Formação de professores na contemporaneidade: desafios e possibilidades da parceria entre universidade e escola

Autores

Palavras-chave:

Formação de professores, Profissionalização do ensino, Parceria universidade-escola, Estágio supervisionado

Resumo

Este dossiê aborda a temática das relações entre a universidade e a escola no âmbito da formação de professores. A partir de discussões acerca dos estágios supervisionados, da inserção profissional na escola, da prática como lugar de formação e produção de saberes, das parcerias intergeracionais, bem como das relações entre currículo de formação inicial e currículo escolar, foram problematizadas as relações que vêm sendo estabelecidas entre a universidade e a escola, tendo em vista uma perspectiva de profissionalização do ensino. Para tal, reunimos pesquisadores(as) de diferentes países, como Brasil, Chile, Portugal e Bélgica, cujos artigos apresentam pesquisas e experiências a respeito de parcerias articulando a universidade e a escola, trazendo contribuições que dialogam com as temáticas antes anunciadas, em consonância com as especificidades de cada contexto. Concluindo, os seis artigos que compõem o dossiê aportam, além de um mapeamento da relação entre universidade e escola, possibilidades de enfrentamento e experiências exitosas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel de Souza Neto, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo. Professor pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp (Rio Claro, SP, Brasil).

Cecilia Borges, Universidade de Montreal

Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Professora Titular da Universidade de Montreal.

Eliana Ayoub, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Professora Doutora na Faculdade de Educação pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

Chartier, A. M. (2007). A ação docente entre saberes práticos e saberes teóricos. In Práticas de leitura e escrita: história e atualidade (pp. 185-207). Belo Horizonte: Ceale/Autêntica.

Cyrino, M. (2016). Do acolhimento ao acompanhamento compartilhado: a construção colaborativa de uma proposta para o estágio curricular no curso de Pedagogia Tese de Doutorado, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rio Claro.

Faria, J. B., & Diniz-Pereira, J. E. (2019). Residência pedagógica: afinal, o que é isso? Revista de Educação Pública, 28(68), 333-356. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/8393/5630

Gatti, B. A., André, M. E. D. A., Gimenes, N. A. S., & Ferragut, L. (2014). Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) São Paulo: FCC/SEP. Recuperado de http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/textosfcc/issue/view/298/6

Gervais, C., & Desrosiers, P. (2001). Les stages: un parcours professionnel accompagné. Canadian Journal of Education, 26(3), 263-282. Recuperado de https://journals.sfu.ca/cje/index.php/cje-rce/article/view/2805/2105

Gervais, C., & Desrosiers, P. (2005). L’école, lieu de formation d’enseignants: questions et repères pour l’accompagnement de stagiaires Québec: Les Presses de l’Université Laval.

Giglio, C. M. B. (2010). Residência Pedagógica como diálogo permanente entre a formação inicial e continuada de professores. In Â. I. L. F. Dalben, J. Diniz, L. Leal, & L. Santos. (Orgs.), Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente (pp. 375-392). Belo Horizonte: Autêntica.

Giglio, C. M. B. (2020). Residência Pedagógica. Circulação de ideias, modelos e apropriações na formação de professores. Formação Docente, 13(25), 13-30. Recuperado de https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/439/252

Lontra, V. (2020). Casa comum da formação e da profissão docente: reinvenções possíveis no campo da formação. In Anais da XIV Reunião da ANPED Sudeste – Direito a Educação, Direito a Vida em tempos de Pandemia (pp. 1-3). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Recuperado de http://anais.anped.org.br/regionais/sites/default/files/trabalhos/23/7726-TEXTO_PROPOSTA_COMPLETO.pdf

Nóvoa, A. (2019a). Entre a formação e a profissão: ensaio sobre o modo como nos tornamos professores. Currículo sem Fronteiras, 19(1), 198-208. Recuperado de https://www.curriculosemfronteiras.org/vol19iss1articles/novoa.pdf

Nóvoa, A. (2019b). Os professores e a sua formação num tempo de metamorfose da escola. Educação & Realidade, 44(3), e84910. Recuperado de https://www.scielo.br/pdf/edreal/v44n3/2175-6236-edreal-44-03-e84910.pdf

Perrenoud, P. (2001). Ensinar: Agir na urgência, decidir na incerteza Porto Alegre: Artmed, 2001.

Portelance, L., Borges, C., & Pharand, J. (2011). La collaboration dans le milieu de l’éducation: dimensions pratiques et perspectives théoriques Québec: Presses de l’Université du Québec.

Sarti, F. M. (2008). O professor e as mil maneiras de fazer no cotidiano escolar. EDUCAÇÃO: Teoria e Prática, 18(30), 47-65. Recuperado de https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/1402/1186

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional Petrópolis: Vozes.

Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. (2005). Escola de Educadores Rio Claro: Unesp/PROPe, 2005.

Zeichner, K. (2010). Repensando as conexões entre a formação na universidade e as experiências de campo na formação de professores em faculdades e universidades. Educação, 35(3), 479-504. Recuperado de https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/2357/1424

Downloads

Publicado

2021-08-30

Como Citar

SOUZA NETO, S. de .; BORGES, C. .; AYOUB, E. . Formação de professores na contemporaneidade: desafios e possibilidades da parceria entre universidade e escola . Pro-Posições, Campinas, SP, v. 32, p. e20210031, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8666748. Acesso em: 25 out. 2021.