A (auto)exploração do sujeito em rede digital

a liberdade em crise?

Autores

Palavras-chave:

Exploração do sujeito, Rede digital, Liberdade em crise

Resumo

A obra Psicopolítica: o neoliberalismo e as novas técnicas de poder, de Byung-Chul Han, publicada em 2018 no Brasil pela Editora Âyiné, é dividida em treze capítulos e aborda a crise da liberdade do sujeito pelas novas formas de exploração e submissão em rede digital, provocando coerções em sua própria liberdade ao estar submetido (Han, 2018). Embora o sentimento de liberdade e de insubmissão nos acompanhe em termos de projetos livres e de reinvenção constante, esses mesmos projetos surgem na figura de coerção, ainda mais eficiente em termos de subjetivação e sujeição. Han (2018, p. 9, grifo do autor) alerta que “o eu como projeto, que acreditava ter se libertado das coerções externas e das restrições impostas por outros, submete-se agora a coações internas, na forma de obrigações de desempenho e otimização”. O livro aborda a situação paradoxal dessa questão, visto que a liberdade é antagônica à coerção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adilson Cristiano Habowski, Universidade La Salle

Doutorado em andamento em Educação pela Universidade La Salle. 

Elaine Conte, Universidade La Salle

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora da Universidade La Salle.

Referências

Han, B.-C. (2018). Psicopolítica: o neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Belo Horizonte: Âyiné.

Downloads

Publicado

2020-04-22

Como Citar

HABOWSKI, A. C. .; CONTE, E. . A (auto)exploração do sujeito em rede digital: a liberdade em crise?. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 31, p. e20190004, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8660749. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

Leituras e Resenhas