Banner Portal
A universidade e a "sociedade da informação"
PDF

Palavras-chave

Bibliotecas universitárias
Universidade
Sociedade da informação

Como Citar

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Maria Nélida. A universidade e a "sociedade da informação". RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 9, n. 2, p. 225–242, 2011. DOI: 10.20396/rdbci.v9i1.1928. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1928. Acesso em: 13 jul. 2024.

Resumo

Podemos dizer que a Sociedade da Informação ocupa o lugar e assume as expectativas que outrora eram projetadas na Modernidade. Para Habermas, o entendimento do presente passa por pensar no avançar desde e além da modernidade parcial, não já como superada (como quando se fala da pós-modernidade), nem como uma ficção a ser simplesmente negada (como quando se afirma que jamais fomos modernos). Trata-se de pensar, com esses pontos de partida, se estamos hoje a buscar soluções vicariantes ao déficit sistêmico daquela modernidade incompleta, ou se, superando uma modernização periférica ou tardia, empreendemos caminhos auto-reflexivos e inovadores para definir e construir novas configurações do conhecimento, da comunicação e da informação. Como resposta às demandas das quais a Sociedade da Informação é ao mesmo tempo sintoma, apelação e desafio, as Universidades do Brasil e da América Latina tem em suas mãos o poder e a dívida de nutrir as variáveis epistêmicas de processos e práticas auto-reflexivos, gerando novas formas de um diálogo polifônico entre as esferas quase-públicas das Ciências, as plurais redes das tradições locais e os dilemas universais, que colocam hoje um novo cosmopolitismo informacional à luz de um repensar geral do devir da humanidade.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v9i1.1928
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2011 Maria Nélida González de Gómez

Downloads

Não há dados estatísticos.