Aspectos conceituais e metodológicos de redes sociais e sua influência no estudo de fluxos de informação

Autores

  • Cibele Roberta Sugahara
  • Waldomiro Vergueiro Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v7i2.1959

Palavras-chave:

Fluxos de Informação, Redes Sociais, Análise de Redes Sociais

Resumo

As ligações e interações propiciadas pelas redes sociais permitem compreender como ocorrem os fluxos de informação entre indivíduos e instituições que unem esforços na busca de metas comuns. O artigo apresenta aspectos conceituais sobre redes e redes sociais ressaltando que a estrutura e as relações de interação e intermediação entre os elos da rede impulsionam mudanças nos fluxos de informação. Descreve a metodologia de Análise de Redes Sociais (ARS) sinalizando como esta pode ser utilizada na área da Ciência da Informação para compreender os fluxos de informação que se configuram e re-configuram nas redes sociais a partir da estrutura de relacionamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cibele Roberta Sugahara

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Professora da Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Waldomiro Vergueiro, Universidade de São Paulo

Professor Titular, Chefe do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Referências

ALBAGLI, S.; MACIEL, M. L. Informação e conhecimento na inovação e no desenvolvimento local. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n.3, p. 9-16, set./dez.

______. Globalização e espacialidade: o novo papel do local. In: CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. M. Globalização e inovação localizada: experiências de sistemas

locais no Mercosul. Brasília: IBICT/IEL, 1999.

BARRETO, A. Mudança estrutural no fluxo do conhecimento: a comunicação eletrônica. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, 1998.

BELKIN, N. Information concepts for information science. Journal of Documentation, v. 34, n.1, mar. 1978.

CASSAROTTO, F. N.; PIRES, L. H. Redes de pequenas e médias empresas e desenvolvimento local: estratégias para a conquista da competitividade global com base

na experiência italiana. São Paulo: Atlas, 2001.

CASTELLS, M. A sociedade em rede: a era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1999. v.1.

CROSS, R. L; PARKER, A. The hidden power of social networks: understanding how work really gets done in organizations. Harvard Business School Press, 2004.

DEGENNE, A.; FORSÉ, M. Les réseaux sociaux: une analyse structurale en sociologic. Paris: Armand Colin, 1994.

HANNEMAN, R. A.; RIDDLE, M. Introduction to social network methods. Riiverside: University of California. Disponível em: http://faculty.ucr.edu/~hanneman/).

Acesso em: 15 set. 2005.

MARTELETO, R. M. Análise de redes sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v.30, n.1, p.71-81, jan./abr. 2001.

______.; SILVA, A. B. O. Redes e capital social: o enfoque da informação para o desenvolvimento local. Ciência da Informação, Brasília, v.33, n.3, p.41-49, set./dez.

POLO TECNOLÓGICO TÊXTIL DE AMERICANA/POLOTECTEX. Disponível em: http://www.polotectex.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=58&Itemi

d=83. Acesso em: 10 ago. 2008

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

SHERA, J. H.; CLEVELAND, D. B. History and foundations of information science. Annual Review of Information Science and Technology, v.12, p. 249-275, 1977.

SOUSA, P. T. C. Metodologia de análise de redes sociais. In: MULLER, S. P. M. (Org.). Métodos para a pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2007.

TALAMO, M. F. G. M. A pesquisa: recepção da informação e produção do conhecimento. DataGramaZero: revista de ciência da informação, Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, abr. 2004. Disponível em: < http:www.dgzero.org>. Acesso em: 24 maio 2008.

TOMAÉL, M. I. Redes de conhecimento. DataGramaZero: revista de ciência da informação, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, abr. 2008.

______.; ALCARÁ, A. R.; DI CHIARA, I. G. Das redes sociais à inovação. Ciência da Informação, Brasília, v.34, n.2, maio/ago. 2005.

WASSERMAN, S.; FAUST, K. Social network analysis: methods and applications. In: ______. Structural analysis in social the social science series. Cambridge: Cambridge

University Press, 1994. 857p.

WELLMAN, B. Are personal communities local?: a dumpatarian reconsideration. Social Networks, Amsterdam, v.18, p.347-354, 1996.

Downloads

Publicado

2010-03-01

Como Citar

SUGAHARA, C. R.; VERGUEIRO, W. Aspectos conceituais e metodológicos de redes sociais e sua influência no estudo de fluxos de informação. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 8, n. 1, p. 102–117, 2010. DOI: 10.20396/rdbci.v7i2.1959. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1959. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)