Banner Portal
Desenvolvimento profissional de professores de educação física iniciantes
REMOTO

Palavras-chave

Formação de professores
Formação inicial
Iniciação à docência
Educação física escolar

Como Citar

GARIGLIO, José Ângelo. Desenvolvimento profissional de professores de educação física iniciantes: continuidades/descontinuidades entre a formação inicial e a iniciação à docência. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 32, p. e20180087, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8666763. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

Este artigo relata os resultados de uma pesquisa que tem como objetivo central analisar as percepções que professores de educação física têm sobre o percurso formativo na licenciatura, tomando como referência os desafios e dilemas enfrentados no período da indução. Esta pesquisa é de cunho qualitativo, de caráter descritivo. Participaram da pesquisa 13 professores/as formados pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com no máximo três anos de exercício profissional na escola. Os professores relatam que a formação inicial foi fundamental para o enfrentamento dos primeiros anos da profissão; todavia, apontam fragilidades no que tange à formação didático-pedagógica.

REMOTO

Referências

Barreto, G., André, M., & Passos, L. F. (2012). O papel das práticas de licenciatura no desenvolvimento profissional de professores em início de carreira. In Anais do III Congreso Profesorado Principiante e Inserção profesional a la docência Recuperado de http://congressoprinc.com.br/artigo?id_artigo=263

Berliner, D. C. (2000). A personal response to those who bash teacher education. Journal of Teacher Education, 51(5), 358-371.

Beauchamp, C., & Thomas, L. (2009). Understanding teacher identity: an overview of issues in the literature and implications for teacher education. Cambridge Journal of Education, 39(2), 175-189.

Bracht, V. (1999). Educação física e ciência: cenas de um casamento infeliz Ijuí: Editora Unijuí.

Brasil. Ministério da Educação. (2002, 18 de fevereiro). Resolução CNE/CP nº 1. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em Nível Superior, Curso de Licenciatura de Graduação Plena. Recuperado de http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02.pdf

Candau, V. (1997). Universidade e formação de professores: que rumos tomar? In: V. Candau (Ed.), Magistério: construção cotidiana (pp 30-50). Petrópolis: Vozes.

Cellard, A. (1997). L’analyse documentaire. In J. Pupart, J.-P. Deslauriers, L.-H. Groulx, A. Laperrière, R. Mayer, Á. P. Pires, … A. Giorgi, La recherche qualitative: enjeux épistémologiques et méthodologiques (pp. 295-316). Montreal: Gaëtan Morin.

Cochran-Smith, M., Fries, K. (2005). Researching teacher education in changing times: Politics and paradigms. In M. Cochran-Smith, & K. Zeichner (Eds.), Studying teacher education: The report of the AERA panel on research and teacher education (pp. 69-107). Washington: American Educational Research Association.

Cochran-Smith, M. (2002). Learning and unlearning: The education of teacher educators. Teaching and Teacher Education, 19(3), 5-28.

Diniz-Pereira, J. E. (2011). O ovo ou a galinha: a crise da profissão docente e a aparente falta de perspectiva para a educação brasileira. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 92(230), 34-51.

Feiman-Nemser, S. (1983). Learning to teach. Institute for Research on Teaching, (64), 1-40.

Feiman-Nemser, S. (2001). Helping novices learn to teach: lessons from an exemplary support teacher. Journal of Teacher Education, 52(1), 17-30.

Fiorentini, D., & Crecci, V. (2008). Desenvolvimento profissional docente: um termo guarda-chuva ou um novo sentido à formação? Formação Docente, 5(8), 1-6.

Flores, M. A., & Day, C. (2006). Contexts which shape and reshape new teachers’ identities: a multi-perspective study. Teaching and Teacher Education, 22(2), 219-232.

Gatti, B. A. (2014). A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, (100), 33-46. Recuperado de https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i100p33-46

Gonzalez, F. J., & Fraga, A. (2012). Afazeres da educação física na escola: planejar, ensinar, partilhar Erechim: Edelbra.

Huberman, M. (1992). O ciclo de vida profissional dos professores. In A. Nóvoa (Ed.), Vida de professores (pp. 31-62). Porto: Porto Editora.

Kelchtermans, G., & Ballet, K. (2002). Micropolitical literacy: reconstructing a neglected dimension in teacher development. International Journal of Educational Research, 37(8), 755-767.

Machado, T. S., Bracht, V., Moraes, C. A., Almeida, F. Q., Silva, M. A. (2009). As práticas de desinvestimento pedagógico na educação física escolar. In XVI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte Recuperado de http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2009/XVI/paper/view/630

Marcelo, C. (2006). Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro. Revista Ciências da Educação, (8), 7-22.

Nóvoa, A. (2017). Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, 47(166), 1106-1133.

Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. (2006). Professores são importantes: atraindo, desenvolvendo e retendo professores eficazes São Paulo: Moderna.

Roldão, M. (2007). Formar para a excelência profissional: pressupostos e rupturas nos níveis iniciais da docência. Educação e Linguagem, 10(15), 18-42.

Roldão, M C. (2017). Conhecimento, didáctica e compromisso: o triângulo virtuoso de uma profissionalidade em risco. Cadernos de Pesquisa, 47(166), 1134-1149.

Roldão, M. C. (2014). Currículo, didáticas e formação de professores: a triangulação esquecida? In M. R. Oliveira (Ed.), Professor: formação, saberes e problemas (pp.91-103). Porto: Porto.

Shulman, L. L. (1987). Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, 57(1), 1-22.

Tardif, M., & Lessard, C. (2005). O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas Petrópolis: Vozes.

Universidade Federal de Minas Gerais. (2006). Projeto pedagógico de licenciatura: graduação plena em Educação Física Belo Horizonte: UFMG.

Villegas-Reimers, E. (2003). Teacher professional development: an international review of literature Paris: Unesco.

Veenman, S. (1984). Perceived problems of beginning teachers. Review of Educational Research, 54(2), 143-178.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 José Ângelo Gariglio

Downloads

Não há dados estatísticos.