Trajetória histórica das bibliotecas e o desenvolvimento dos serviços bibliotecários: da guarda informacional ao acesso

Autores

  • Jorge Santa Anna Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v13i1.1585

Palavras-chave:

Fazer bibliotecário. Guarda e conservação. Revolução tecnológica. Disseminação da informação.

Resumo

Traz à baila o desenvolvimento da instituição biblioteca e os reflexos acarretados à prática do bibliotecário, cujos fazeres se adentram a novas concepções paradigmáticas: do armazenamento à acessibilidade. Partindo dos quatro grandes estágios pelos quais passaram as bibliotecas ao longo dos tempos: laicização, democratização, especialização e socialização, este artigo objetiva refletir a trajetória histórica e o desenvolvimento dos serviços bibliotecários, com vistas à evolução da tecnologia, especificamente com o advento do espaço digital, consumado a partir do desenvolvimento da internet, o que aponta o surgimento da biblioteca virtual na sociedade contemporânea. Metodologicamente, foi utilizada a revisão literária em artigos científicos publicados em revistas brasileiras de biblioteconomia e livros que retratam a trajetória histórica da biblioteca e dos registros de informação. Em linhas gerais, os resultados apontam a necessidade de o bibliotecário ser flexível a mudanças, utilizando as novas tecnologias para reconstruir as práticas bibliotecárias, com maior preocupação para o usuário e suas necessidades, o que confirma a mudança de perfil desse profissional: de guardião da informação a disseminador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jorge Santa Anna, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Graduando em Arquivologia pela UFES. Atuante no ramo da Consultoria Informacional e Normalização de Trabalhos Científicos.

Referências

AMARAL, Sueli A. do. Marketing: abordagem em unidades de informação. Brasília, DF: Thesaurus, 1998.

BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2003.

CHARTIER, Roger. A revolução das revoluções. In:______. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Ed. da UNESP, 1998.

CUNHA, Murilo Bastos da. Construindo o futuro: a biblioteca universitária brasileira em 2010. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 29, n. 1, p. 71-89, jan./abr. 2000. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n1/v29n1a8.pdf>. Acesso em: 17 fev. 2013.

DIAS, Eduardo Wense. Organização da informação no contexto das bibliotecas tradicionais e digitais. In: NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.). Organização da informação: princípios e tendências. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2006.

FACHIN, Gleisy Regina Bories; HILLESHEIM, Araci Isaltina de Andrade. Periódico científico: padronização e organização. Florianópolis: UFSC, 2006.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Bibliotecas universitárias e especializadas: paralelos e contrastes. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília, DF, v.7, n. 1, p. 9-25, jan./jun. 1979.

______. Estudos de uso e usuários da informação. Brasília, DF: IBICT, 1994.

GUINCHAT, Claire; MENOU, Michel. Introdução geral às ciências e técnicas da informação e documentação. Brasília, DF: IBICT, 1994.

LANCASTER, Frederick Wilfrid. Ameaça ou oportunidade?: o futuro dos serviços de biblioteca à luz das inovações tecnológicas. Revista da Escola de Biblioteconomia UFMG, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 7, jan./jun. 1994.

LEVACOV, Marília. Bibliotecas virtuais: (r)evolução?. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 26, n. 2, 1997. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v26n2/v 26n2-2.pdf>. Acesso em: 1 abr. 2013.

MARCHIORI, Patricia Zeni. "Ciberteca" ou biblioteca virtual: uma perspectiva de gerenciamento de recursos de informação. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 26, n.2,1997. Disponível em: < http://www.scie lo.br/scielo.php?pid=S0100-19651997000200002&script=sci_arttext>. Acesso em: 7 out. 2013.

MARCONDES, Carlos Henrique; MENDONÇA, Marilia; CARVALHO, Suzana. Serviços via Web em bibliotecas universitárias brasileiras. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 11, n. 2, p. 174 -186, maio/ago. 2006.

MARTINS, Wilson. A palavra escrita: história do livro, da imprensa e da biblioteca. 3. ed. São Paulo: Ática, 2001.

MILANESI, Luís. Biblioteca. Cotia: Ateliê Editorial, 2002.

RANGANATHAN, Shiyali Ramamrita. As cinco leis da biblioteconomia. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2009.

ROSETTO, Márcia. Metadados: novos modelos para descrever recursos de informação digital. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS, BIBLIOTECAS,

CENTROS DE DOCUMENTAÇÃO E MUSEUS, 1., 2002, São Paulo. Anais... São Paulo: Imprensa Oficial, 2002. p. 485-498.

SANTA ANNA, Jorge; GERLIN, Meri Nadia; SIQUEIRA, Poliana. A tecnologia da informação e seus reflexos no serviço de referência da biblioteca central da Ufes. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25., 2013, Florianópolis. Anais Eletrônicos...Florianópolis: FEBAB, 2013. Disponível em: <http://xxvcbbd.febab.org.br/>. Acesso em: 2 set. 2013.

SANTOS, Josiel Machado. O processo histórico evolutivo das bibliotecas da Antiguidade ao Renascimento. Vida de Ensino, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 1-10, ago. 2009/fev. 2010. Disponível em: . Acesso em: 7 out. 2013.

SILVA, Elane Ribeiro. As bibliotecas como espaço de preservação da memória da humanidade: passado, presente e futuro das unidades de informação. 2013. Disponível em: . Acesso em: 7 out. 2013.

SILVEIRA, Fabrício José Nascimento da. O bibliotecário como agente histórico: do “humanista” ao “moderno profissional da informação”. Informação e Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.18, n.3, p. 83-94, set./dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 7 out. 2013.

TARAPANOFF, Kira. O profissional da informação em áreas de ciência e tecnologia no Brasil: características e tendências. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 18, n. 2, p. 103-119, jul./dez. 1989. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ci inf/ind ex.php/ciinf/article/viewFile/1358/984>. Acesso em: 7 out. 2013.

VERGUEIRO, Waldomiro. Qualidade em serviços de informação. São Paulo: Arte & Ciência, 2000.

WEITZEL, Simone. O desenvolvimento de coleções e a organização do conhecimento: suas origens e desafios. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p. 61 - 67, jan./jun. 2002.

Downloads

Publicado

2015-01-30

Como Citar

SANTA ANNA, J. Trajetória histórica das bibliotecas e o desenvolvimento dos serviços bibliotecários: da guarda informacional ao acesso. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 13, n. 1, p. 138–155, 2015. DOI: 10.20396/rdbci.v13i1.1585. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1585. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)