Auto-arquivamento e acesso aberto: deveres e direitos digitais na sociedade em rede

Autores

  • Rodrigo Duarte Duarte Ferrari Universidade Federal de Santa Catarina
  • Giovani De Lorenzi Fabiana Araujo Pires Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v12i1.1616

Palavras-chave:

Auto-arquivamento. Acesso aberto. Repositórios digitais

Resumo

Este artigo é o produto de uma investigação sobre o auto-arquivamento em repositórios digitais como uma relação de direitos e deveres no contexto da sociedade em rede e do acesso aberto. Partimos de um estudo de caso sobre a percepção de pesquisadores brasileiros sobre os usos e propósitos do Repositório Institucional da Rede CEDES (RIRC). Isto criou condições para observar e refletir sobre o compromisso social e político dos pesquisadores da Rede CEDES em organizar e disponibilizar as produções dessa ação ministerial em acesso aberto. Realizamos dez entrevistas com os pesquisadores da Rede CEDES no período de 19/11/2010 até 14/09/2011 e utilizamos algumas estatísticas do RIRC e da própria rede como dados. Nesse texto, apresentamos uma discussão sobre o auto-arquivamento no RIRC a partir de três conceitos principais: distribuição coletiva; inteligência coletiva, cultura participativa. Como resultado desta pesquisa, observamos que há contradições entre um discurso pautado pelas qualidades ideais dos repositórios digitais e do acesso aberto em contraste com a prática efetiva que deveria materializar esse discurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rodrigo Duarte Duarte Ferrari, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciado e mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisador do LaboMídia/UFSC, grupo Observatório da Mídia Esportiva desde 2007. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSC, pesquisador no Núcleo de Infância Comunicação e Arte (NICA). Mais informações acesso http://www.rodrigoferrari.me

Giovani De Lorenzi Fabiana Araujo Pires, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciado em Educação Física (UFSM,1978), mestre em Ciência do Movimento Humano (UFSM,1990) e doutor em Educação Física/Ciências do Esporte (UNICAMP, 2001). É professor associado do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina, docente e orientador credenciado no PPGEF/UFSC. Tem experiência nos seguintes campos: Midia-Educação Física, esporte e lazer, escola e formação de professores de Educação Física. Co-editor da revista Motrivivência e coordenador do LaboMídia - Laboratório e Observatório da Mídia Esportiva/UFSC (www.labomidia.ufsc.br). Alegretense de coração. Contato: giovani.pires@ufsc.br

Downloads

Publicado

2014-02-07

Como Citar

FERRARI, R. D. D.; PIRES, G. D. L. F. A. Auto-arquivamento e acesso aberto: deveres e direitos digitais na sociedade em rede. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 12, n. 1, p. 22–38, 2014. DOI: 10.20396/rdbci.v12i1.1616. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1616. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos