Banner Portal
Preservação digital: a influência da gestão dos documentos digitais na preservação da informação e da cultura
PDF

Palavras-chave

Preservação digital
Gestão de documento digital
Documento digital.
Preservação da cultura
Política de preservação digital

Como Citar

INNARELLI, Humberto Celeste. Preservação digital: a influência da gestão dos documentos digitais na preservação da informação e da cultura. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 72–87, 2011. DOI: 10.20396/rdbci.v8i2.1934. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1934. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

A cultura de nossa sociedade preservada ao longo tempo através da utilização de meios de transmissão e da apropriação do conhecimento encontra-se ameaçada, já que as novas tecnologias da informação e comunicação tornam frágil a forma de registro e processamento da informação. Esta fragilidade é refletida nos modelos de gestão de documentos digitais permanentes, os quais sofrem influência direta dos profissionais da administração e da Tecnologia da Informação e Comunicação, atuais gestores da informação. Este artigo pretende contextualizar, de uma forma macro, a influência desses profissionais na preservação dos documentos digitais e os problemas gerados pela gestão inadequada do documento digital permanente.
https://doi.org/10.20396/rdbci.v8i2.1934
PDF

Referências

ARQ-SP. Preservação do patrimônio digital: memorando ARQ-SP, n. 4, set. 2001.

BARRETO, A. A estrutura do texto e a transferência da informação. DataGramaZero: revista de ciência da informação, v. 6 n. 3, jun. 2005.

BROOKES, B. C. The foundation of Information Science. Journal of Information Science, 1980.

BUCKLAND, M. K. Information as thing. Journal of the American Society for Information Science (JASIS), v. 45, n. 5, p. 351-360, 1991.

______. What is a digital document? Document Numerique, 1998.

______. What is a document? Journal of the American Society for Information Science (JASIS), 1997.

BUSH, V. As we may think. Atlantic Monthly, v.176, n.1, p.101-108, 1945.

CANCLINI, N. G. Diferentes, desiguais e desconectados. Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 2007.

CONARQ. Conselho Nacional de Arquivos. Carta para preservação do patrimônio arquivístico digital. Rio de Janeiro, 2004.

______. Modelo de requisitos para sistemas de informatizados de gestão arquivística de documentos. Rio de Janeiro, 2010.

DURANTI, L. The long-term preservation of the authentic electronic records: findings of the InterPARES project. Vancouver: L. Duranti, 2005.

FEATHERSTONE, M. et al. Cultura global: nacionalismo, globalização e modernidade. Petrópolis: Vozes, 1994.

FONSECA, M. O. Arquivologia e ciência da informação. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

INNARELLI, H. C. Los diez mandamientos de la preservación digital: una brevísima introducción. Revista de Documentación, ano 2, n. 10, mar./abr. 2009.

INNARELLI, H. C. Os dez mandamentos da preservação digital. In: SANTOS, V. B.; INNARELLI, H. C.; SOUSA, T. R. B. Arquivística: temas contemporâneos. Brasília: SENAC, 2007.

______. Preservação de documentos digitais: confiabilidade de mídias CD-ROM e CD-R. 174f. 2006. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

______. Reliability and durability of CD-ROM and CD-R medias: its fragility related to digital preservation. In: WORLD MULTICONFERENCE ON SYSTEMICS, CYBERNETICS AND INFORMATICS, 7., 2003, Orlando. Proceedings.... Orlando, 2003.

INTERPARES. The International Research on Permanent Authentic Records in Electronic Systems. Interpares 2 Project. Disponível em: < http://www.interpares.org/>. Acesso em: 03 dez. 2009.

LE COADIC, Y.-F. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos, 2004.

LÉVY, P. A inteligência coletiva. São Paulo, SP: Edições Loyola, 1998.

______. As tecnologias das inteligências: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Ed. 34, 1993.

______. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

POSTMAN, N. Tecnopólio: a rendição da cultura à tecnologia. São Paulo: Nobel, 1994.

RAYWARD, W. B. The origins of information science and the International Institute of Bibliography/International Federation for Information and Documentation (FID). Journal of the American Society for Information Science, v.48, n.4, p.289-300, 1997.

RONDINELLI, R. C. Gerenciamento arquivístico de documentos eletrônicos. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002.

ROTHENBERG, J. Ensuring the longevity of digital documents. Scientific American, pp. 24-29, Jan 1995.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre as ciências. Porto: Afrontamento, 1987.

SANTOS, L. G., et al. A Sociologia no horizonte do século XXI. São Paulo: Bomtempo, 1997.

SARACEVIC, T. A natureza interdisciplinar da ciência da informação. Ciência da informação, v. 24, n.1, 1995.

TODOROV, T. A conquista da América. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

WALDMAN, H., YACIOUB, M. D. Telecomunicações: princípios e tendências. São Paulo: Ed. Érica, 2000.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2011 Humberto Celeste Innarelli

Downloads

Não há dados estatísticos.