Banner Portal
Experiências de leitura literária digital por leitores jovens
REMOTO

Palavras-chave

Leitura literária digital
Leitores jovens
Formação de leitores

Como Citar

ARAÚJO, Mônica Daisy Vieira; FRADE, Isabel Cristina Alves da Silva. Experiências de leitura literária digital por leitores jovens. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 32, p. e20180027, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8666787. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

A leitura literária se modificou com a cultura digital, por meio de obras diferentes daquelas produzidas pela cultura impressa. Neste artigo, apresentamos um recorte dos resultados de uma pesquisa realizada com jovens brasileiros de 15 a 17 anos. Apresentamos as experiências de leitura literária digital de jovens leitores, procurando identificar as formas de busca e de acesso às obras literárias digitais e digitalizadas lidas por eles. A investigação adotou uma perspectiva quantitativa, com aplicação de questionários, e qualitativa, com acompanhamento das práticas de leitura literária digital de leitores jovens. Verificamos que os ambientes digitais de busca são diversos, mas nem sempre fáceis de serem conhecidos pelos jovens leitores. Para cada tipo de leitura literária digital, existem formas específicas de aceso nos ambientes digitais que as disponibilizam, bem como para cada ambiente digital que disponibiliza obras literárias são necessários procedimentos específicos para localização das obras

REMOTO

Referências

Almeida, F. C. de. (2016). O livro digital como processo hipermidiático João Pessoa: Marca da Fantasia.

Batista, A. A. G., Galvão, A. M. de O. (2011). Práticas de Leitura, impressos, letramentos: uma introdução. In Leitura: práticas, impressos, letramentos, 3a ed. Belo Horizonte: Autêntica.

Bolter, J. D.; Grusin, R. Remediation: understanding new media Cambridge: The MIT Press. 2000.

Chartier, A. M. (2016). Os três modelos da leitura entre os séculos XVI e XXI: como as práticas sociais transformam os métodos de ensino Revista Brasileira de história da Educação, Maringá-PR, 16(1/40), 207-214.

Chartier, R. (1997). A ordem dos livros. Trad. Leonor Graça. Editora: Vega Lisboa.

Chartier, R. (1998). A aventura do livro- do leitor ao navegador Trad. Reginaldo Moraes. São Paulo: Editora Unesp.

Chartier, R. (2002). Os Desafios da Escrita São Paulo: Editora UNESP.

Chartier, R. (2011). Do livro à leitura In. Roger Chartier (Org). Práticas de Leitura. 5. Ed. São Paulo: Estação Liberdade.

Colomer, T. (2003). Formação do Leitor Literário Trad. Laura Sandroni. São Paulo: Global.

Colomer, T. (2007). Andar entre livros – A leitura literária na escola Trad. Laura Sandroni. São Paulo: Global.

Darnton, R. (2010). A questão dos livros, passado, presente e futuro São Paulo: Companhia das Letras.

Diaz-Plaja, A. (2008). Entre Libres: La constucció d’un itinerari lector propi en l’adolescència In: Lectures adolescents. Colomer, T [e tal] (Orgs.) Barcelona: GRAÓ.

Gallagher, T. L. (2015). International Perspectives on Literacy Learning with iPads. Journal of Education. 195(3) 15-25. doi:10.1177/002205741519500303

Gomez, A. C.. (2010). Livros e leituras na Espanha no século de Ouro Ateliê Editorial.

Hayles, N. K. (2009). Literatura Eletrônica: Novos Horizontes para o Literário São Paulo: Global.

Jenkins, H. (2009). Cultura da Convergência, 2a ed. (S. Alexandria, trad.). São Paulo: Aleph.

Leveratto, J.-M.; Leontsini, M. (2008). Internet et La sociabilité littéraire Paris: Éditions de la Bibliothéque Publique de Information.

Manresa, M., Real, N. (2015). Digital Literature for Children: Texts, Readers and Educational Practices. Oxford: Peter Lang AG.

Neves, A. de J. (2014). Processo de Construção de Identidade Autoral nas Comunidades Virtuais e Blogs Literários Jundiaí: Paco Editorial.

Ortega, É. (2017). Not a case of words: Textual Environments and Multimateriality in Between Page and Screen electronic book review. Recuperado de http://www.electronicbookreview.com/thread/electropoetics/multimateriality

Torres, R. 2004. Poesia Experimental e ciberliteratura: por uma literatura marginalizada. In Poesia Experimental Portuguesa 1 Enquadramento teórico e contexto crítico da PO.EX. doi: POCI/ELT/57686/2004.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Mônica Daisy Vieira Araújo, Isabel Cristina Alves da Silva Frade

Downloads

Não há dados estatísticos.