são urgentes como retomada de uma luta de pensamento crítico em defesa da educação republicana e democrática, além de convocar a urgência do lugar das diferenças e das multiplicidades para a área da Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sílvio Donizetti de Oliveira Gallo, Universidade Estadual de Campinas

Professor Titular (MS-6) da Universidade Estadual de Campinas.

           
Alexandre Filordi de Carvalho, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP) e em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

         
Marcos Ribeiro de Santana, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando no Programa de Pós-graduação da Faculdade de Educação da UNICAMP.

         

Referências

Deleuze, G., & Guattari, F. (1992). O que é a filosofia?. Rio de Janeiro: Editora 34.

Foucault, M. (1980). L’archéologie du savoir. Paris: Gallimard.

Foucault, M. (1996). A ordem do discurso (2a ed.). São Paulo: Loyola.

Gallo, S. (2007, julho/dezembro). Filosofia da Educação no Brasil do Século XX: da crítica ao conceito. Eccos – Revista Científica, 9(2), 261-284.

Gallo, S. (2012, setembro/dezembro). Jean-Jacques Rousseau: uma dupla comemoração. ProPosições, 23(3), 217-222. Diverso e Prosa. Recuperado em 20 de julho de 2019, de http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73072012000300013.

Rancière, J. (2018, setembro/dezembro). Escola, produção, igualdade. Pro-Posições, 29(3), 669- 686. Recuperado em 20 de julho de 2019, de http://dx.doi.org/10.1590/1980-6248- 2018-0121.

Rousseau (2012, setembro/dezembro). Duas cartas (Dorothée de Bruchard, Trad.). Pro-Posições, 23(3), 223-225. Diverso e Prosa. Recuperado em 20 de julho de 2019, de http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73072012000300014.

Santos, M. E. E. dos. (2015, janeiro/abril). Educação e Contemporaneidade em Michel Serres. Pro-Posições 26(1), 239-257. Diverso e Prosa. Recuperado em 20 de julho de 2019, de http://dx.doi.org/10.1590/0103-7307201507615.

Serres, M. (1993). Filosofia mestiça – Le tiers-instruit. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Serres, M. (2013). Polegarzinha. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. Submetido à avaliação em 30 de julho de 2019; aceito para publicação em 29 de agosto de 2019.

Publicado
2019-12-19
Como Citar
Gallo, S. D. de O., Carvalho, A. F. de, & Santana, M. R. de. (2019). Lendo proposições. Pro-Posições, 30, 1-32. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8657935
Seção
Dossiê